Rumor

Haverá ou não haverá um rival da BMW para o Mercedes-AMG A 45?

A chegada do Mercedes-AMG A 45 trouxe números de arregalar os olhos. Responderá a BMW ao desafio com um carro acima do M135i?

Quando novo BMW Série 1 foi revelado, ficámos a conhecer o M135i, o mais desportivo e potente da gama. Por baixo do seu capot está o quatro cilindros mais potente de sempre… da BMW, ao extrair 306 cv de um bloco de 2,0 l de capacidade, e tração às quatro rodas.

Um rival direto para o Mercedes-AMG A 35 e Audi S3, mas também outros hot hatch com hardware similar, como o Volkswagen Golf R. Mas acima deste patamar, onde habitam máquinas como o novo Mercedes-AMG A 45 e Audi RS3, as declarações de responsáveis da BMW apontam para nada acima do M135i.

Até porque, em alternativa, a BMW tem um M2 Competition — não é um hot hatch, é certo, mas os números que ostenta equiparam-se com os deles, ainda que entregues de forma distinta e única, sendo um dos seus principais pontos de atração. Seis cilindros em linha, tração traseira e até uma caixa manual? Difícil de resistir.

VÊ TAMBÉM: Os quatro cilindros mais potentes à venda no mercado (2019)

Então, assunto arrumado? Parece que não, de acordo com a norte-americana Automobile Magazine.

M140e, a resposta da BMW?

O futuro eletrificado da BMW acabará por se expandir aos seus modelos de performance, nomeadamente os concebidos pela M — de momento, nenhum M é assistido por eletrões, mas este é um cenário que deverá mudar brevemente, antecipado até pela revelação do concept M Vision NEXT, um híbrido plug-in de alta performance.

Seria desta forma, através da tecnologia híbrida plug-in, que a resposta da BMW aos A 45 e RS3 deste mundo poderá advir. Acima do M135i estaria, desta forma, um inédito M140e. 

BMW Série 1
BMW M135i

Este manteria em funções o bloco 2.0 turbo do M135i — a Automobile Magazine refere a adição de um sistema de injeção de água, como já vimos no BMW M4 GTS —, complementado por um motor elétrico de 60 kW (82 cv), que elevariam a potência do M140e até à barreira “mágica” dos 400 cv.

E sendo um híbrido plug-in, a possibilidade de circular em modo exclusivamente elétrico é uma certeza, com uma autonomia máxima estimada entre 80 km e 110 km — o melhor de dois mundos?

A NÃO PERDER: Designer faz um “lavar de cara” ao novo BMW Série 1

Sim, não passa ainda de um rumor, a carecer de confirmação oficial, mas a Automobile Magazine avança já com 2020 como o ano da revelação do M140e. Será?

Fonte: Automobile Magazine.

Sabes responder a esta?
A terceira geração do BMW X6 recorre a que plataforma?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

BMW X6 renova-se e recebe mais tecnologia e até uma grelha iluminada

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos