Land Rover Defender celebra 2 milhões de unidades

23/06/2015
1.208 views
Share Button

A fábrica de Solihull, no Reino Unido, produz desde 1947 o Land Rover Defender. Quase sete décadas depois a unidade 2 milhões saiu da linha de produção.

A Land Rover convidou várias personalidades fãs da marca para acompanhar de perto a produção deste que é o Land Rover Defender nº 2.000.000, entre as quais Bear Grylls. Durante o último mês foram vários os que passaram por Solihull, a fábrica que produz Defender há 67 anos, e acabaram mesmo por deixar a sua assinatura na placa comemorativa que acompanha esta unidade.

VEJAM TAMBÉM: Próximo Land Rover Defender terá versão «hardcore»

As alterações face ao Land Rover Defender normal são visíveis ao nível do exterior e interior, todas elas alusivas à história do Land Rover Defender a esta marca de 2 milhões de unidades produzidas.

No exterior é impossível não reparar no desenho na Baía Red Wharf, local onde foi desenhado, na areia, o primeiro esboço do Land Rover Defender. Desde as jantes até aos puxadores das portas há um tinta especial, a Santorini Black. Os painéis da carroçaria estão pintados num prata metalizado especial. A certificar esta edição está uma placa comemorativa, colocada na traseira.

Já no interior os traços identificativos desta edição especial continuam a evidenciar-se. Os estofos em pele receberam o desenho da Baía Red Wharf, bem como a numeração 2.000.000. No banco do condutor está a placa assinada por todos os que ajudaram a construir esta unidade especial.

A NÃO PERDER: O Land Rover Defender pelo Kahn Design é uma ode ao estilo

Como referência ao primeiro modelo de pré-produção do Land Rover Defender também foram colocadas placas de registo com as iniciais “S90 HUE”. Esta edição comemorativa do Land Rover Defender será leiloada no fim do ano e os fundos reverterão a favor instituições humanitárias e de conservação da natureza.

Tem apresentação marcada para o Festival de Goodwood e a Razão Automóvel estará lá para vos mostrar tudo em primeira mão.

Não deixe de nos seguir no Instagram e no Twitter

Cofundador da Razão Automóvel | Aos 20 anos, o pai passou-lhe um Alfa Romeo para as mãos com 300 mil quilómetros e disse-lhe: "Faz-te à vida." Desde então tem feito amizade com mecânicos e condutores de reboque por este país fora. Na nossa primeira reportagem, ficamos apeados na A1.