Drag race

Corrida às armas: Mercedes-AMG A 45 S vs Audi RS 3 vs BMW M2 Competition

O Mercedes-AMG A 45 S, o BMW M2 Competition e o Audi RS 3 são três interpretações de um desportivo compacto "à alemã". Mas qual será o mais rápido?

O Mercedes-AMG A 45 S, o BMW M2 Competition e o Audi RS 3 são três dos desportivos compactos mais potentes (e desejados) da atualidade. Ora, tendo isto em conta, não é de estranhar que os nossos colegas da Motor1 Italia tenham decidido que era uma boa ideia colocá-los frente-a-frente numa drag race… e até levá-los a um banco de potência.

Com tração integral, caixa automática de oito velocidades e 421 cv e 500 Nm extraídos do quatro cilindros de produção mais potente do mundo), o Mercedes-AMG A 45 S apresenta-se como o “alvo a abater”.

A estes números, o BMW M2 Competition responde com um seis cilindros em linha, com 3.0 l de capacidade que debita 410 cv e 550 Nm de binário que são enviados apenas e só às rodas traseiras, neste caso por intermédio de uma caixa automática de dupla embraiagem de sete velocidades (em opção há ainda uma caixa manual).

VÊ TAMBÉM: BMW 333i (E30). O «primo do M3» que pouca gente conhece

Por fim, o mais antigo dos concorrentes, o Audi RS 3 apresenta-se com o incomum cinco cilindros com 2.5 l de capacidade, 400 cv e 480 Nm que são enviados às quatro rodas através de uma caixa automática de dupla embraiagem de sete velocidades.

VÊ TAMBÉM: Lembras-te deste? Mercedes-Benz E 50 AMG (W210)

drag race

Desde o momento do arranque que o Mercedes-AMG A 45 S provou o porquê de ser o “alvo a abater” desta drag race. Fazendo uso da tração integral e da potência, o A 45 S assume de imediato a liderança, não a largando até ao final da prova e comprovando que os 3,9s dos 0 aos 100 km/h que a marca anuncia são reais — fez 3,95s.

Em segundo lugar ficou o M2 Competition, que conseguiu compensar o facto de contar apenas com tração traseira. Curiosamente, demorou 4,61s para atingir os 100 km/h, um valor superior aos 4,2s anunciados — dificuldades de tração?

VÊ TAMBÉM: As carrinhas desportivas mais radicais de sempre: Audi RS2
Mercedes-AMG A 45 S_BMW M2 Competition_Audi RS3
Um autêntico alinhamento de luxo.

Em último lugar surge o RS 3. Apesar de contar com tração integral e estar apenas 20 cv atrás dos rivais, o modelo da Audi não conseguiu acompanhá-los — já tinha sido notado noutras provas similares que o RS 3 desde que foi atualizado com um filtro de partículas, perdeu algum “pulmão”. Ainda assim, atingiu os 100 km/h em 4,28s, apenas 0,1s acima dos 4,1s anunciados.

VÊ TAMBÉM: O primeiro “Panamera” foi um… Mercedes-Benz 500E

O banco de potência

Para além de terem sido posto à prova numa drag race, os três compactos desportivos germânicos fizeram ainda uma visita ao banco de potência, um local onde houve lugar a algumas surpresas.

É que apesar de anunciar 400 cv e 480 Nm, o Audi RS 3 apenas debitou no banco de potência 374 cv e 470 Nm — a Motor1 Italia refere que estava a usar gasolina 95, o que pode ter sido um fator para este resultado.

VÊ TAMBÉM: Mercedes-AMG A 35 4MATIC. O AMG mais BARATO que podes comprar
Mercedes-AMG A 45 S_BMW M2 Competition_Audi RS3

Também o A 45 S debitou um pouco menos de potência do que a anunciada, ficando-se pelos 411 cv. Já quanto ao binário, atingiu os 500 Nm anunciados. Por falar neste, a sua entrega revelou-se mais similar à de um atmosférico, atingido a uma rotação superior, fruto do mapeamento específico do motor, um pouco como a Ferrari faz nos seus V8 turbo.

Por fim, o BMW fez precisamente o contrário e apresentou valores de potência e binário superiores aos anunciados, 420 cv e 588 Nm, respetivamente. Aliás, às 2700 rpm, o binário debitado estava já nos 500 Nm.

Sabes responder a esta?
Qual é a cilindrada do Mercedes-AMG GLS 63 4MATIC+?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Mercedes-AMG GLS 63. A forma mais rápida de transportar 7 pessoas?

Mais artigos em Notícias