Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Design

Imaginar um Skoda Octavia com motor central traseiro

E se a Skoda fizesse uma versão de motor central do familiar Octavia? Foi a esta pergunta que o designer Rostislav Prokop tentou responder com a sua mais recente criação.

Quando se pensa em desportivos de motor central nunca se coloca a Skoda “ao barulho”, mas se depender da vontade do designer checo Rostislav Prokop, isso poderia mudar em breve.

Prokop criou uma variante desportiva e de motor central do familiar Skoda Octavia, mas como ponto de partida para esta sua criação, curiosamente, não usou nenhum modelo do Grupo Volkswagen.

Audi R8 ou Lamborghini Huracán, ou até um Porsche 718 Cayman são alguns dos modelos de motor central traseiro existentes no grupo alemão, mas este designer preferiu começar pela geração atual do Honda NSX.

A NÃO PERDER: Skoda Kodiaq foi renovado. Kodiaq RS troca Diesel por gasolina
Skoda-Octavia Mid-Engine

O desportivo híbrido japonês foi aquele que apelou aos sentidos deste designer, que manteve a tradicional frente arredondada — com a grelha do radiador escurecida — dos Skoda, bem como a assinatura luminosa dos modelos checos.

E se isso é verdade para a frente, ainda é mais visível na traseira, ainda que os conhecidos farolins com grafismo em “C” já não estejam presentes na mais recente versão do Octavia.

Na traseira, salta à vista uma asa traseira que nos remete de imediato para algumas versões do Audi R8 e as duas saídas de escape de formato trapezoidal e com acabamento cromado.

Skoda-Octavia Mid-Engine
VEJA TAMBÉM: Enyaq iV. Até 306 cv e 500 km de autonomia para o primeiro SUV elétrico da Skoda

Nenhum exercício de imaginação deste género fica completo sem se falar de motores. E ainda que Prokop não tenha abordado a temática, se quisermos ficar em família, mantendo este modelo na gama do Octavia, somos obrigados a recorrer ao 2.0 TSI de quatro cilindros com 245 cv e 370 Nm de binário máximo que equipa o Octavia RS e o novo Kodiaq RS.

Sugeriríamos o uso da variante de 320 cv do mesmo EA888 que os mais recentes R da Volkswagen usam, mais em linha com o aspeto desportivo desta criação.

Skoda-Octavia Mid-Engine

Como seria de esperar numa criação que apenas existe no plano teórico, as dúvidas são maiores que as certezas. Mas uma coisa podemos afirmar, esta versão mais radical do Octavia poderia até ser uma bonita homenagem ao Skoda 130 RS (o Porsche do Leste), o Skoda de motor traseiro que em 1977 venceu o Rali de Monte Carlo na categoria até 1300 cm3.

Sabe responder a esta?
Qual a potência do Skoda Scala Edition S?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Skoda Scala Edition S com 190 cv, mas só para a Alemanha

Mais artigos em Notícias