Já testámos o DS 9 E-Tense de 360 cv. O mais potente de sempre

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Chega em abril

Já testámos o DS 9 E-Tense de 360 cv. O mais potente de sempre

O DS 9 E-Tense tem duas novas versões, a 250 e a 360 4x4, esta última a ser o DS mais potente de sempre. Conduzimos as duas em Nice, França.

Em Nice, França

O DS 9 E-Tense (híbrido plug-in) foi enriquecido com duas novas versões, a 250 e a 360 4×4, esta última a assumir o papel de topo de gama e também o título de DS mais potente de sempre.

Afinal, são 360 cv de potência máxima combinada (e 520 Nm de binário máximo combinado), resultado do «casamento» de um quatro cilindros turbo a gasolina 1.6 PureTech de 200 cv, com dois motores elétricos. Um montado à frente com 81 kW (110 cv) e outro montado no eixo traseiro com 83 kW (113 cv).

Para ficar a saber o que vale o mais potente DS de sempre, o Miguel Dias foi até Nice, França, para nos dar as primeiras impressões de condução do DS 9 E-Tense 360 4×4, como também do DS 9 E-Tense 250:

VEJAM TAMBÉM: A partir de 2024 todos os novos DS lançados serão apenas e só elétricos

Mais autonomia

As novidades não se ficam pelo acréscimo de potência das novas versões. Os DS 9 E-Tense reforçam os seus argumentos elétricos graças a uma bateria de maior capacidade de 15,6 kWh (antes era 11,9 kWh).

O resultado são 67 km de autonomia elétrica para o DS 9 E-Tense 250, mas apenas 51 km para o mais potente 360 4×4.

Não é só sobre potência e performance

É o DS 9 E-Tense 360 4×4 que concentra todas as atenções, naturalmente. Os 360 cv de potência máxima combinada assim o determinam.

DS 9 E-Tense
O interior continua a apostar numa apresentação requintada, elegante e no conforto a bordo.

E mesmo acusando praticamente duas toneladas sobre a báscula, esta combinação motriz de hidrocarbonetos e eletrões é capaz de lançar o 360 4×4 até aos 100 km/h em apenas 5,6s e atingir os 250 km/h de velocidade máxima.

Mas a DS Automobiles não se ficou por aqui. Para acompanhar o acréscimo de potência e performance, todo o restante «pacote» foi melhorado.

Para isso, a divisão de competição DS Performance — a mesma que compete, com sucesso, na Fórmula E — foi chamada a intervir no chassis da nova versão.

O DS 9 E-Tense 360 4×4 vem com amortecedores e molas específicos, as vias são mais largas e a barra estabilizadora é única. E como parar é tão importante como andar muito depressa, o sistema de travagem foi majorado com discos de 380 mm de diâmetro à frente e pinças de quatro pistões e discos de 290 mm atrás.

Ganha-se assim, uma experiência de condução única, distinta da dos outros DS 9, mais focada e alerta, mas sem nunca esquecer os níveis de conforto e refinamento que se espera desta berlina francesa.

250 em vez de 225

A outra novidade na gama passa pela introdução do DS 9 E-Tense 250 e, tal como a sua designação indica, tem 250 cv de potência máxima combinada.

DS 9 E-Tense

Esta versão substitui a anterior de 225 cv e a principal diferença na sua cadeia cinemática em relação ao 360 é a ausência do motor elétrico traseiro. Conta, assim, «apenas» com o 1.6 PureTech de 200 cv e o motor elétrico de 81 kW (110 cv), tendo, por isso, apenas as duas rodas dianteiras motrizes. A transmissão, tal como no 360 é feita através de uma caixa automática de oito velocidades.

VEJAM TAMBÉM: Gama atualizada. DS 7 Crossback e DS 3 Crossback vão ser renovados em 2022

Previsivelmente, as prestações são mais modestas, mas lestas o suficiente: 8,1s no registo dos 0-100 km/h e 240 km/h de velocidade máxima.

Descubra o seu próximo automóvel:

Quando chega e quanto custa?

Os novos DS 9 E-Tense 250 e DS 9 E-Tense 360 4×4 chegam no próximo mês de abril e já têm preços para Portugal. Começam nos 61 900 euros para o 250 e nos 74 900 euros para o 360 4×4:

  • DS 9 E-Tense 250 Performance Line + — desde 62 100 euros;
  • DS 9 E-Tense 250 Rivoli + — desde 64 000 euros;
  • DS 9 E-Tense 360 4×4 Performance Line + — 74 900 euros;
  • DS 9 E-Tense 360 4×4 Rivoli + — 76 800 euros.

Primeiras impressões

7 / 10
O DS 9 E-Tense 360 4x4 é uma afirmação de poder e de capacidade por parte da jovem francesa. Graças a todas as modificações feitas ao nível do chassis, da suspensão e até do motor, este passa diretamente a ser o modelo dinamicamente mais capaz da DS. Mantém a imagem distinta que já conhecíamos e o interior cuidado, com acabamentos de bom nível. O conforto continua a ser um trunfo forte, que fica ainda mais vincado na variante de 250 cv. Mas tudo isto vem com um preço algo elevado, ainda que a lista de equipamento seja bem mais completa do que a de quase todos os seus concorrentes.

  • Sistema híbrido

  • Imagem

  • Conforto

  • Preço

Preço

74.900

Data de comercialização: Abril 2022


Mais artigos em Testes, Primeiro Contacto