Antevisão

Desportivo “mid-engine” da Hyundai a caminho, agora com a Rimac a bordo

Há muito aguardado, o desportivo "mid-engine" da Hyundai pode vir a contar com uma versão elétrica. Tudo graças a uma parceria da marca coreana com a Rimac.

Depois das excelentes críticas e aceitação que o i30 N recebeu, a Hyundai está decidida a fazer crescer a sua N Performance. Assim, para além do i20 N (já em testes), a marca sul-coreana está a preparar um desportivo mid-engine que deverá ocupar o lugar de “porta-estandarte” da divisão dirigida por Albert Biermann.

Confirmado em julho do ano passado pelos responsáveis da marca, são escassas as informações acerca deste desportivo mid-engine — nem sequer sabemos se não será mesmo um super-desportivo.

Isto porque ainda não há confirmação oficial sobre o motor que o equipará. Os últimos rumores apontavam para um bloco de quatro cilindros em linha com 2.3 l e 350 cv de potência, o que o coloca no campo dos desportivos.

VÊ TAMBÉM: Quais os carros que oferecem as melhores experiências de condução até 25 mil euros?

No entanto, com base em declarações dos responsáveis da marca, este desportivo estaria apto a receber tecnologia híbrida, o que o tornaria não só numa máquina de quatro rodas motrizes, como a potência poderia subir para valores bem mais sumarentos, talvez ao nível de superdesportivos.

Hyundai RM14, RM15 e RM16
Os três protótipos do projeto RM: os RM14, RM15 e RM16.

Racing Midship

Este projeto de um desportivo mid-engine não nasceu do nada. Desde 2012 que a Hyundai anda a experimentar a configuração “mid-engine” (motor em posição central traseira). Dessa investigação e experimentação já resultaram três protótipos: os RM14 (2014), RM15 (2015) e RM16 (2016).

RM é o acrónimo para “Racing Midship”, em referência ao posicionamento do motor e estes protótipos têm servido como carros de testes para novas tecnologias para veículos de alta performance.

Todos eles não parecem mais do que Hyundai Veloster, mas por baixo das vestes familiares escondem-se soluções únicas. Não esperem é que o desportivo final de produção assuma a mesma forma, se dermos ouvidos às declarações dos responsáveis de design da marca, que apontam para algo com proporções totalmente distintas.

Rimac “junta-se à festa”

É no meio de toda esta incerteza à volta do desportivo de motor central da Hyundai que surge a Rimac, com o Hyundai Motor Group a associar-se à marca croata. Recordamos que esta é detida em 10% pela Porsche e que trabalhou em parceria com várias marcas. Desde a Automobili Pininfarina, fornecendo o grupo motriz e baterias do Pininfarina Battista, até à Koenigsegg, no desenvolvimento do sistema híbrido do Regera.

Hyundai e Rimac acordo
Euisun Chung (Vice Chairman executivo do Hyundai Motor Group) (à direita) e Mate Rimac (CEO da Rimac) na assinatura da parceria.

Ao todo, o investimento do Hyundai Motor Group na Rimac ascendeu aos 80 milhões de euros (64 milhões investidos pela Hyundai Motor e 16 milhões pela Kia Motors). Apesar de tudo, não foi divulgado se a empresa sul-coreana terá ficado com qualquer percentagem da Rimac.

Queremos construir veículos desportivos que não sejam apenas rápidos e poderosos (…) O nosso objetivo é popularizar os veículos elétricos e criar valor social por meio de tecnologia de classe mundial e inovação no desempenho

Thomas Schemera, Vice-Presidente e Chefe da Divisão de Produtos do Hyundai Motor Group

Entre os principais objetivos desta parceria está o desenvolvimento de uma versão 100% elétrica do futuro desportivo “mid-engine” da Hyundai N Performance e ainda de protótipos de modelos fuel cell de elevada performance — os rumores apontam para que este último esteja destinado à Kia.

Para quando poderemos ver alguma coisa sobre tão intrigante projeto de um desportivo mid-engine traseiro da N Performance da Hyundai? Pode estar mais próximo do que se pensa, já que em 2020 deveremos ver os primeiros resultados desta parceria.

Como temos verificado na restante indústria automóvel, também a Hyundai Motor Group tem em marcha uma ofensiva elétrica, tendo anunciado o lançamento de 44 modelos “verdes” até 2025.

Subscreve o nosso canal de Youtube.

Sabes responder a esta?
Em que ano foi lançado o Peugeot 405?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

E dura, dura, dura… o Peugeot 405 continua a ser produzido

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos