Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Desde 44 275 euros

Hyundai Kauai EV 64 kWh testado. Um elétrico que nos deixa ir longe

O renovado Hyundai Kauai EV com a bateria de 64 kWh "oferece" 150 kW (204 cv) de potência e 484 km de autonomia. É este o Kauai elétrico a comprar?

Depois de termos testado o renovado Hyundai Kauai EV na versão com a bateria de “apenas” 39 kWh e 100 kW (136 cv), chegou a vez de conduzir o Kauai elétrico na sua versão mais potente e… capaz: bateria de 64 kWh, 150 kW (204 cv) e 484 km de autonomia.

Depois de em 2020 se ter consagrado como o quarto veículo elétrico mais vendido na Europa, o Kauai EV tem uma posição de destaque na ofensiva elétrica da Hyundai, ainda que o “ponta de lança” agora seja o IONIQ 5.

Mas porque em equipa que ganha também se mexe, a marca sul-coreana não perdeu tempo e atualizou o seu B-SUV elétrico para que ele continue a dar cartas num segmento cada vez mais competitivo.

A NÃO PERDER: Hyundai Kauai Electric bate mais um recorde: 790 km no “mundo real” sem carregar
Hyundai Kauai EV
Dianteira apresenta imagem mais “limpa” e sem vincos. © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Foi no exterior que o Kauai EV mais mudou. De perfil, as linhas gerais não sofreram alterações radicais (apesar de ter crescido 25 mm), mas a dianteira foi totalmente redesenhada, apresentando apenas uma entrada de ar inferior.

Tal como já acontecia, adota uma imagem dianteira distinta dos “irmãos” com motores a combustão, mas partilha com eles os faróis e as luzes diurnas, bem como as óticas traseiras, que também foram redesenhadas.

No interior, este B-SUV elétrico continua a destacar-se pela consola central de desenho exclusivo, elemento que o afasta dos outros Kauai, e viu reforçada a oferta tecnológica e de segurança.

A versão que testámos, a Vanguard, apresenta de série um painel de instrumentos digital de 10,25” e um ecrã tátil de 10,25” com o novo sistema de infoentretenimento AVN. No nível de equipamento Premium o ecrã central tátil (de série) tem “apenas” 8”.

Apesar de continuar a contar com plásticos algo duros, a qualidade de montagem continua em muito bom nível e isso “mede-se” pela ausência de ruídos parasitas no habitáculo.

A NÃO PERDER: Está mais barato. Renovado Hyundai Kauai elétrico chega a Portugal

Aplaudo a renovação estética exterior, que deixou este Kauai EV bem mais agradável (na minha opinião, claro…) e as novidades tecnológicas no interior, mas é aquilo que está escondido sob o capô e sob o piso do habitáculo que continuam a fazer deste um dos SUV elétricos mais interessantes do mercado.

Hyundai Kauai EV
Farolins traseiros foram estilizados. © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Nesta configuração, a mais potente disponível, o Hyundai Kauai EV apresenta-se com uma bateria de 64 kWh (montada em posição central) e com um motor elétrico que produz 150 kW (204 cv) e 395 Nm.

Graças a estes números, o Kauai EV continua a ser capaz de impressionar à saída dos semáforos, já que cumpre o sprint dos 0 aos 100 km/h em apenas 7,9s (a versão de 39 kWh e 136 cv precisa de 9,9s) e atinge os 167 km/h de velocidade máxima (limitada).

Hyundai Kauai Electric 4
O grande motivo de interesse desta versão está “escondido” debaixo do capô. © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

E os consumos?

Mas é a gestão de energia e, por consequência, a autonomia que mais saltam à vista: para esta versão do Kauai EV a marca sul-coreana reivindica 484 km de autonomia (ciclo WLTP).

No final deste ensaio de quatro dias a média de consumo que registei foi de muito bons 13,3 kWh/100 km. E se recorrermos à calculadora, percebemos que este valor nos permite alcançar 481 km com uma só carga.

E posso garantir-vos que não andei propriamente a “trabalhar para a média” e o calor que se fazia sentir tornava o uso de ar condicionado obrigatório.

Hyundai Kauai Electric 18
No modo “Sport” o painel de instrumentos digital “ganha” uns grafismos mais agressivos. © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Aqui, os três modos de condução disponíveis — “Normal”, “Eco” e “Sport” — e os quatro modos de regeneração (selecionáveis através das patilhas na coluna de direção) que temos à nossa disposição também assumem um papel importante. A eficácia de aproveitamento da energia nas travagens e nas desacelerações é muito interessante.

Quando a bateria se esgota as boas notícias continuam. É que o Kauai EV suporta carregamentos de até 100 kW (corrente direta), sendo que nesse caso é possível carregar a bateria dos 0 aos 80% em apenas 47 minutos.

Hyundai Kauai Electric 5
Porta de carregamento montada na dianteira permite posicionar este Kauai EV muito bem nos postos de carregamento públicos. © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

E a dinâmica?

Desde que foi lançado, em 2017, o Hyundai Kauai sempre se destacou pelos seus atributos dinâmicos, muito por culpa do seu chassis. Podemos dizer — e já o escrevemos algumas vezes… — que este foi um B-SUV que “nasceu bem”.

LEIAM TAMBÉM: IONIQ 5. O primeiro teste em vídeo ao novo elétrico da Hyundai

E é precisamente isso que lhe permite ser tão competente com as mais diversas motorizações. Nesta versão movida exclusivamente a eletrões volta a merecer o nosso elogio, graças à direção muito direta e precisa, que nem por isso deixa de ser muito comunicativa.

Hyundai Kauai Electric 10
O Kauai Electric conta de série com jantes de 17” com desenho aerodinâmico. © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Já a suspensão consegue um bom compromisso entre conforto e dinâmica, permitindo que o comportamento deste Kauai EV tenha tanto de seguro e previsível como de divertido.

A NÃO PERDER: Testámos o Hyundai Bayon 1.0 T-GDi Premium. Será que o Kauai se deve “preocupar”?

Aqui, o único reparo que tenho a fazer está relacionado com a tração. Acelerar a fundo e com praticamente 400 Nm de binário imediatamente à disposição, em combinação com os pneus “ecológicos”, coloca algumas dificuldades ao eixo dianteiro em passar toda a força do motor elétrico para o asfalto.

Hyundai Kauai EV © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Mas moderem um pouco mais o uso do acelerador e a experiência ao volante deste Hyundai Kauai elétrico é sempre muito agradável, pautada pelo silêncio e pelo conforto. E aqui, o facto de olharmos para o painel de instrumentos e não vermos a autonomia a cair a pique também contribui (e muito!) para a sensação de tranquilidade.

Descubra o seu próximo automóvel:

É o carro certo para si?

Se estiverem “de olho” no renovado Hyundai Kauai EV vale a pena olhar para a versão com bateria de 39 kWh e 136 cv de potência. Pode não ter o mesmo “poder de fogo” da versão que  conduzi, nem a mesma autonomia (305 km “contra” 487 km), mas nem por isso merece ser imediatamente descartada.

Hyundai Kauai Electric 3
Bagageira conta “apenas” com 332 litros de capacidade. Com os bancos traseiros rebatidos este número sobe para os 1114 litros. © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Se tiverem onde carregar regularmente e fizerem percursos relativamente curtos no dia a dia a diferença de preço pode justificar a compra do Kauai EV de 39 kWh. A versão que testámos, a Vanguard 64 kWh, começa nos 44 275 euros, ao passo que a Vanguard 39 kWh arranca nos 39 305 euros.

Porém, se não quiserem andar constantemente a olhar para a autonomia ou se simplesmente quiserem alargar o raio de utilização deste elétrico, então esta bateria de 64 kWh faz toda a diferença e faz todo o sentido.

Hyundai Kauai EV © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

São 487 km de autonomia relativamente fáceis de alcançar e mais de 200 cv de potência. Na gama, só o Kauai N é mais potente, com 280 cv.

Muito bem equipado, com uma imagem apelativa e com um interior muito bem construído, o Kauai EV continua a assumir-se como uma das propostas mais interessantes do segmento.

Preço

unidade ensaiada

44.665

Versão base: €44.275

Classificação Euro NCAP:

  • Motor
    • Arquitectura: Motor elétrico
    • Posição: Dianteira transversal
    • Carregamento: Bateria de iões de lítio com 64 kWh
    • Potência: 150 kW (204 cv)
    • Binário: 395 Nm
  • Transmissão
    • Tracção: Dianteira
    • Caixa de velocidades: Caixa redutora com uma relação
  • Capacidade e dimensões
    • Comprimento / Largura / Altura: 4205 mm / 1800 mm / 1570 mm
    • Distância entre os eixos: 2600 mm
    • Bagageira: 332 litros (1114 litros)
    • Jantes / Pneus: 215/55 R17
    • Peso: 1760 kg
  • Consumo e Performances
    • Consumo médio: 14,7 kWh/100 km; Autonomia: 484 km
    • Emissões de CO2: 0 g/km
    • Vel. máxima: 167 km/h (limitada)
    • Aceleração: 7,9s
  • Garantias
    • Mecânica: 7 anos sem limite de quilómetros
  • Equipamento
    • Jantes em linha leve de 17''
    • Painel de instrumentos digital de 10,25''
    • Ecrã touch de 10,25'' com Sistema de Navegação
    • Estofos em pele e tecido
    • Espelhos exteriores com recolha elétrica
    • Faróis dianteiros e traseiros em LED
    • Carregador sem fios para smartphone
    • Câmara de estacionamento e sensores traseiros
    • Pintura Two Tone
    • Coluna de direção com regulação manual em altura e profundidade
    • Cruise Control
    • Ar condicionado automático 1 zona com sistema de desembaciamento automático
    • Integração de smartphone Apple Carplay e Android Auto
    • Sistema de som Krell
    • Carregador On Board trifásico de 11kW
    • Sistema de Manutenção à faixa de rodagem (LKA)
    • Sistema de alerta de fadiga do condutor (DAW)
    • Sensor de luz (Faróis de acendimento automático)
    • Sensor de chuva (Limpa para-brisas de ativação automática)
    • Alerta de arranque do veículo dianteiro (LVDA)
Extras
Pintura metalizada (Pulse Red) — 390 €.
Avaliação
8 / 10
A renovação trouxe ao Hyundai Kauai EV mais tecnologia, mais elementos de segurança e uma imagem exterior mais sóbria, mas não perdeu nada do que já tínhamos elogiado antes: a dinâmica ao volante, a eficácia do sistema elétrico e a qualidade de montagem. Muito bem equipado, divertido de conduzir e com um isolamento acústico quase irrepreensível, este é um elétrico que não nos deixa a olhar para a autonomia de cinco em cinco minutos. E isso é um grande elogio.
  • Autonomia
  • Gestão do sistema elétrico
  • Dinâmica
  • Construção/Isolamento
  • Espaço nos bancos traseiros
  • Bagageira
  • Preço (sem campanha)
Sabe responder a esta?
Em que ano foi lançado o Hyundai S Coupe?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Ainda te lembras dos pequenos coupé dos anos 90?

Mais artigos em Testes, Ensaio