Notícias Portugal vs Espanha. No «jogo» dos preços dos carros novos perdemos sempre

Preços

Portugal vs Espanha. No «jogo» dos preços dos carros novos perdemos sempre

O jogo da Liga das Nações entre Portugal e Espanha foi o mote para comparar os preços dos carros novos nos dois países. E não houve surpresas no vencedor…

Portugal vs Espanha preços automóveis

Portugal estreou-se esta quinta-feira na Liga das Nações de futebol com um empate (1-1) diante da vizinha Espanha, mas no «jogo» dos preços dos carros novos, Portugal perde sempre para os espanhóis seja qual for o ano, seja qual for a marca e seja qual for o segmento.

É algo que já nos habituámos a ver e a aceitar. “É a nossa fiscalidade”, justificamos quase sempre. Mas afinal quão mais barato pode ser o mesmo carro, com o mesmo motor e com o mesmo nível de equipamento, no país vizinho?

Comparámos o preço de oito automóveis novos em Portugal e Espanha e fizemos as contas. E os resultados não deixam dúvidas.

A NÃO PERDER: Toyota GR86 foi ao banco de potência. Tinha «cavalos escondidos»?
Toyota GR86
Toyota GR86

Um GR86 pelo preço de um… C-HR

E vamos começar logo por um dos automóveis do momento, o Toyota GR86. Até porque este desportivo foi também um dos responsáveis por este artigo — além do jogo de futebol entre os dois países, claro. Quando vimos o preço deste «brinquedo» nos dois países, não queríamos acreditar.

Em Portugal, o Toyota GR86 arranca nos 48 000 euros e pode chegar aos 52 000 euros na versão mais equipada. Em Espanha é mais de 15 000 euros mais barato: começa nos 32 900 euros(!). Sensivelmente o mesmo que nos custa um C-HR 1.8 Hybrid Square Collection.

LEIAM TAMBÉM: GR Corolla vs GR Yaris. De onde vieram os 43 cv a mais?

A culpa? Bem, aquilo que dissemos acima não é clichê; a culpa é da fiscalidade portuguesa, que não «perdoa» os 2387 cm3 do quatro cilindros boxer, fazendo com que a versão mais barata do GR86 por cá custe mais 5010 euros do que o GR Yaris.

E em quase todos os mercados é ao contrário. Ou seja, o GR86 é a «porta de entrada» para o universo Gazoo Racing.

Um caso (ainda) mais extremo

Mas há exemplos ainda mais flagrantes nos desportivos. Olhemos para um caso mais extremo, o Ford Mustang GT. Vem equipado com um enorme V8 com 5,0 l de capacidade e 450 cv, pelo que a discrepância é simplesmente brutal: em Espanha começa nos 56 730 euros; em Portugal a mesma versão do modelo custa 141 216 euros.

A NÃO PERDER: V8 a rugir na autobahn? Deve ser o Mustang Shelby GT350

Sim, leram bem. Estamos a falar de uma diferença de aproximadamente 85 000 euros. Por outras palavras, com o preço de um Mustang GT V8 de 5.0 litros em Portugal conseguem comprar dois exemplares em Espanha e ainda poupar quase 28 000 euros.

O motor 5.0 V8 é altamente prejudicado pela fiscalidade portuguesa e torna este um caso extremo. Mas tal como referimos acima, esta é uma tendência que se verifica em todos os segmentos. Reunimos alguns exemplos que ajudam a perceber isso:

ModeloVersão/MotorPreço PortugalPreço EspanhaDiferença
Peugeot 208Allure 1.2 Puretech 100 cv22 010 €20 290 €1720 €
Dacia SanderoComfort 1.0 90 cv14 500 €13 440 €1060 €
Ford FocusST Line 1.0 EcoBoost 125 cv mHEV30 734 €26 376 €4358 €
Volkswagen T-RocLife 1.0 TSI 110 cv31 443 €29 675 €1768 €
Volvo XC60Core B4 2.0 Diesel 197 cv68 729 €57 947 €10 782 €

De realçar o caso do «nosso» Volkswagen T-Roc, produzido na Autoeuropa em Palmela, que os espanhóis conseguem adquirir por um menor valor, ou o caso do Volvo XC60 que reflete a penalização agravada que os Diesel têm em Portugal, dilatando as diferenças.

E os híbridos plug-in?

Por conta dos benefícios fiscais, nomeadamente através do desconto no pagamento do ISV — os híbridos plug-in com autonomia de pelo menos 50 km pagam apenas 25% do valor total do ISV —, a diferença de preço entre Portugal e Espanha acaba por não ser tão acentuada como noutras propostas com motorizações só a combustão.

LEIAM TAMBÉM: Supercarro elétrico francês. Fomos conhecer o DS E-Tense Performance

Mas isso não quer dizer que as diferenças não existam e que os compradores espanhóis saiam novamente beneficiados. Veja-se por exemplo o caso do DS 9, disponível apenas em Portugal como híbrido plug-in.

A motorização híbrida plug-in mais potente do DS 9 tem 360 cv de potência máxima combinada. Com o nível de equipamento Performance Line +, está disponível em Portugal com um preço desde 76 000 euros. Em Espanha, o mesmo modelo custa «apenas» 67 700 euros, menos 8300 euros.

https://youtu.be/1KQGR8q05A0

No caso dos 100% elétricos, as diferenças são ainda menores pois estão isentos de ISV em Portugal. A diferença acaba por se resumir ao IVA dos dois países — 23% em Portugal e 21% em Espanha —, e a possíveis diferenças entre os preços bases dos veículos.

As diferenças não acabam aqui…

Estes números mostram, para lá de qualquer dúvida, de que no «jogo» dos preços dos automóveis novos entre os dois países, Portugal perde sempre para Espanha.

Mas há ainda uma agravante adicional, quando olhamos para a diferença de rendimento médio nos dois países.

De acordo com os dados mais recentes da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE), o salário médio bruto anual em Portugal é de 28 410 dólares, o mesmo que 26 441 euros, e em Espanha é mais elevado, 37 922 dólares, qualquer coisa como 35 293 euros.

Sabe esta reposta?
Em que ano foi lançado o Dacia Logan?
Oops, não acertou!

Pode encontrar a resposta aqui:

O primeiro Dacia Duster quase que foi uma nova Renault 4L