Apresentação

Volvo XC40 Recharge. Tudo sobre o SUV sueco 100% elétrico

A Volvo revelou em Los Angeles a versão 100% elétrica do seu SUV mais pequeno: o Volvo XC40 Recharge. Chega a Portugal em 2021.

O Volvo XC40 Recharge não é o primeiro XC40 eletrificado. O Volvo XC40 híbrido Plug-in T5 Twin Engine foi a primeira versão eletrificada do SUV sueco, mas se a presença de um motor térmico é algo que dispensas, então está aí, finalmente, a versão apenas movida a eletrões.

É sim o primeiro Volvo 100% elétrico e provavelmente, a versão mais aguardada do XC40. Desde o lançamento, em 2018, foi anunciado como um SUV que seria disponibilizado numa versão completamente elétrica, a par das versões térmicas e híbrida plug-in.

Equipado com dois motores elétricos (um à frente e outro atrás) que garantem tração integral, tem 408 cv, 660 Nm de binário máximo e é capaz de cumprir o sprint dos 0-100 km/h nuns escassos 4,9s.

VÊ TAMBÉM: Volvo V60 atinge a marca das 500 mil unidades vendidas
Volvo XC40 Recharged
Visto de traseira é difícil distinguir o XC40 Recharge dos restantes XC40.

Será possível, através daquilo a que Volvo chamou “One Pedal Drive”, utilizar apenas o acelerador para grande parte das “tarefas diárias” deste SUV. É apenas necessário levantar o pé do acelerador para imobilizar o Volvo XC40 Recharge, tal como acontece, por exemplo, no Nissan Leaf.

O capitulo da segurança, como é sabido, é um dos mais importantes para a Volvo. O Volvo XC40 Recharge continua oferecer sistemas de assistência à condução e segurança como o Pilot Assist e o BLIS, mas também um comando com sistema anti-roubo, que impede que os “amigos do alheio” intercetem o sinal de rádio do comando.

VÊ TAMBÉM: Lembras-te do Volvo 440? Comemora 30 anos de existência!
Volvo XC40 Recharged
Apesar de ser 100% elétrico, o XC40 Recharge foi desenvolvido com base na plataforma CMA.

Autonomia e tempos de carregamento

Responsável por aumentar em 500 kg o peso do Volvo XC40 (passou a pesar entre 2150 e 2250 kg, dependendo do nível de equipamento), a capacidade nominal da bateria é de 78 KWh.

Este pack de baterias permitirá percorrer 400 km no ciclo WLTP, com a Volvo a não avançar se existirão outros tamanhos de bateria no futuro. Estes valores ainda estão sujeitos a homologação — têm por base, segundo a Volvo, uma meta preliminar.

VÊ TAMBÉM: Aqui está ele! Tudo o que precisas de saber sobre o novo Renault Captur
Volvo XC40 Recharged
A plataforma do XC40 Recharge foi alvo de vários reforços para assegurar a segurança típica dos Volvo.

No que toca a tempos de carregamento, eles dependem do equipamento e instalação elétrica que utilizares.

O Volvo XC40 é capaz de carregar 80% da bateria em 40 minutos, num carregador rápido e até 150 kW.

Se utilizares o cabo de carregamento standard, associado a uma tomada doméstica, vai demorar aproximadamente 30 a 55 horas, dependendo da potência que conseguires retirar da rede na tua área de residência. Ou seja, a cada hora de carregamento, estás a ganhar entre 7,5 a 14 km de autonomia.

Para carregamentos regulares mais breves, a Volvo recomenda a utilização de um cabo adequado para carregamentos entre 3,5 kW ou 11 kW. Com estes cabos o tempo de carregamento cai drasticamente: permitem tempos de 18,5 horas a 5,5 horas, respetivamente. Ou seja, uma autonomia aproximada que pode ir de 20 a 60 km por cada hora de carregamento.

VÊ TAMBÉM: Testámos os novos 1.3 DIG-T do Nissan Qashqai. E agora, qual comprar?
Volvo XC40 Recharged
Recorrendo a um carregador rápido de até 150 kW é possível repor 80% da capacidade da bateria em apenas 40 minutos.

Está também disponível uma Wallbox da Volvo Cars. Esta wallbox de 11 kW e 32A, oferece um tempo de carregamento de aproximadamente 5,5 horas (de vazio até 80%) ou uma autonomia de 60 km por cada hora de carregamento.

Através da app Volvo on Call, os carregamentos podem ser agendados. Isto é útil quando tens uma tarifa dinâmica de eletricidade, permitindo optimizar, do ponto de vista financeiro, os períodos de carregamento.

VÊ TAMBÉM: Smart EQ fortwo nightsky edition: um vislumbre do futuro?

Sistema de infotainment com serviços Google

O sistema de infotainment também aproveitou a chegada do Volvo XC40 Recharge para se atualizar, atualização esta que se deverá estender a todos os modelos da marca sueca.

Contamos agora com um sistema Android, com serviços Google, entre os quais o Google Maps, Google Assistant e Google Play Store. As atualizações são realizadas over the air.

VÊ TAMBÉM: Volvo S90 T8 Plug-In Hybrid em vídeo. Potente e poupado? Nem sempre…
Volvo XC40 Recharged
O XC40 Recharge estreia na Volvo um sistema de infotainment com serviços Google.

Contém também informações e menus exclusivos no Volvo XC40 Recharge, tais como quais os postos de carregamento mais próximos.

A Polestar já tinha colocado um sistema com a mesma base Android nos seus modelos, por isso era uma questão de tempo até ser aplicado também aos modelos da Volvo.

Ainda assim e tendo em consideração as imagens divulgadas, o layout do menus deverá manter-se muito similar ao existente nos modelos da marca sueca, diferenciando-se da Polestar a esse nível.

VÊ TAMBÉM: Testámos o Volkswagen T-Cross 1.0 TSI Life: vale a pena poupar?

Capacidade de carga e de reboque

O Volvo XC40 Recharge é capaz de rebocar até 1500 kg. A capacidade de carga da bagageira traseira é de 413 litros, um valor inferior à versão equipada com motor térmico (460 l) devido ao espaço ocupado pelas baterias.

VÊ TAMBÉM: Mitsubishi Outlander PHEV: alternativa racional
Volvo XC40 Recharged
Com o desaparecimento do motor de combustão surgiu uma pequena bagageira na dianteira.

No entanto, na dianteira, temos agora um espaço de arrumação adicional, com 31 l de capacidade, que permite de alguma forma compensar esta diferença.

Preços e chegada ao mercado português

O Volvo XC40 Recharge tem início de produção agendado para o 2º semestre de 2020, com as vendas a arrancarem apenas em mercados selecionados.

VÊ TAMBÉM: Testámos o Hyundai i30 N Line. O que vale a “vitamina N”?
Volvo XC40 Recharged
A grelha dianteira deixou de fazer falta e por isso mesmo desapareceu.

Em 2021 chega ao mercado nacional, mas ainda não existe uma data definitiva para a comercialização.

No que diz respeito a preços ainda são apenas conhecidas as estimativas para o mercado norte americano, onde deverá rondar os 50 mil dólares.

Sabes responder a esta?
Qual é a potência do Polestar 2?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Polestar 2. O rival do Tesla Model 3 com genes de crossover

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos