Arranque a Frio

Até dói. Koenigsegg Regera em modo Crash! Boom! Bang!

Se alguma vez te perguntaste como a Koenigsegg testa a segurança do Regera, neste vídeo a marca sueca explica como o faz sem ir… à falência.

Como bem sabes, quando os construtores fazem crash tests, retiram vários modelos da linha de produção para, em seguida… os atirar contra uma parede, destruindo-os em segundos. Escusado será dizer que isso tem um custo associado, custo esse que piora quando falamos de construtores como a Koenigsegg, que produzem muito poucas dezenas de carros por ano.

Uma coisa é construir um pequeno utilitário, produzido aos milhares, e destruí-lo em seguida. Custa dinheiro ao construtor, é certo, mas não tanto como o custo de um Koenigsegg Regera, que precisaria de um número de protótipos equivalente a um ano de produção para passar todos os crash tests e outros testes de segurança — os custos seriam exorbitantes e incomportáveis.

Por essa razão, a Koenigsegg desenhou a monocoque de fibra de carbono que serve de base ao Regera e aos seus modelos (e que é a parte mais cara destes) de forma a que esta consiga sobreviver incólume aos mais variados testes, sendo depois “apenas” necessário ir reparando os painéis da carroçaria ou sub-chassis que se vão danificando. Tudo para poupar… muito dinheiro.

VÊ TAMBÉM: C5 Aircross e Evoque postos à prova pelo Euro NCAP

Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 8h30 da manhã. Enquanto bebes o teu café ou ganhas coragem para começar o dia, fica a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Sabes responder a esta?
Em que circuito Ayrton Senna teve a sua primeira vitória?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

A primeira vitória do Rei foi no Circuito do Estoril

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos