Tokyo Auto Salon 2020

Toyota GR Yaris (261 cv). TODOS os detalhes do «super-utilitário» nipónico

Um carro de ralis que podes ter na garagem. Podia ser este o mote do novo Toyota GR Yaris 2020, o segundo modelo da história da Toyota Gazoo Racing.

Parece que voltámos aos anos 90, lembras-te? Uma época em que podíamos ter na nossa garagem versões muito próximas — ok, mais ou menos próximas… — dos carros que corriam no Mundial de Ralis. Versões que eram conhecidas como «especiais de homologação».

Sistemas avançados de tração às quatro rodas, suspensões muito competentes, travões a condizer (nem sempre…) e um visual distinto. Eram assim os especiais de homologação nascidos para dar corpo aos modelos que competiam no WRC. Quem nunca sonhou ter Subaru Impreza ou um Mitsubishi Lancer Evo na garagem que atire a primeira pedra…

O último dessa espécie foi precisamente o Subaru Impreza STI, lançado no já demasiado longínquo ano de 2007.

VÊ TAMBÉM: Juntei o Toyota GR Supra e o BMW Z4 M40i. Farinha do mesmo saco?

Voltar a sonhar

Pois bem, quando olhamos para o novo Toyota GR Yaris — podes esquecer a anterior denominação Yaris GR-4 (que até resultava melhor…) — parece que a época dos «especiais de homologação» está de volta.

VÊ TAMBÉM: Já testámos o Toyota C-HR mais potente e eficiente de sempre (vídeo)
Toyota GR Yaris
Brevemente num rali perto de si.

Com o novo Toyota GR Yaris podemos voltar a sonhar com a possibilidade de ter um carro de ralis na garagem. Soa exagerado — e talvez seja exagerado… — mas a Toyota Gazoo Racing encarou o desenvolvimento do Toyota GR Yaris como se de um verdadeiro «especial de homologação» para ralis se tratasse.

Um desenvolvimento tão sério que até a própria Tommi Mäkinen Racing — a empresa responsável pelo programa de ralis da Toyota — esteve envolvida no processo. E nas próximas linhas vamos conhecer todos os detalhes.

VÊ TAMBÉM: Mais de 300 cv e 60 km de autonomia para o Toyota RAV4 Plug-in Hybrid
Toyota GR Yaris
No interior as novidades são poucas. Os bancos, os mostradores, a pedaleira, o seletor da caixa e pouco mais.

Plataforma do Toyota GR Yaris

É nos detalhes que se percebe que a Toyota Gazoo Racing levou a empreitada do GR Yaris muito a sério. Um dos detalhes mais importantes diz respeito à plataforma.

Os engenheiros nipónicos não se limitaram a melhorar a plataforma GA-B estreada na nova geração do Toyota Yaris. Foram mais longe.

Com o objetivo de maximizar a aerodinâmica, redesenhar a suspensão traseira, aligeirar o peso e adotar um sistema de tração integral, fundiram dois chassis. A parte dianteira pertence ao novo Yaris (plataforma GA-B) e a parte traseira pertence ao Corolla (plataforma GA-C).

VÊ TAMBÉM: Testámos o Toyota Corolla 1.8 Hybrid Exclusive. Serão os híbridos a melhor opção?
Toyota GR Yaris
A versão mais «hardcore» da plataforma TNGA (Toyota New Global Arquitecture).

Com todas estas modificações, o Toyota GR Yaris ficou praticamente irreconhecível — a título de exemplo a carroçaria passou de cinco para três portas. Manteve-se compacto, porém incapaz de esconder as suas pretensões: andar rápido, travar rápido e curvar… curvar muito rápido!

VÊ TAMBÉM: O Toyota GR Yaris não é o único “Yaris” inspirado no WRC
A dianteira ganhou a agressividade que 261 cv de potência exigem.

Graças a esta nova carroçaria híbrida o Toyota Yaris ficou 9,1 mm mais baixo, e mede agora 3995 mm de comprimento, 1805 mm de largura e 1460 mm de altura. A distância entre eixos é agora de 2558 mm.

Para manter o peso controlado (1280 kg), toda a carroçaria recorre a painéis de alumínio e carbono reforçado com plástico.

Motor de três cilindros e 261 cv

Debaixo do capot do pequeno Toyota GR Yaris encontramos um motor… pequeno. Pequeno mas cheio de genica. Trata-se de um bloco de três cilindros e 1.6 litros de capacidade, capaz de desenvolver 261 cv e 360 Nm de binário máximo.

VÊ TAMBÉM: Ultra Compact BEV, a visão da Toyota para a mobilidade urbana
Toyota GR Yaris
Pode até faltar-lhe um cilindro, mas pulmão não lhe falta.

A velocidade máxima é de 230 km/h (limitada eletronicamente) e o sprint dos 0-100 km/h cumpre-se em apenas 5,5 segundos. Números que só são possíveis graças a uma relação peso-potência de 4,9 kg/cv.

Quanto à transmissão, essa fica a cargo de uma caixa manual de seis velocidades (é só boas notícias, não é?) e a um sistema de tração integral GR-Four, que fará os possíveis para colocar toda a potência no chão.

GR-Four com comando eletrónico

O sistema de tração integral GR-Four é composto por dois diferenciais autoblocantes Torsen. Estes podem ser controlados eletronicamente através de vários modos de condução, que fazem variar a distribuição de potência:

  • Normal (60:40);
  • Sport (30:70);
  • Track (50:50).
Toyota GR Yaris
Um dos lugares mais desejados de 2020?

Para lidar com tanta potência e com o aumento de tração, neste Toyota GR Yaris encontramos suspensões multi-link no eixo traseiro. O sistema de travagem também foi revisto e conta agora com uns massivos (face às dimensões do pequeno Yaris) discos dianteiros ventilados de 356 mm e pinças de quatros pistões.

TENS DE LER: Afinal, os motores de três cilindros são bons ou não? Problemas e vantagens

Quando é que chega a Portugal?

Como sabem, o Toyota GR Yaris já passou por Portugal para uma ronda de testes, mas a sua comercialização no nosso país só vai arrancar no final deste ano.

VÊ TAMBÉM: Toyota e Subaru mantêm-se unidas e vem aí uma nova geração dos GT86/BRZ

A produção está a cabo do departamento Gazoo Racing na fábrica da Toyota em Motomachi (Japão) — uma unidade onde muitos processos ainda são manuais. Quantas unidades serão produzidas? Não se sabe.

De qualquer forma, longa vida aos «especiais de homologação». Ficava bem na tua garagem, não ficava?

A NÃO PERDER: Woven City, a cidade do futuro que a Toyota apresentou no CES

Sabes responder a esta?
Quantas unidades do Toyota Land Cruiser já foram vendidas?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

E já vão 10 milhões! Toyota Land Cruiser atinge marco histórico de vendas

Mais artigos em Notícias