Recorde Mundial

0-400-0 km/h. Nada é mais rápido que o Bugatti Chiron

Agora é oficial. O Bugatti Chiron conseguiu um novo recorde mundial, certificado, como o mais rápido carro dos 0-400-0 km/h.

Há carros rápidos e há carros rápidos. Quando estamos a reportar um novo recorde mundial para acelerar até aos 400 km/h e voltar aos zero, definitivamente trata-se de carros mesmo muito rápidos. E é neste nicho que habitam criaturas rolantes como o Bugatti Chiron.

E agora o recorde dos 0-400-0 km/h, oficial e certificado pela SGS-TÜV Saar, é dele. Aos comandos do Chiron estava nada mais que Juan Pablo Montoya, ex-piloto de Fórmula 1, duas vezes vencedor da Indy 500 e três vezes vencedor das 24 Horas de Daytona.

Bugatti Chiron 42 segundos dos 0-400-0 km/h

Este recorde permitiu confirmar todos os superlativos acerca das capacidades do Bugatti Chiron. Desde o seu motor de 8.0 litros W16 e quatro turbo à sua capacidade de colocar os seus 1500 cv no asfalto através da caixa DSG de sete velocidades e tração às quatro rodas. E claro, a capacidade extraordinária do sistema de travagem para resistir a uma travagem a fundo a partir dos 400 km/h. O recorde, passo a passo.

Partida

Juan Pablo Montoya está aos comandos do Chiron e para passar dos 380 km/h tem de usar a chave Top Speed. Um aviso sonoro confirma a sua activação. Montoya pressiona firmemente o pedal do travão com o pé esquerdo e engrena a primeira velocidade para ativar o Launch Control. O motor liga-se.

Em seguida esmaga o acelerador com o pé direito e o W16 eleva a sua voz até às 2800 rpm, colocando os turbos em estado de prontidão. O Chiron está pronto para se catapultar em direção ao horizonte.

Montoya larga o travão. O controlo de tração evita, eficazmente, que as quatro rodas sejam “vaporizadas” pelos 1500 cv e 1600 Nm, permitindo impulsionar de forma violenta o Chiron para a frente. Para garantir o máximo de aceleração duma partida parada, sem turbo lag, apenas dois turbos estão inicialmente em operação. Só às 3800 rpm é que os outros dois, de maiores dimensões, entram em ação.

Bugatti Chiron 42 segundos dos 0-400-0 km/h

32,6 segundos depois…

O Bugatti Chiron atinge os 400 km/h, tendo percorrido já 2621 metros. Montoya esmaga o pedal do travão. Apenas 0,8 segundos depois a asa traseira, com 1,5 metros de comprimento, eleva-se e coloca-se a 49º, servindo de travão aerodinâmico. O downforce no eixo traseiro atinge os 900 kg – o peso de um citadino.

Numa travagem a fundo desta magnitude, o condutor – ou será piloto? -, sofre uma desaceleração de 2G, similar à que os astronautas sentem no lançamento do Space Shuttle.

491 metros

A distância que o Bugatti Chiron necessitou para passar dos 400 km/h até aos zero. A travagem adicionaria 9,3 segundos aos 32,6 já medidos na aceleração até aos 400 km/h.

Bastaram 42 segundos…

… ou sendo precisos, apenas 41,96 segundos foram necessários para o Bugatti Chiron acelerar dos zero aos 400 km/h e voltar novamente aos zero. Percorreu 3112 metros durante esse tempo, o que acaba por parecer pouco relativamente à velocidade alcançada a partir do estado estacionário do veículo.

É realmente impressionante como o Chiron é estável e consistente. A sua aceleração e travagem são simplesmente incríveis.

Juan Pablo Montoya

Onde está o fato e o capacete?

Montoya após um primeiro teste decidiu não usar a indumentária típica de piloto para obter o recorde. Como podemos ver, não leva fato de competição, luvas ou capacete. Uma decisão imprudente? O piloto justifica:

Bugatti Chiron 42 segundos dos 0-400-0 km/h

Claro, o Chiron é um superdesportivo que requer a tua total atanção quando estás atrás do volante. Ao mesmo tempo, deu-me uma sensação de segurança e confiabilidade que fiquei completamente relaxado e realmente diverti-me durante os dois dias que estive com o carro.

Juan Pablo Montoya

Recorde pessoal

Parece que foi um fim de semana em grande para Montoya. Não só conseguiu obter o recorde mundial para o Bugatti Chiron, como ainda melhorou o seu recorde pessoal de velocidade máxima de 407 km/h, atingidos aos comandos de um Fórmula Indy. Com o Chiron conseguiu elevar esse valor até aos 420 km/h.

E espera elevar essa marca ainda mais, na esperança que a marca o convide para bater o recorde de velocidade máxima mundial estabelecido pelo Veyron Super Sport em 2010. O Veyron atingiu cerca de 431,072 km/h e parece haver poucas dúvidas de que o Chiron não supere esse valor. E saberemos isso já em 2018. Este recorde dos 0-400-0 km/h já faz parte dos preparativos para atingir esse novo objectivo.

É realmente incrível ver que não precisas de preparações complexas para uma corrida dos 0-400-0. Com o Chiron foi bastante fácil. Apenas entra e conduz. Incrível.

Juan Pablo Montoya

0 – 400 km/h (249 mph) in 32.6 seconds #Chiron

Publicado por Bugatti em Sexta-feira, 8 de Setembro de 2017

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos