Salão de Genebra 2019

Em Genebra também pudemos ver o futuro… próximo

Os concepts e protótipos são uma janela para o futuro, próximo ou distante. O Salão de Genebra 2019 não desiludiu nesse aspeto, com muitos para ver.

O Salão de Genebra 2019 foi devidamente enriquecido com muitos e variados concepts e protótipos. Vimos de tudo um pouco, desde uns que anteviam, de forma mais ou menos direta, futuros modelos de produção, a novas soluções de mobilidade, até outros a imaginar cenários longínquos (ou talvez não…) onde os automóveis não precisam de ninguém para os conduzir.

Já escrevemos em artigos próprios sobre alguns deles — vê na nossa página especial dedicada a Genebra —, mas ainda havia muito mais para ver.

Reunimos neste artigo mais meia dúzia deles, desde um veículo resultante da colaboração entre uma estudantes e a Honda, até a antevisões, mais ou menos fiéis, de modelos que vamos poder comprar dentro de poucos anos.

ESPECIAL: Todas as novidades do Salão de Genebra 2019 estão aqui

IED Honda Tomo

IED Honda Tomo © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

O Honda E Prototype não foi o único automóvel elétrico que a marca japonesa teve presente no Salão de Genebra 2019. Em colaboração com o IED (Istituto Europeo di Design), a Honda desafiou 13 estudantes com um projeto para tese do mestrado em Design de Transportes. O resultado foi o IED Honda Tomo.

Para o desenvolvimento do concept final à escala real teve como base duas propostas do grupo de estudantes — o exterior de Ricardo Alejandro Campos Ortega (México) e o interior de Rudraksh Banerjie (Índia).

O pequeno Tomo (amigo em japonês) adota uma estética semelhante à do E Prototype, simples, amigável, “fun”, até algo nostálgica mas sempre contemporânea — um objeto algures entre um dispositivo móvel e uma ferramenta de mobilidade. O que talvez ajude a justificar a tipologia escolhida, uma compacta pick-up.

RELACIONADO: E Prototype. Em vídeo o primeiro Honda 100% elétrico a baterias

Italdesign DaVinci Concept

Italdesign Da Vinci © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

O Italdesign DaVinci não podia ser mais distinto do Zerouno das duas edições anteriores. Trata-se de um longo e elegante GT de quatro lugares com duas enormes portas tipo asa-de-gaivota.

Apesar do estatuto de concept, a Italdesign (detida na totalidade pelo Grupo Volkswagen) afirma que não são necessárias muitas alterações para produzir o DaVinci. Na realidade, o objetivo do DaVinci passa por captar interesse entre potenciais clientes que o queiram produzir, ou seja, que adoptem e adaptem esta base às suas necessidades.

A modularidade da sua base é mesmo um dos principais pontos de destaque. Pode ser 100% elétrico, com um motor por eixo; ou então, com algumas alterações no túnel central, pode também ser equipado com um motor de combustão interna à frente, neste caso do DaVinci, a ter em conta as necessidades físicas de integrar um 4.0 V8.

Outro dos destaques é o interior, onde encontramos três ecrãs — um à frente do condutor, outro do passageiro e um terceiro no túnel central. Revestido grande parte em Alcantara, tem a particularidade de poder ser interativo, com comandos retro-iluminados integrados diretamente no revestimento.

RELACIONADO: Novo “Lancia” Stratos em vídeo. A primeira de 25 unidades

Lagonda All-Terrain

Lagonda All-Terrain Concept © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

Há um ano conhecemos o Lagonda Vision Concept, uma interpretação ousada e futurista de um sedan elétrico de luxo. A Lagonda volta “à carga”, agora sobre a temática SUV/crossover, com o All-Terrain Concept que antevê um modelo de produção a ser lançado em 2022.

Apesar do aspeto bastante estilizado e futurista, o All-Terrain parece revelar maior preocupação às condicionantes industriais por que terá de passar até se tornar um modelo de produção.

Trata-se de um muito grande SUV elétrico de luxo, 200 mm mais alto que o Vision Concept de 2018, revelando um grande cuidado em permanecer visualmente esguio e fluído, procurando disfarçar o “peso” e volume típicos desta tipologia, ainda mais quando associada a algo com dimensões tão vastas.

As baterias estão no chão da plataforma, o que permite libertar imenso espaço — basta olhar para a distância entre os bancos traseiros e dianteiros — com valores superiores a 600 km de autonomia a serem mencionados, assim como tempos de carregamento de apenas 15 minutos.

Para conseguir valores desta natureza, a Aston Martin Lagonda conta que a tecnologia de baterias de estado sólido já esteja madura o suficiente para serem integradas na versão de produção do All-Terrain Concept.

RELACIONADO: Aston Martin ataca Ferrari, Lamborghini e McLaren com três máquinas de motor central traseiro

Mercedes-Benz EQV

Mercedes-Benz EQV © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

Mais próximo da realidade parece estar a Mercedes-Benz EQV, essencialmente uma variante 100% elétrica da Classe V e cuja versão final vamos poder conhecer ainda este ano por ocasião do Salão de Frankfurt.

Em Genebra, a EQV apresentou-se com um conjunto de baterias de 100 kWh, o que deverá permitir uma autonomia máxima de 400 km. Relativamente à sua parente com motor de combustão, não perde nada em espaço, seja para os passageiros ou bagagem.

Mercedes-Benz EQV © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

O motor elétrico está posicionado à frente, entregando ao eixo dianteiro 150 kW ou 204 cv. A Mercedes-Benz afirma que haverá uma variante mais acessível, menos potente e com menor autonomia.

A visão mais comum num futuro próximo para serviços shuttle nas grandes urbes e aeroportos? Não apostem contra…

RELACIONADO: O mais hardcore dos Mercedes-AMG GT perde “a cabeça”

Smart Forease+ Concept

smart forease+ © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

Ainda na Daimler, a smart apresentou o forease+, uma evolução do concept apresentado no Salão de Paris em 2018. A diferença? O seu teto rígido revestido a tecido que oferece alguma proteção contra os elementos aos seus ocupantes.

Baseado no smart EQ fortwo descapotável, o forease+ apresenta um pára-brisas mais baixo, e umas “bossas” atrás dos bancos. O teto é amovível — não parece ser possível recolhê-lo.

smart forease+ © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

Elétrico, antevê também o que poderemos esperar de uma smart totalmente elétrica, algo que já tinha sido anunciado o ano passado.

RELACIONADO: De regresso à tribo com o Smart Fortwo Cabrio 90 cv

Subaru Viziv Adrenaline Concept

Subaru Viziv Adrenaline Concept © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

A Subaru, apesar de não estar atualmente em Portugal, é presença assídua no mercado europeu. O Subaru Viziv Adrenaline Concept foi o destaque da marca no Salão de Genebra e a única informação disponibilizada pela marca refere-se ao seu estilo.

Um concept a não antever diretamente um modelo de produção, mas a servir para informar o que poderemos esperar nos próximos lançamentos da marca do ponto de vista visual. Certamente o sucessor do Crosstrek/XV deverá “beber” deste Viziv Adrenaline Concept.

E o que vemos é um crossover de estilo dinâmico e facetado, mais parecendo um três portas, dado a dimensão das portas traseiras e o seu posicionamento. Os faróis integrados nos destacados guarda-lamas e o teto de aparência estrutural são outras das características em destaque.

RELACIONADO: Este é o STI S209, só não lhe chamem Subaru

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos