Salão de Genebra 2018

Lagonda Vision Concept. É esta a visão do luxo da Aston Martin… já para 2021

Depois do RapidE, a Aston Martin desvendou, em Genebra, o seu novo protótipo elétrico, o Lagonda Vision Concept, do qual derivará um futuro modelo de produção já em 2021.

Estudo que deverá dar origem ao primeiro modelo daquela que a Aston Martin descreve como “a primeira marca de luxo de âmbito mundial, exclusivamente impulsionada por motorizações zero emissões”, o Lagonda Vision Concept anuncia a nova linguagem de design, que poderá ser admirada num novo modelo de produção, a nascer na linha de produção em Gaydon, já em 2021.

O diretor de design da marca britânica Marek Reichmann e respetiva equipa trabalharam em conjunto com o designer David Linley na construção de um interior tipo lounge, onde se destacam autênticas poltronas, com o designer a salientar que o concept foi concebido de dentro para fora, devido também à liberdade proporcionada pelo facto de se tratar de um veículo elétrico.

(…) as baterias surgem dispostas sob o piso do carro, (com) tudo acima dessa linha a ser resultado da criatividade da equipa que imaginou o interior

Lagonda Vision Concept

Portas articuladas para facilitar o acesso ao lounge

Aliás, entre os pormenores curiosos e distintivos neste concept, estão as portas articuladas e que tanto abrem para fora, como para cima, levando consigo uma seção do tejadilho, como forma de facilitar, tanto o acesso, como a saída do habitáculo. Já as poltronas, surgem montadas em braços laterais, de modo a não interferirem com o espaço interior.

Quanto ao volante, solução que o protótipo não dispensa, pode ser deslocado, tanto para a esquerda, como para a direita do tablier, ou até mesmo ser totalmente retraído, com o automóvel a entrar assim em modo de condução autónoma.

Sobre o sistema de propulsão, do qual pouco se sabe, a Aston Martin revela apenas que o Lagonda Vision Concept utiliza baterias de estado sólido, com uma autonomia de 644 km entre carregamentos.

Lagonda “desafiará a atual forma de pensar”

Apesar deste avanço tecnológico ainda sem aplicação real, a Aston Martin não deixa de garantir que o Lagonda Vision Concept dará origem a um carro real, capaz de desafiar o modo tradicional como se fazem, atualmente, as coisas.

“Nós acreditamos que os clientes dos carros de luxo gostam de manter um certo tradicionalismo na abordagem, até porque é dessa forma que lhes têm sido propostos os produtos”, comenta o CEO da Aston Martin, Andy Palmer. Para quem “a Lagonda existe para desafiar essa forma de pensar e provar que o moderno e o luxuoso não são conceitos que se excluam mutuamente”.

Sabes responder a esta?
Qual a potência anunciada para a versão mais potente do 2.0 EcoBlue Diesel da Ford?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Ford Edge estreia motor 2.0 EcoBlue Bi-Turbo (e não só…)

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos