Tecnologia Fuel Cell

Testámos o Hyundai Nexo. O carro a hidrogénio mais avançado do mundo

A Hyundai é um das marcas que lidera o desenvolvimento da tecnologia Fuel Cell. O «gigante coreano» acredita que este é o próximo passo na eletrificação do automóvel e nós já testámos esse futuro, o Hyundai Nexo.

Em Oslo, Noruega

O mês passado fiz uma corrida até à Noruega. Sim, uma corrida. Uma corrida contra o tempo. Em pouco mais de 24 horas, apanhei quatro aviões, testei dois automóveis e entrevistei o homem que lidera uma das frentes mais importantes da ofensiva mundial em termos de tecnologia Fuel Cell. No meio disto tudo, porque a vida não é só trabalho, dormi 4 horas…

Valeu a pena. Valeu a pena porque há oportunidades que surgem poucas vezes na vida. Além de ter testado o Hyundai Kauai Electric antes da sua chegada a Portugal — recorda aqui esse momento — e de ter conduzido o Hyundai Nexo (de que vos vou falar nas próximas linhas), ainda estive 20 minutos à conversa com Lee Ki-Sang.

Quem é Lee Ki-Sang? É tão somente o Presidente do Centro de Desenvolvimento de Eco-Tecnologia da Hyundai, o homem que tem liderado os destinos da Hyundai rumo às motorizações do futuro. Mais recentemente, foi também o homem que através do trabalho da sua medalhada equipa, negociou com o Grupo Volkswagen, por intermédio da Audi, a cedência da tecnologia Hyundai ao gigante alemão.

HYUNDA NEXO PORTUGAL TESTE RAZAO AUTOMOVEL
Foram pouco mais de 100 km ao volante do Hyundai Nexo. Mais que suficiente para entender em que ponto está este tecnologia.

A terceira via

Só depois de me sentar no avião para Lisboa, é que me apercebi de tudo o que tinha acabado de acontecer. Tinha testado o presente do automóvel, o futuro deste objeto que tanto nos apaixona, e falado com um dos homens que lidera essa mudança.

Se me tivesse apercebido disso antes, tinha-o dito neste vídeo. Mas há momentos da nossa vida em que só entendemos a verdadeira dimensão dos acontecimentos quando nos afastamos.

Assiste ao nosso teste ao Hyundai Nexo:

Subscreve o Instagram, Facebook e YouTube da Razão Automóvel e fica a par de todas as novidades do mundo automóvel.

Se já tiveste oportunidade de ler a nossa entrevista a Lee Ki-Sang, já sabes qual é a posição da Hyundai face ao futuro do automóvel. A Hyundai acredita que até 2030 vamos ter um mercado automóvel que não se esgota na oferta de automóveis com motores térmicos e elétricos a bateria. Há uma terceira via.

SABIAS QUE...
Na Noruega o processo de implementação de postos de abastecimento de hidrogénio já teve início. Há uma empresa norueguesa que garante a implementação de um posto de abastecimento de hidrogénio de raiz em apenas sete dias.

A terceira via chama-se Fuel Cell, ou se preferirem «Pilha de Combustível». Uma tecnologia que poucas marcas dominam e que ainda menos tiveram coragem de comercializar.

A Hyundai, a par da Toyota e da Honda são algumas dessas marcas. Acima de tudo, o Fuel Cell é uma tecnologia mais sustentável que a tecnologia das baterias, que na visão da Hyundai é, a longo prazo, pouco sustentável.

HYUNDA NEXO PORTUGAL TESTE RAZAO AUTOMOVEL
O Hyundai Nexo inaugura a nova linguagem estilística da marca.

A escassez dos recursos naturais (necessários para o fabrico das baterias) conjugado com aumento da procura pelos automóveis elétricos podem ditar o esgotamento desta solução, gradualmente já a partir de 2030. É por isso que a Hyundai está a trabalhar afincadamente na próxima revolução: os automóveis a pilha de combustível, ou se preferirem, carros a hidrogénio.

A importância do Hyundai Nexo

O Hyundai Nexo, neste contexto, é um modelo que pretende demonstrar o «estado de arte» desta tecnologia. Mais do que vender milhares de unidades, é um modelo que pretende mudar mentalidades.

Como disse no vídeo, do ponto de vista prático é um modelo que se conduz como qualquer outro elétrico. A resposta é imediata, o silêncio quase absoluto e a agradabilidade de condução também está num bom plano.

Tudo isto sem tempos de carregamento gigantes ou problemas de sustentabilidade ambiental. Recordo que o principal componente das pilhas de combustível é o alumínio — um metal 100% reciclável — ao contrário das baterias que após o seu ciclo de vida são pouco mais do que «lixo».

HYUNDA NEXO PORTUGAL TESTE RAZAO AUTOMOVEL
O interior é bem construído e tem bastante luminosidade.

Mas este Hyundai Nexo não é apenas sobre a tecnologia Fuel Cell. O Hyundai Nexo também é o primeiro modelo do marca coreana a estrear a nova linguagem estilística da marca e as tecnologias de apoio à condução que vamos ver nas próximas gerações do Hyundai i20, i30, i40, Kauai, Tucson, Santa Fe e Ioniq.

Fiabilidade
A Hyundai garante que a pilha de combustível é capaz de aguentar 200 000 km, ou 10 anos. O equivalente a um motor de combustão moderno.

Os números do Hyundai Nexo

Perante estas credenciais, é fácil passar ao lado dos 163 cv de potência do motor elétrico síncrono de íman permante e dos 395 Nm de binário máximo.

Valores muito interessantes, que permitem ao Nexo atingir os 179 km/h de velocidade máxima (limitada eletronicamente) e os 0-100 km/h em apenas 9,2 segundos. A autonomia máxima supera largamente os 600 km — mais concretamente 660 km de autonomia de acordo com o ciclo WLTP. O consumo médio anunciado de hidrogénio é de apenas 0,95 kg/100km.

HYUNDA NEXO PORTUGAL TESTE RAZAO AUTOMOVEL
Parte do sistema elétrico do Hyundai Nexo.

Em termos de dimensões, estamos a falar de um modelo que é maior e mais pesado que o Hyundai Kauai Electric — 1814 kg de peso do Nexo contra 1685 kg do Kauai. Números que não têm correspondência ao volante, uma vez que a distribuição de massas está muito bem conseguida.

A NÃO PERDER: Conduzimos o Tesla Model S P100D. Que tiro foi esse?

Primeiras impressões

9 / 10
O Hyundai Nexo mostra que a tecnologia Fuel Cell está pronta. É agradável de utilizar e não apresenta nenhuma desvantagem face aos elétricos convencionais. Agora tudo depende da sua massificação e da propagação dos postos de abastecimento.

  • Zero Emissões

  • Sustentabilidade

  • Conforto

  • Tecnologia

  • Resposta do motor

  • Rede de abastecimento

  • Disseminação da tecnologia


Mais artigos em Testes, Primeiro Contacto

Os mais vistos