Tuning

AC Schnitzer. A preparadora especializada em BMW mostra-nos o seu primeiro… Toyota

A AC Schnitzer, conhecida preparadora especializada em modelos BMW revelou o seu pacote de modificações para o… Toyota GR Supra.

E porque não? Como bem sabemos o Toyota GR Supra partilha quase tudo — plataforma, mecânica, eletrónica, etc. — com o BMW Z4, tendo ambos os modelos nascido de uma parceria entre os dois construtores. Para a AC Schnitzer, independentemente da marca que o modelo ostenta, por baixo do capot encontramos o mesmo B58, o seis cilindros em linha de origem BMW.

Como curiosidade, um dia após a AC Schnitzer anunciar o primeiro Toyota de sempre a receber a sua atenção, revelou também as modificações para o “irmão” BMW Z4 M40i.

Afinal, que alterações a AC Schnitzer efetuou sobre o Toyota GR Supra e, já agora, o BMW Z4 M40i?

A NÃO PERDER: Juntei o Toyota GR Supra e o BMW Z4 M40i. Farinha do mesmo saco?

Grande parte das modificações estão concentradas precisamente no seis cilindros em linha. O B58, de série, debita 340 cv e 500 Nm em ambos os modelos — apesar de o Supra ter andado a acusar bem mais que os valores oficiais —, recebe uma nova unidade de controlo que faz a potência subir para uns mais sumarentos 400 cv e o binário engordar até aos 600 Nm.

Não são anunciados quais os ganhos em performance — aceleração ou retomas de velocidade —, mas a alteração vem acompanhada com uma garantia de até 36 meses, de acordo com a AC Schnitzer.

Além da unidade de controlo, tanto o GR Supra como o Z4 M40i recebem um escape desportivo que garante uma melhor voz aos dois desportivos.

Potência não é nada sem controlo…

… já dizia o anúncio. Assim, para melhor colocar os 400 cv sobre o asfalto, o Toyota GR Supra pode receber uma suspensão coilover RS, que pode reduzir a distância ao solo em até 25 mm. Para os que procuram apenas um kit para rebaixar o Supra, a AC Schnitzer disponibiliza molas que rebaixam o coupé em aproximadamente 15 mm.

Também disponíveis para o GR Supra estão dois conjuntos de rodas (jante+pneu). O primeiro consiste num conjunto de jantes de 20″ AC3 (forjadas), com dois acabamentos Antracite/Prata, acompanhadas por pneus 255/30 R20 à frente e 275/30 R20 atrás. O segundo, começa também com jantes de 20″ AC1, bi-colores ou Antracite, com pneus de dimensão idêntica aos já referidos.

A rematar as rodas de maior dimensão, temos um kit aerodinâmico composto por um splitter dianteiro, asa traseira, e também saídas de ar no capot com inserções em fibra de carbono.

O interior também pode ser personalizado com diversos itens em alumínio: patilhas, pedais, descanso do pé, capa para i-Drive e porta-chaves.

E no Z4?

Como devem imaginar, não divergem muito daquelas anunciadas para o GR Supra. Por fora o Z4 M40i foi agraciado com um kit aerodinâmico que inclui um splitter dianteiro, e um spoiler traseiro de duas peças. Destaque também para as novas saias laterais e para as saídas de ar no capot.

Também as rodas crescem até às 20″, recorrendo aos mesmos modelos AC3 e AC1 mencionados no modelo nipónico. Ao nível da suspensão, o Z4 M40i recebe apenas um novo conjunto de molas que permitem rebaixá-lo entre 15 mm e 25 mm. A personalização do interior é idêntica à do GR Supra.

Sabes responder a esta?
Qual a capacidade do motor de combustão do híbrido Lexus ES 300h?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Testámos o Lexus ES 300h, o automóvel mais Zen do segmento

Mais artigos em Notícias