Antevisão

Skoda Fabia. Já sabemos quase tudo sobre a quarta geração

Cada vez mais perto de ser revelado, o Skoda Fabia deixou-se "apanhar" ainda camuflado. A marca checa aproveitou para revelar quase tudo acerca do seu novo modelo.

Lançado em 1999 e com 4,5 milhões de unidades vendidas, o Skoda Fabia reclama o título de segundo modelo mais popular da marca checa (o primeiro é o Octavia).

Agora, com a quarta geração cada vez mais perto de ser revelada, a Skoda decidiu revelar algumas “fotos-espia” oficiais do seu utilitário, confirmando ao mesmo tempo muitas das suas especificações finais.

Se a camuflagem não permite perceber todos os detalhes da sua aparência final, o seu design promete ser mais eficaz do ponto de vista aerodinâmico. A Skoda anuncia um coeficiente aerodinâmico de 0,28, um valor muito bom em modelos compactos de dois volumes.

VÊ TAMBÉM: Testámos o Skoda Kamiq mais potente a gasolina. Vale a pena?
Skoda Fabia 2021

Cresceu em (quase) todos os sentidos

No campo das dimensões, o recurso à plataforma MQB-A0, a mesma dos “primos” SEAT Ibiza e Volkswagen Polo, faz-se sentir nas dimensões, com o novo Skoda Fabia a crescer praticamente em todos os sentidos (a exceção é a altura que decresceu).

Desta forma, o utilitário checo vai passar a medir 4107 mm de comprimento (+110 mm que o antecessor), 1780 mm de largura (+48 mm), 1460 mm de altura (-7 mm) e a distância entre eixos é de 2564 mm (+94 mm).

Já a bagageira oferece 380 litros, um valor superior aos 330 litros da atual geração e aos 355 litros do SEAT Ibiza ou 351 litros do Volkswagen Polo, e em linha com muitas propostas do segmento acima.

VÊ TAMBÉM: Vem aí um novo Skoda Fabia e vai continuar a ter carrinha

Só motores a gasolina

Tal como se suspeitava, os motores Diesel despediram-se definitivamente da gama do Skoda Fabia, com esta nova geração a contar apenas com propulsores a gasolina.

Na base encontramos um 1.0 l atmosférico de três cilindros com 65 cv ou 80 cv, ambos com 95 Nm, sempre associado a uma caixa manual de cinco relações.

Acima deste surge o 1.0 TSI, também com três cilindros, mas com turbo, que debita 95 cv e 175 Nm ou 110 cv e 200 Nm. No primeiro caso está associado a uma caixa manual de cinco velocidades enquanto no segundo está associado a uma caixa manual de seis relações ou, em opção, à caixa DSG (automática de dupla embraiagem) de sete velocidades.

Por fim, no topo da gama encontra-se o 1.5 TSI, o único tetracilíndrico usado pelo Fabia. Com 150 cv e 250 Nm este motor está exclusivamente associado à caixa automática DSG de sete relações.

A NÃO PERDER: Nada está a salvo. Skoda Tudor, o protótipo que até seria roubado

O que mais sabemos?

Além destes dados técnicos, a Skoda confirmou que o novo Fabia vai recorrer a luzes diurnas em LED (em opção os faróis dianteiros e traseiros podem recorrer a esta tecnologia), contará com um painel de instrumentos digital de 10,2” e um ecrã central de 6,8” (que pode ser de 9,2” em opção). Ainda no habitáculo do Fabia estão confirmadas as tomadas USB-C e as soluções “Simply Clever” características da Skoda.

Skoda Fabia 2021
VÊ TAMBÉM: Testámos o Skoda Karoq Sportline 2.0 TDI. O mais apetecível dos Karoq?

No campo dos sistemas de segurança e ajuda à condução há a destacar a estreia dos sistemas “Travel Assist”, “Park Assist” e “Manoeuvre Assist”. Isto significa que o Skoda Fabia vai passar a contar com sistemas como o estacionamento automático, cruise control preditivo, “Traffic Jam Assist” ou o “Lane Assist”.

Agora, falta apenas aguardar pela revelação final da quarta geração do Skoda Fabia, sem camuflagem, e que a marca checa dê a conhecer a sua data de chegada ao mercado e os respetivos preços.

Sabe responder a esta?
Qual é a capacidade da bagageira da Skoda Superb Break?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Skoda Superb Break TDI 190 cv testada. O que oferece para além de muito espaço?

Mais artigos em Notícias