Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Skoda Kodiaq foi renovado. Kodiaq RS troca Diesel por gasolina

O Skoda Kodiaq, o maior SUV da marca checa, acaba de receber a habitual atualização de meio ciclo de vida e manteve a aposta na gasolina e no Diesel.

Lançado em 2016, o Skoda Kodiaq, o maior SUV da marca checa, acaba de receber a sua atualização de meio ciclo de vida e apresenta-se com uma imagem retocada, com novos equipamentos e ainda novas motorizações.

O Kodiaq foi o “ponta de lança” da ofensiva SUV da fabricante checa, abrindo caminho, na Europa, para a chegada do Karoq e do Kamiq. Agora, mais de 600 mil exemplares depois, recebe o primeiro facelift.

Sendo uma atualização do modelo existente, importa dizer que as dimensões do Kodiaq não se alteraram — continua a medir 4700 mm de comprimento —, como mantém os sete lugares.

A NÃO PERDER: Skoda Enyaq iV chega em maio e já tem preços para Portugal

Conseguem “apanhar” as diferenças?

Se as dimensões não sofreram alterações, os traços estilísticos também se mantiveram, no geral, fiéis aos do modelo antecessor. Há, no entanto, novos para-choques e óticas.

É nestas que encontramos as maiores diferenças, como grupos óticos mais estreitos à frente que podem ainda contar com luzes de mudança de direção sequenciais, complementado por uma grelha mais vertical, aproximando-a da que vimos no Enyaq, o primeiro SUV elétrico de produção da marca.

Atrás são também as óticas traseiras que mais se diferenciam e destacam-se ainda os novos desenhos das jantes, que podem variar entre as 17” e as 20”, e o spoiler traseiro mais pronunciado.

Interior pouco mudou…

Dentro do habitáculo do renovado Kodiaq, as alterações são quase impercetíveis. Destacam-se apenas os novos acabamentos, a nova luz ambiente, as costuras em cor contrastante e o novo painel de instrumentos digital com 10,25” e quatro configurações diferentes.

2021-skoda-kodiaq

Ao centro, um ecrã tátil que pode ter 9,2” (8” de série) e que serve para o sistema de infoentretenimento que dispõe de atualizações remotas de software e de mapas. Este sistema é compatível com Android Auto, Apple CarPlay e MirrorLink.

A NÃO PERDER: Skoda Octavia Break (2021). Será uma das melhores propostas do segmento?

O novo Skoda Kodiaq conta também com serviços conectados, permitindo, por exemplo, integração com o calendário pessoal Google.

Existe também um compartimento de carregamento por indução para o smartphone, ainda que faça parte da lista de opcionais. Por outro lado, as tomadas de carga espalhadas pelo habitáculo agora são todas do tipo USB-C.

A NÃO PERDER: Testámos o Skoda Kamiq mais potente a gasolina. Vale a pena?

Gama de motores com Diesel e gasolina

O novo Kodiaq viu renovada a sua gama de motores com os blocos EVO do Grupo Volkswagen, mas manteve a aposta nas motorizações Diesel além da gasolina. A inevitável eletrificação que já chegou ao “primo” SEAT Tarraco fica, para já, adiada.

2021-skoda-kodiaq

Existem dois motores Diesel e três a gasolina, com a potência a variar entre os 150 cv e os 245 cv da versão RS. Dependendo do motor escolhido, está disponível uma caixa manual de seis velocidades ou uma automática DSG de sete relações, bem como versões de tração dianteira ou tração integral.

Tipo Motor Potência Caixa Tração
Diesel 2.0 TDI 150 CV DSG 7 vel. Dianteira / 4×4
Diesel 2.0 TDI 200 CV DSG 7 vel. 4×4
Gasolina 1.5 TSI 150 CV Manual 6 vel. / DSG 7 vel. Dianteira
Gasolina 2.0 TSI 190 CV DSG 7 vel. 4×4
Gasolina 2.0 TSI 245 CV DSG 7 vel. 4×4

Skoda Kodiaq RS abandona Diesel

A versão do Skoda Kodiaq com o DNA mais desportivo volta a ser a RS, que neste facelift viu cair por terra a motorização Diesel biturbo de 2.0 litros com 240 cv — que nós testámos — em detrimento do motor a gasolina 2.0 TSI EVO do Grupo Volkswagen.

2021-skoda-kodiaq rs

Este bloco, com 245 cv de potência, é o mesmo que encontramos, por exemplo, no Volkswagen Golf GTI. Além de ser mais potente que o seu antecessor (mais 5 cv), mais interessante é ser cerca de 60 kg mais leve, o que promete ter um impacto muito positivo na dinâmica desta versão mais apimentada do Skoda Kodiaq.

VEJAM TAMBÉM: Skoda Superb 2.0 TDI 150 cv testado. O que vale o carro do “Sr. Ministro”?

Esta motorização só pode ser associada à nova caixa automática DSG de sete velocidades (5,2 kg mais leve) e com o sistema de tração às quatro rodas da marca checa.

A acompanhar toda esta potência está uma imagem também ela mais desportiva e que tem nas novas jantes de 20” com um formato mais aerodinâmico, no difusor de ar traseiro, na dupla saída de escape cromada e no pára-choques dianteiro exclusivo os principais atributos.

Quando chega e quanto vai custar?

O renovado Skoda Kodiaq fará a sua estreia comercial na Europa em julho deste ano, mas ainda não são conhecidos os preços para o mercado português.

Sabe responder a esta?
Em que ano foi lançada a Skoda Felicia Fun?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Os anos 90 também nos deram a Skoda Felicia Fun

Mais artigos em Notícias