Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Recordes

Audi RS 3 mostra “quem manda” no Nürburgring com novo recorde

O novíssimo Audi RS 3 foi até ao Nürburgring no seu formato sedã e aproveitou para "trazer consigo" o título de compacto mais rápido no "Inferno Verde".

Aos poucos, as expectativas criadas à volta do novo Audi RS 3 têm vindo a ser, uma a uma, cumpridas. Assim, foi sem grande surpresa que descobrimos que, no passado mês de junho, o mais recente membro da “família RS”, a bordo do qual já tivemos oportunidade de andar, também mostrou o que valia no Nürburgring, conquistando um novo recorde.

O Audi RS 3, que se apresentou no mais sóbrio formato sedã, precisou apenas de 7min40,748s para percorrer a versão “longa” do circuito alemão (20,6 km), um valor que lhe garantiu o título de compacto mais rápido no famoso “Inferno Verde”.

Com Frank Stippler, piloto de testes e desenvolvimento da Audi Sport, ao volante, o RS 3 conseguiu assim retirar 4,64s aos 7min45,389s alcançados pelo extremista Renault Mégane R.S. Trophy-R, que ainda assim continua a deter o recorde do tração dianteira mais rápido no circuito (o Audi RS 3 tem tração integral).

A NÃO PERDER: e-tron S Sportback com 3 motores e 503 cv. O que vale o primeiro Audi “S” elétrico?
Audi RS 3 recorde
Frank Stippler ao lado do RS 3 recordista e da “prova” do novo recorde.

Talvez mais relevante foi o facto de ter ainda ficado mais longe do seu principal rival, o Mercedes-AMG A 45 S, com 421 cv e 500 Nm, também com tração às quatro rodas.

A AMG nunca anunciou um tempo oficial para o hot hatch, mas os nossos colegas da publicação alemã Sport Auto tiveram oportunidade de levar o A 45 S até ao “Inferno Verde” e conseguiram um tempo de 7min48,8s.

Os números do recordista

Como seria de esperar, o Audi RS 3 recordista apresentou-se no Nürburgring de série… bem, quase — este RS 3 estava equipado com todos os opcionais disponíveis no que ao chassis e pneus diz respeito, e é possível ver um arco de segurança no interior.

Além do arco de segurança, os engenheiros da Audi Sport limitaram-se a ajustar a pressão dos pneus (opcionais) Pirelli P Zero “Trofeo R” semi-slick instalados em jantes de 19”.

Ainda no campo das ligações ao solo, o carro usado por Frank Stippler contava com travões cerâmicos e a suspensão RS sport plus que conta com amortecedores adaptativos, ambos itens opcionais no novo RS 3.

LEIAM TAMBÉM: Fim da linha para os motores de combustão na Audi chega em 2033

A animar o Audi RS 3 encontramos um cinco cilindros em linha turbo com 2.5 l, o EA850 EVO, com 400 cv e 500 Nm. A transmissão está a cargo de uma caixa automática de dupla embraiagem com sete relações que envia o binário às quatro rodas. Tudo isto permite ao Audi RS 3 cumprir os 0 aos 100 km/h em apenas 3,8s e alcançar os 290 km/h (disponíveis com o RS Dynamic Package).

Acerca desta nova geração, Stippler afirmou: “o novo RS 3 é muito mais ágil a partir do meio da curva e até ao fim desta e quando aceleramos à saída da curva. Para mim o sistema torque splitter representa um salto enorme em termos de agilidade”.

Artigo atualizado às 14h50: foi adicionado o tempo no Nürburgring do Mercedes-AMG A 45 S, o principal rival do Audi RS 3.

Sabe responder a esta?
Qual era a potência da Audi RS2?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

As carrinhas desportivas mais radicais de sempre: Audi RS2

Mais artigos em Notícias