Salão de Detroit 2018

Todos os detalhes do novo Hyundai Veloster, incluindo o N Performance

A marca coreana apresentou esta semana no Salão de Detroit a segunda geração do Hyundai Veloster. Uma proposta de cariz desportivo que vai chegar ao mercado já com o tratamento «N Performance».

Depois de uma primeira geração que não conheceu o sucesso que a Hyundai esperava, a marca coreana volta «à carga» com a segunda geração do Hyundai Veloster. A fórmula foi revista mas os ingredientes mantiveram-se.

Tal como na primeira geração, a marca coreana volta a apostar numa carroçaria assimétrica com três portas — uma solução que não é repetida por mais nenhuma automóvel — e formato coupé. Tudo o resto é uma novidade ou uma evolução face à geração precedente.hyundai veloster

Mais comprido em 20 mm, mais largo em 10 mm e mais espaçoso, a nova geração do Hyundai Veloster segue as pisadas da anterior, no entanto muito mais modernizada, mantendo a irreverência e marcando a diferença face a tudo o que existe no segmento.

Como não podia deixar de ser, também o interior foi totalmente revisto, recebendo os mais recentes equipamentos da marca: ecrãs de sete ou oito polegadas, head-up display, carregamento wireless para smartphones, sistema de alerta de fadiga, sistema anti-colisão e assistente de manutenção na faixa de rodagem, entre outros.

hyundai veloster

Para já, estão apenas confirmados dois motores para os EUA. Um 2.0 litros aspirado com 150 cv para a versão “normal”, com caixa manual ou automática de seis relações, e o 1.6 litros com 204 cv que equipará a versão Turbo do Veloster. Para este último contamos com uma transmissão manual, ou em opção a caixa automática 7DCT da Hyundai com dupla embraiagem.

Para além dos novos motores, o Hyundai Veloster vai contar ainda com uma suspensão traseira multilink proveniente do Hyundai i30.

N de performance

A versão mais apimentada do novo Hyundai Veloster não se fez esperar. Será o segundo modelo da marca a receber o tratamento da «AMG da Hyundai», o recém-criado departamento N Performance liderado por Albert Biermann — engenheiro que durante mais de 20 anos chefiou os destinos da divisão M da BMW.

Face ao Veloster «normal», o Veloster N assume desde logo um caráter ainda mais desportivo, e tal como o i30 N, foi testado e desenvolvido em Nurburgring.

hyundai veloster n

Por baixo do capot encontramos o motor 2.0 Turbo do Hyundai i30 N — agora com 280 cv — disponível apenas com uma caixa manual de seis velocidades, com a funcionalidade de “ponta-tacão” automático.

Para além disso, a suspensão traseira multilink tem braços reforçados e o eixo dianteiro conta com suspensão adaptativa.

A travagem não foi esquecida, recorrendo a discos de 330 mm ou 354 mm com o pack performance opcional. De série contamos com jantes de 18″ com pneus Michelin Pilot Sport nas medidas 225/40. Optando pelas jantes opcionais de 19″, contamos com PIrelli P-Zero nas medidas 235/35.

Saias laterais, escape de maiores dimensões, difusor traseiro, aileron traseiro maior, jantes especificas, entradas de ar na frente para refrigeração do sistema de travagem, e os logótipos N Performance, são alguns dos pormenores que o diferenciam dos restantes Veloster, para além da nova cor exclusiva “Performance Blue”, em tudo igual à do Hyundai i30 N.

VÊ AQUI: Já conduzi o FWD de que toda a gente fala, o novo Hyundai i30 N

Feita a apresentação nos EUA, resta aguardar pelos planos da marca para a comercialização deste modelo no mercado europeu.

Sabe responder a esta?
Qual é o único construtor mundial capaz de produzir o seu próprio aço?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

De que aço são feitos os Hyundai?
Em cheio!!
Vá para a próxima pergunta

ou leia o artigo sobre este tema:

De que aço são feitos os Hyundai?

Mais artigos em Notícias