Hiperdesportivo

SSC Tuatara. Mais um candidato a carro mais rápido do mundo

Fixa este nome: SSC Tuatara. Trata-se do mais recente hiperdesportivo americano. Na sua ficha técnica encontramos 1750 cv de potência e também uma candidatura ao título de carro mais rápido do mundo.

Demorou cerca de sete anos a ser desenvolvido, mas está finalmente pronto. O SSC Tuatara está aí e acaba de ser oficialmente apresentado, com a ambição declarada de disputar com o Bugatti ChironKoenigsegg Agera e Hennessey Venom F5, o título de carro mais rápido do mundo.

Uma missão complicada, porém não impossível. A justificar tamanhas ambições está um motor V8 5.9 l a gasolina, equipado com dois turbocompressores, a anunciar uma potência máxima de 1350 cv com gasolina regular ou, caso se opte por uma mistura E85 (Bioetanol), 1770 cv.

Potência necessária para, desta forma, superar os 480 km/h de velocidade máxima, que, a acontecer, permitirá ao hiperdesportivo americano ser mais rápido, inclusivamente, que o Koenigsegg Agera RS, atual detentor do título de carro mais rápido do mundo com 447 km/h de velocidade máxima.

SSC Tuatara 2018

A acompanhar este monstruoso bloco V8, encontramos uma transmissão manual robotizada de sete velocidades, cuja missão passa por direcionar a potência apenas e só para as rodas traseiras.

Leveza (também) é argumento

Porque a velocidade não tem a ver apenas com potência, o SSC Tuatara recorre a materiais leves, como é o caso da fibra de carbono, aplicada no chassis, painéis de carroçaria e até nas jantes. Escolhas que permitem ao SSC Tuatara anunciar um peso em vazio de apenas 1247 kg; dos quais, 196 kg dizem respeito somente ao propulsor.

O superdesportivo americano também revela uma atenção especial à aerodinâmica, com o objetivo assumido de garantir um melhor coeficiente de aerodinâmica do que os rivais. Algo bem explícito, de resto, no CX de 0,279 anunciados pelo Tuatara, contra os 0,33 do Koenigsegg Agera e do Hennessey Venom F5, já para não falar dos 0,36 do Bugatti Chiron.

SSC Tuatara 2018

São só 100

Segundo também informou a SSC North America, fabricante nascido da extinta Shelby SuperCars Inc. e agora responsável pela produção do Tuatara, o período de receção de encomendas para o novo hiperdesportivo está já a decorrer. O construtor garante estar pronto para dar início, de imediato, à produção, naquelas que são suas novas instalações de West Richland, no estado de Washington.

Caso estejas a ponderar adquirir uma destas máquinas, cujo preço ainda não é conhecido (fala-se em pouco mais de 545 mil euros), fica o alerta: despacha-te, pois a SSC North America anunciou já que não serão produzidos mais do que 100 unidades.

 

Sabes responder a esta?
Quantas unidades do Bugatti Divo está previsto serem fabricadas?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Bugatti Divo. O mais radical membro da família Bugatti já esgotou

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos