BMW M2 e AMG A 45 sem hipótese? Novo Audi RS 3 8Y (400 cv) em vídeo

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Desde 80 600 euros

BMW M2 e AMG A 45 sem hipótese? Novo Audi RS 3 8Y (400 cv) em vídeo

O novo Audi RS 3 2022 (geração 8Y) nasce com um propósito: obliterar a concorrência Mercedes-AMG A 45 e BMW M2. Terá o que é preciso?

Em Frankfurt, Alemanha

Estávamos em 1982 quando a Audi ganhou, pela primeira vez, o Mundial de Ralis. O Audi Quattro, equipado com um motor de cinco cilindros turbo e um sistema de tração integral, apanhou desprevenida toda a concorrência e mudou para sempre a face do desporto — vale a pena recordar essa época.

Hoje, volvidos 40 anos, as ondas de choque desse momento continuam a propagar-se no tempo e no espaço, e assumem a forma do novo Audi RS 3 (geração 8Y).

É o último representante dessa «época dourada». Encontramos a mesma receita: motor turbo, arquitetura de cinco cilindros e sistema quattro. E nesta nova geração 8Y a «receita» nunca esteve tão apurada.

A NÃO PERDER: Compravam este triciclo exótico? Testámos o Vanderhall Venice Blackjack

Na minha opinião, é o melhor carro do segmento e o melhor Audi RS 3 da história — e raramente sou tão categórico nas minhas avaliações. Assistam ao vídeo e comprovem:

O melhor desportivo do segmento

São muitas as razões por trás desta afirmação. Para começar, o novo Audi RS 3 é mais rápido do que os principais concorrentes. Seja o Mercedes-AMG A 45, o BMW M2 ou o M135i, nenhum deles consegue bater os 3,8s que o RS 3 demora dos 0 aos 100 km/h.

Além disso, com um eixo traseiro colaborativo e uma frente que não sucumbe à subviragem, o Audi RS 3 impressiona tanto nas curvas como nas retas — não é por acaso que é o compacto mais rápido no Nürburgring.

Audi RS 3 traseira

Por fim, o Audi RS 3 tem um «pedigree» inigualável pelos rivais, servindo de elo de ligação a uma história riquíssima que começou com o Audi Quattro.

VEJAM TAMBÉM: A bordo do novo Audi RS 3. Até é capaz de “andar de lado”

Duas personalidades

Um dos principais «ingredientes» de um bom desportivo compacto é a capacidade de ter «duas personalidades». Ou seja, ser um desportivo quando queremos que o seja, mas também ser um modelo capaz de cumprir quando o ritmo abranda.

Neste primeiro contacto ficou evidente que o Audi RS 3 é realmente capaz de juntar o «melhor de dois mundos».

O espaço habitável está em bom nível e a qualidade de construção é notável, como é habitual nas propostas da Audi.

Audi RS 3 interior

O conforto a bordo também está em bom plano, isto sem sacrificar a eficácia dinâmica e até o divertimento ao volante.

Para tal, muito contribui o controlador de dinâmica modular do veículo (mVDC) que garante que os sistemas de chassis interagem com mais precisão e captam rapidamente os dados de todos os componentes relevantes para a dinâmica lateral (sincroniza as duas unidades de controlo do repartidor de binário, os amortecedores adaptativos e o controlo de binário por cada roda).

Audi RS 3 dianteira

No meio de tudo isto, só os consumos «prejudicam» o RS 3 no desempenho das tarefas de carro do dia a dia.

Para terem uma ideia, ao longo deste primeiro contacto em que o foco esteve em explorar ao máximo as potencialidades do cinco cilindros em linha, a média fixou-se nuns elevados 17 l/100 km.

Infelizmente é o último

Na Europa, a eletrificação da Audi está cada vez mais próxima — o último Audi com motor de combustão será lançado em 2025 — e por isso este RS 3 apresenta-se como o último de uma era.

Afinal de contas, mantém-se fiel ao cinco cilindros em linha e não tem qualquer tipo de eletrificação.

VEJAM TAMBÉM: Mercedes-AMG CLS 53 4MATIC+ Coupé. Lobo em pele de cordeiro?

Talvez por ser o último da «sua espécie», a Audi esforçou-se mais do que nunca e o resultado está à vista: o novo Audi RS 3 é o melhor de sempre.

Primeiras impressões

9 / 10
O novo Audi RS3 (geração 8Y) roça a perfeição. É tudo aquilo que as anteriores gerações do RS 3 eram — bem construídos, potentes, competentes dinamicamente e práticos no quotidiano —, mas adiciona algo fundamental: diversão. O novo diferencial traseiro, em conjunto com o mais recente sistema de controlo de chassis da Audi, fazem toda a diferença. Para mim, é o melhor desportivo do segmento: o mais rápido, mais tecnológico e mais nobre. É pena que seja também a última geração do RS 3 antes da eletrificação total da marca alemã.

  • Motor

  • Dinâmica

  • Divertido de conduzir

  • Conforto em ritmos moderados

  • Consumos

  • Preço final (depois de impostos)

Preço

80.600

Data de comercialização: Agosto 2022


Sabe responder a esta?
Em que ano foi revelado o Opel Calibra?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Opel Calibra. O coupé esculpido pelo vento
Em cheio!!
Vá para a próxima pergunta

ou leia o artigo sobre este tema:

Opel Calibra. O coupé esculpido pelo vento

Mais artigos em Testes, Primeiro Contacto