Novo Ford GT: o pesadelo da Ferrari está de volta

12/01/2015
6.206 views
Share Button

O novo Ford GT chegará ao mercado em 2016 para comemorar o 50º aniversário da vitória da Ford nas 24H de Le Mans com o original GT 40. Abandona a motorização V8 atmosférica em detrimento de um V6 twin-turbo com mais de 600cv de potência. Será a grande estrela da edição 2015 do Salão de Detroit.

Mal contada, a história resume-se em poucas linhas. Na década de 60, Henry Ford II, neto do fundador da Ford e figura incontornável da industria automóvel, tentou adquirir a Ferrari. Confrontado com a proposta de Ford, Enzo Ferrari, nome que também dispensa apresentações, recusou liminarmente a oferta.

Reza a lenda que o americano não ficou nada contente com a resposta do italiano. Diz-se que voltou para os EUA com a viola enfiada no saco e uma «nega» monumental entalada na garganta – de facto, não deve ser nada cómodo. E por isso voltou vencido, mas não voltou convencido.

“A Ford garante em comunicado que a relação peso/potência do novo GT “será das melhores entre os supercarros atuais”.”

FORD GT 40 2016 10

A resposta seria dada em sede própria: nas míticas 24H de Le Mans, corria o ano de 1966, época em que a Ferrari dominava a prova como queria e lhe apetecia. Por isso não é de estranhar que Henry Ford II tenha visto nessa competição a oportunidade ideal para se vingar. Como? Construindo um automóvel nascido com um único propósito: bater os «cavalos alados» de Maranello. Chegou, viu e venceu… quatro vezes! Entre 1966 e 1969.

RELACIONADO: Ford GT40 junta-se aos irmãos no Museu Larry Miller

Novamente de volta a 2015, a Ford prepara-se para prestar a devida homenagem ao original GT 40, lançando a segunda geração do Ford GT. A primeira aparição será feita com toda a pompa e circunstância no Salão de Detroit ainda este mês.

Tecnicamente o novo Ford GT recorre a todo o know-how da marca americana, num pacote que alia beleza, performance e tecnologia. A quem aponta baterias desta vez? Muito provavelmente ao Ferrari 458 Itália. Que as batalhas comecem!

 

Diretor Editorial e co-fundador da Razão Automóvel. Tem 29 anos, ama os automóveis mas tem uma paixão secreta: as duas rodas! Praticante de todo-o-terreno, iniciou-se nas lides da condução aos comandos de um Citroen Ax. Não resiste a umas boas curvas, seja no asfalto ou numa folha de papel.