Fim dos V8 na Maserati já tem data marcada

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Motores

Fim dos V8 na Maserati já tem data marcada

Os Maserati equipados com o motor 3.8 V8 biturbo têm os dias contados e não passarão de 2024.

A proveniência do V8 biturbo de 3,8 l usado na Maserati não poderia ser mais nobre, sendo produzidos pela Ferrari em Maranello.

Mas, como seria de esperar, os planos da Maserati para se tornar totalmente elétrica em 2030 implica o «sacrifício» dos motores de combustão e o V8 será um dos primeiros.

Ficámos a saber, através de declarações do responsável da Maserati na Austrália, Grant Barling, à Drive, que em 2024 não só assistiremos ao fim do Ghibli, como também ao fim do V8 na marca do tridente.

VEJAM TAMBÉM: MC20 GT2. O regresso da Maserati às corridas de GT é já em 2023
Maserati Ghibli Trofeo em circuito
Ghibli Trofeo.

Desde 2013

Introduzido em 2013 pelo então novo Quattroporte GTS, assumia o papel de topo de gama na berlina italiana, e declarava 530 cv e 650 Nm, o suficiente para lançá-lo até aos 100 km/h em 4,7s e declarar mais de 300 km/h de velocidade máxima.

Em 2018 era revelado o Levante Trofeo, que «engordava» os números do V8 biturbo até aos 580 cv e os 730 Nm, permitindo ao SUV italiano chegar aos 100 km/h em curtos 4,1s.

Maserati Quattroporte, Ghibli e Levante Trofeo em circuito
Os Trofeo da Maserati estão equipados com a variante mais potente do 3.8 V8 biturbo.

O uso desta variante mais potente do V8 seria alargado em 2020 aos Ghibli Trofeo e Quattroporte Trofeo. Curiosamente, apesar de terem a mesma potência e binário e serem bem mais leves, precisam de mais tempo para chegar aos 100 km/h, respetivamente, 4,3s e 4,5s.

A aerodinâmica mais favorável, por outro lado, garante 326 km/h a ambas as berlinas contra os 302 km/h do SUV.

V6 em vez de V8?

Os «culpados» do fim deste V8 em particular e dos V8 em geral na Maserati — um tipo de motor que acompanhou o construtor italiano em praticamente toda a sua existência — estão não só nas emissões, mas também no término do contrato de fornecimento de motores que tinham com a Ferrari.

Maserati Nettuno
Netunno, o novo V6 biturbo da Maserati.

O lançamento do MC20 trouxe com ele um novo V6 biturbo de 3,0 l de concepção própria, o Nettuno, que ocupará o lugar do V8 biturbo da Maserati. E começou com números expressivos debitando 630 cv e 730 Nm no superdesportivo.

Além disso, é uma unidade mais eficiente e «limpa», graças à presença de uma pré-câmara de combustão, tecnologia inédita em modelos de produção.

O novo V6 será usado, para já, em mais um modelo: o Grecale Trofeo. A versão de alta performance do novo SUV da Maserati «fica-se» pelos 530 cv e 620 Nm, mas já garante menos de quatro segundos até aos 100 km/h.

Só que, mais uma vez, tendo em consideração os planos de eletrificação da Maserati, depois do fim do V8 biturbo em 2024, já podemos avistar ao longe o fim do V6 biturbo Nettuno em 2030.

Fonte: Drive

Mais artigos em Notícias