O alemão mais inglês de sempre. Produção do Mercedes-AMG One já começou

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Arranque de produção

O alemão mais inglês de sempre. Produção do Mercedes-AMG One já começou

Apesar da marca ser alemã, a produção do Mercedes-AMG One vai acontecer em Inglaterra, como os monolugares da equipa de Fórmula 1.

A produção do Mercedes-AMG One finalmente começou, após um desenvolvimento complexo que obrigou a adiar o lançamento deste hipercarro, que promete ser o mais perto que temos hoje de um «Fórmula 1 de estrada».

Tudo porque herda dos monolugares de Fórmula 1 a mesma cadeia cinemática e tecnologia híbrida, e é essa ligação direta à Fórmula 1 que justifica o «nascimento» de cada Mercedes-AMG One na Inglaterra, onde está sediada a Mercedes-AMG Petronas F1 Team.

Para começar, a sua cadeia cinemática — composta por um V6 turbo de 1,6 l e quatro motores elétricos — será produzida pela Mercedes-AMG High Performance Powertrains em Brixworth (Inglaterra), a responsável pelo desenvolvimento e produção dos motores dos monolugares da equipa de Fórmula 1.

A NÃO PERDER: Mitsubishi AMG: os filhos ilegítimos que os alemães querem esquecer!

Depois disso, o resto da montagem do Mercedes-AMG One terá lugar em Coventry, também em Inglaterra. Para tal a marca alemã colaborou com a Multimatic para criar uma fábrica exclusiva de produção de pequenas séries de modelos.

A produção do Mercedes-AMG One

A montagem do Mercedes-AMG One é feita manualmente e decorre num total de 16 estações de montagem e de testes. Segundo a Mercedes-AMG, ao longo do processo de montagem de cada One estão envolvidos mais de 50 especialistas.

Após cada estação são realizadas inspeções de qualidade com base em características definidas e todo o processo vai sendo documentado. Resumimos aqui o processo de produção do One:

  • Estação 1 a 4: montagem dos componentes mecânicos e de todos os componentes de alta tensão e instalação de componentes essenciais da cadeia cinemática, incluindo os sistemas elétricos do veículo;
  • Estação 5 a 6: montagem da bateria de alta tensão e das ligações de alta tensão, realização de testes ao motor de combustão e aos motores/alternadores elétricos, e ativação do veículo.
  • Estação 7: Montagem do interior;
  • Estação 8: Início da instalação dos painéis da carroçaria, portas e painéis laterais traseiros;
  • Estação 9: Continuação da montagem dos componentes exteriores. Secção dianteira e secção traseira;
  • Estação 10: Montagem final dos painéis da carroçaria;
  • Estação 11: Montagem das rodas e dos painéis do piso;
  • Estação 12: Ajuste das rodas e dos faróis;
  • Estação 13: teste de todos os modos de condução num banco de rolos;
  • Estação 14: quatro postos para testar ruído, vibração e aspereza e realizar afinações (se necessário);
  • Estação 15: teste de chuva intensa;
  • Estação 16: cabina de luz com inspeção visual de todas as superfícies e testes técnicos de funcionamento de todos os componentes.

No final de todo este processo de produção o Mercedes-AMG One ainda é testado por um piloto de testes da Mercedes-AMG numa pista próxima da fábrica.

Mercedes-AMG One teste estanquecidade
O teste de chuva intensa é um dos 16 fases da montagem do Mercedes-AMG One.

Só depois de aprovado pelo piloto é que o hiperdesportivo alemão recebe «luz verde» para ser transportado num camião fechado para a sede da Mercedes-AMG em Affalterbach.

Será aí que uma das 275 unidades do hipercarro — já estão todas alocadas — será entregue aos seus proprietários.

Mercedes-AMG One ao pormenor

Por falar nos «felizardos» que compraram o Mercedes-AMG One, alguns deles estiveram presentes recentemente num evento realizado pela marca de Affalterbach no circuito de testes de Immemdigen, na Alemanha.

Um deles foi o YouTuber Rana65556 que fez um vídeo no qual podemos conhecer de forma mais pormenorizada o hipercarro germânico.

Entre os muitos pormenores revelados no vídeo, destaca-se a explicação dada por um técnico da Mercedes-AMG acerca do sistema de pré-aquecimento dos catalisadores.

Necessário para que o motor proveniente da Fórmula 1 cumpra as normas de emissões, este sistema pré-aquece o catalisador durante 50 segundos antes de permitir que o motor comece a trabalhar.

Sabe responder a esta?
Qual era a cilindrada do Mercedes-Benz E 50 AMG (W210)?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Lembras-te deste? Mercedes-Benz E 50 AMG (W210)

Mais artigos em Notícias