Notícias Mercedes-Benz EQE SUV. Tudo sobre o rival do BMW iX

Apresentação

Mercedes-Benz EQE SUV. Tudo sobre o rival do BMW iX

O Mercedes-Benz EQE SUV é o nono modelo elétrico da marca alemã. Com as mesmas soluções do EQE berlina, vai ter como principal rival o BMW iX.

Mercedes-Benz EQE SUV, vista frente 3/4 na estrada

A «família EQ» da Mercedes-Benz não para de crescer e viu agora chegar o seu nono elemento, o Mercedes-Benz EQE SUV.

Apresentado em Paris, não oficialmente no salão, mas num evento em paralelo, o novo EQE SUV não é mais do que a versão mais versátil, aventureira e familiar do Mercedes-Benz EQE que já conhecemos e testámos.

Tal fica patente no seu interior, que oferece cotas de habitabilidade um pouco superiores à da berlina, apesar de ser, curiosamente, mais curto e estreito do que o EQE berlina.

Mercedes-Benz EQE SUV em movimento vista traseira 3/4

Ainda no interior (revelado há meses), este é idêntico ao da berlina, tendo como protagonista o MBUX Hyperscreen (opcional). Com três ecrãs lado a lado, dispostos sob um único vidro curvo para criar a sensação de que estamos perante um só ecrã, o MBUX Hyperscreen é apenas interrompido por duas saídas de ventilação (do tipo turbina) nas extremidades.

Mais pequeno por fora…

Visualmente, o EQE SUV é uma espécie de «mini-EQS SUV», refletindo a abordagem já feita entre as berlinas EQE e EQS, com as principais diferenças a consistirem nas dimensões e na secção dianteira.

O EQE SUV assume-se como uma proposta de carácter mais familiar do que o EQE, mas, como já referimos, é mais pequeno que a berlina: é 132 mm mais curto (4863 mm), 11 mm mais estreito (1940 mm) e vê a sua distância entre eixos ser mais curta em 90 mm (3030 mm). Só é maior mesmo em altura, sendo 176 mm mais alto que a berlina (1686 mm).

Mercedes-Benz EQE SUV interior
O interior do SUV é idêntico ao da berlina.

Sobre as dimensões mais compactas do EQE SUV, a Mercedes-Benz diz que o menor comprimento e a menor distância entre eixos contribuem para uma maior agilidade do seu SUV. Algo que só podermos confirmar quando o testarmos.

… não muito maior por dentro

Apesar das menores dimensões exteriores, o Mercedes-Benz EQE SUV consegue ser um pouco mais espaçoso que a berlina, mas é mesmo “um pouco”. Tal deve-se à maior altura da carroçaria, que permite um superior aproveitamento de espaço a bordo.

A bagageira com 520 l de capacidade é que não impressiona muito: não é muito maior que a do mais pequeno EQC (500 l) e é bastante mais pequena que a do equivalente GLE, que chega aos 630 l nas versões somente a combustão.

Já na comparação com o valor oferecido pelo EQE, 430 l, o novo EQE SUV acaba por levar vantagem.

E os motores?

O EQE SUV, tal como o EQE e o EQS berlina e SUV, assenta na plataforma dedicada EVA, apresentando-se em três versões distintas: 350+, 350 4MATIC e 500 4MATIC. Comum a todos é a bateria de 90,6 kWh, a mesma já usada no EQE.

A versão de entrada do rival do BMW iX apresenta-se apenas com tração traseira, 215 kW (292 cv), 565 Nm e, sem surpresa, é a que promete mais autonomia: entre 480 km e 590 km.

No EQE SUV 350 4MATIC contamos na mesma com 215 kW (292 cv), mas conta com um motor adicional no eixo dianteiro, garantindo tração integral, e um binário superior de 765 Nm. Já a autonomia «ressente-se» e fica entre os 459 km e 558 km.

Mercedes-Benz EQE SUV a carregar

Por fim, o EQE SUV mais potente sem entrar no «universo AMG» é a versão 500 4MATIC. Também com tração integral, esta conta com 300 kW (408 cv) e 858 Nm. Quanto à autonomia, fixa-se entre os 460 km e os 547 km.

Se mesmo assim não é suficiente, já foram revelados os EQE SUV by AMG, que podem chegar até aos 505 kW (687 cv) de potência.

O novo Mercedes-Benz EQE SUV permite carregamentos em corrente contínua (DC) de 170 kW, bastando 15 minutos para «injetar» energia suficiente para fazer 250 km (cerca de 35,55 kW).

Em corrente alternada (AC) o carregamento pode ser feito a 11 kW ou 22 kW (trifásico), sendo os tempos de 8h25min e 4h25min para cargas completas, respetivamente.

Quando chega?

Enquanto o EQE berlina é produzido em Bremen, na Alemanha, o novo Mercedes-Benz EQE SUV sairá da linha de produção da marca alemã em Tuscaloosa, nos EUA, a mesma onde é produzido o EQS SUV.

Com o arranque da produção marcado para dezembro, o Mercedes-Benz EQS SUV ainda não tem data de chegada prevista para o nosso mercado, nem os preços foram anunciados.

Sabe esta reposta?
Em que ano foi revelado o Mercedes-Benz 190 (W201)?
Oops, não acertou!

Pode encontrar a resposta aqui:

Mercedes-Benz 190 (W201), antecessor do Classe C, celebra 35 anos