Mercedes-AMG adquire 25% da MV Agusta

Depois de um primeiro ensaio com a Ducati através de uma join-venture,  a Mercedes-AMG volta à carga no mercado das duas rodas com a aquisição de 25% da MV Agusta.

Parece que namorar a indústria das «duas rodas» é a nova grande tendência das marcas premium alemãs. Neste momento, Audi, BMW e Mercedes, todas têm o seu «braço armado» na indústria dos motociclos.

A BMW é a que tem mais tradição nesta indústria – antes de produzir automóveis a BMW já produzia motociclos. A Audi, por seu turno adquiriu em 2012 a Ducati, uma das marcas de motas mais conhecidas no mundo.

Recordamos que há mais de dois anos, a Razão Automóvel antecipava esta vontade da Daimler em adquirir uma marca de motociclos. Tínhamos razão. Aí está a Mercedes-AMG seguindo o mesmo caminho das suas concorrentes, adquirindo 25% da MV Agusta e assinando um acordo de cooperação que irá permitir às duas marcas criarem sinergias nas vendas e no marketing. Não foram divulgadas informações sobre os valores envolvidos nesta operação, mas a Mercedes-AMG irá nomear em breve um membro para o conselho de administração da MV Agusta.

Relativamente desconhecida do grande público a MV Agusta é uma das mais conceituadas casas de motocicletas italianas. Reconhecida mundialmente pela sua exclusividade, design e soluções técnicas de topo, esta marca renasceu em 2006 com o lançamento da MV Agusta F4. Uma superbike desenvolvida pelo génio inigualável de Massimo Tamburini e uma das mais belas motas de sempre, num pacote de detalhes soberbos que parecem imunes à passagem do tempo.

Segundo Tobias Moers, responsável executivo da Mercedes-AMG: “Na MV Agusta encontrámos o parceiro perfeito de duas rodas para a Mercedes-AMG. Este fabricante tem uma longa tradição e, tal como na Mercedes-AMG, partilhamos não só um historial de sucesso em competições, mas também nos valores e nos objetivos para o futuro. Acreditamos que esta cooperação irá permitir passar para as estradas a nossa experiência, o nosso desempenho e a tecnologia utilizada na alta competição.”

Para aqueles que gostam de apontamento históricos, saibam que foi aos comandos de uma MV Agusta que Giacomo Agostini se sagrou o mais vitorioso piloto de velocidade da história, conquistando 122 vitórias ao longo da sua carreira. O piloto mais próximo desse recorde é Valentino Rossi, com 106 vitórias.

2013-MV-Agusta-F3-800-Misano-all-1

Pub