Salão de Los Angeles 2019

Aston Martin não resiste à “febre” SUV e apresenta novo DBX

O Aston Martin DBX é o primeiro SUV da marca e promete ser o mais versátil Aston Martin de sempre. Fica a saber o que faz deste SUV de luxo um Aston Martin.

A Bentley tem um, a Rolls-Royce também e nem a Lamborghini resistiu à tentação — agora é a vez da Aston Martin. O Aston Martin DBX é o primeiro SUV de sempre da marca, e nada de semelhante foi visto até agora nos seus 106 anos de existência.

Além de ser o seu primeiro SUV, o DBX é também o primeiro Aston Martin de sempre a ter… uma lotação para cinco ocupantes.

As estreias não terminam por aqui; o 4º modelo a nascer sob o plano “Second Century” também é o primeiro a ser produzido na nova fábrica, a segunda, da Aston Martin, localizada em St. Athan, Wales.

VÊ TAMBÉM: Até 2022 teremos 15 novos Ferrari, incluíndo um… Purosangue

A pressão sobre o DBX é grande. Sobre o seu sucesso depende muita da sustentabilidade futura da Aston Martin, pelo que a expetativa é que tenha o mesmo efeito nas contas da marca como vimos, por exemplo, no Urus na Lamborghini.

De que é feito, assim, o Aston Martin DBX?

Tal como nos seus desportivos, o DBX recorre a uma plataforma em alumínio, e apesar de recorrer às mesmas técnicas de ligação (adesivos), esta é totalmente nova. A Aston Martin diz-nos que combina uma elevada rigidez com leveza.

No entanto, mesmo com recurso abundante a alumínio, a massa final do DBX acusa 2245 kg, em sintonia com outros SUV de volume e mecânica similar.

Promete um habitáculo espaçoso — como referimos, é o primeiro cinco lugares de sempre da marca —, assim como uma bagageira generosa, cerca de 632 l. Um Aston Martin como familiar? Parece que sim. Até o banco traseiro rebate em três partes (40:20:40), algo que nunca pensaríamos escrever sobre um Aston Martin.

A NÃO PERDER: 11 100 rpm! Este é o V12 naturalmente aspirado do Aston Martin Valkyrie

Parecer um Aston Martin

A tipologia e formato da carroçaria são alienígenas à marca, mas foi grande o esforço por parte dos seus designers em garantir uma identidade Aston Martin ao novo DBX. A dianteira é dominada pela grelha típica da marca, e na traseira, as óticas remetem para o novo Vantage.

Um Aston Martin de cinco portas é também inédito, mas vem com pormenores mais comuns em desportivos, como as portas sem molduras; e outros mais peculiares, como o acabamento em vidro do pilar B, que ajuda na percepção de uma área vidrada lateral ininterrupta.

A aerodinâmica também teve um cuidado especial por parte da Aston Martin, e se a palavra downforce deixa de fazer sentido quando falamos no DBX, houve um cuidado especial para reduzir a resistência aerodinâmica do SUV.

Aston Martin DBX 2020

Implicou até exercícios inéditos à equipa de desenvolvimento, mais habituada a coupé e descapotáveis mais rasteiros, como simular a performance aerodinâmica do Aston Martin DBX a rebocar um atrelado com um DB6…

O DBX é um carro que dará a muitas pessoas a primeira experiência de terem um Aston Martin. Por isso terá de ser verdadeiro aos valores essenciais estabelecidos pelos nossos desportivos, ao mesmo tempo que providencia o estilo de vida versátil esperado de um SUV de luxo. Ter produzido um automóvel tão belo, montado à mão, e no entanto, tecnologicamente avançado, é um momento de orgulho para a Aston Martin.

Andy Palmer, CEO e Presidente da Aston Martin Lagonda

Pode um SUV comportar-se como um Aston Martin?

Acreditamos que o desafio não seja fácil, mas não foi impedimento para a Aston Martin o tentar, armando o DBX com um sofisticado chassis.

O novo Aston Martin DBX surge com uma suspensão pneumática (três câmaras) adaptativa, capaz de elevar ou reduzir a distância ao solo em 45 mm e 50 mm, respetivamente. Uma característica que também facilita o acesso ao habitáculo ou à bagageira.

Aston Martin DBX 2020

O arsenal dinâmico não se fica por aqui. Graças à presença de um sistema semi-híbrido de 48 V, as barras estabilizadoras são também ativas (eARC) — capazes de exercer uma força anti-rolamento por eixo de 1400 Nm —, uma solução similar à que vimos no Bentley Bentayga; e o DBX vem ainda com diferenciais ativos — um central e um eDiff atrás, ou seja, um diferencial autoblocante eletrónico.

Tudo isto permite uma enorme amplitude nas suas capacidades dinâmicas, diz a Aston Martin, desde um confortável estradista a um mais acutilante desportivo.

Aston Martin DBX 2020

Britânico, mas de coração alemão

Tal como no Vantage e no DB11 V8, o motor do novo Aston Martin DBX é o mesmo 4.0 V8 twin turbo de origem AMG. Nada temos contra este propulsor, independentemente da máquina com ele equipado — seja um desportivo hardcore ou até um ícone do fora de estrada. É sem dúvida, um dos grandes motores dos nossos tempos.

O V8 twin turbo no DBX debita 550 cv e 700 Nm e é capaz de lançar as mais de 2,2 t do DBX até aos 100 km/h em 4,5s e atingir os 291 km/h de velocidade máxima. A sonoridade também varia, graças a um sistema de escape ativo, e a pensar na (possível) economia de combustível, tem um sistema de desativação de cilindros.

Para transmitir toda a potência do V8 para o asfalto, ou até para trilhos fora do asfalto, temos uma caixa automática (conversor de binário) com nove velocidades e a tração é, claro está, às quatro rodas.

VÊ TAMBÉM: V8 ao poder. X5 M50i, X7 M50i e M550i revelados

Interior à la Aston Martin

Se por fora podemos colocar em questão tratar-se de um Aston Martin, por dentro, essas dúvidas desaparecem.

Aston Martin DBX 2020

Entrar no cockpit do DBX é entrar num universo de pele, metal, vidro e madeira. Podemos ainda adicionar Alcantara que, opcionalmente, serve como forro do teto, e até pode ser o material da cortina do teto panorâmico (de série); assim como um novo material cuja composição é 80% lã. Estreia também para um novo material compósito, à base de linho, em alternativa à fibra de carbono, com textura distinta.

Optando pelos serviços de personalização da  “Q by Aston Martin”, o céu parece ser o infinito: consola central esculpida de um bloco sólido de madeira? É possível.

Apesar do aspeto luxuoso, a tender para o artesanal, há espaço também para a tecnologia. O sistema de info-entretenimento é composto por um ecrã TFT de 10,25″, e até o painel de instrumentos é 100% digital (12,3″). Compatibilidade com Apple CarPlay e câmara 360º também estão presentes.

Ainda existem pacotes de equipamento específicos, como um para animais de estimação, que inclui um chuveiro portátil para limpar as patas dos nossos animais de estimação antes de entrarem no carro; ou outro para neve, que inclui um aquecedor para… botas.

O mais intrigantes deles todos? O pacote de equipamento para os adeptos da caça…

Quando chega e por quanto?

O novo Aston Martin DBX já está disponível para encomenda, com as primeiras entregas a acontecerem no segundo trimestre de 2020. Não existem preços para Portugal, mas como referência, a marca britânica anunciou um preço inicial de 193 500 euros para a Alemanha.

Ainda de destacar que os primeiros 500 clientes do novo Aston Martin DBX beneficiam do exclusivo “1913 Package”, que além de trazer vários elementos únicos de personalização, serão todos inspecionados por Andy Palmer, o CEO, antes de serem entregues aos seus futuros proprietários. Este pacote inclui ainda a entrega de um livro único sobre a construção do DBX, assinado não só pelo seu CEO, como pelo diretor criativo Marek Reichmann.

Sabes responder a esta?
O Ford Mustang Mach-E é um…
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Fomos a Los Angeles conhecer ao vivo e a cores o novo Ford Mustang Mach-E

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos