COTY 2019

Já é conhecido o vencedor do prémio Carro Internacional do Ano 2019

A edição deste ano do Carro Internacional do Ano caracterizou-se por uma série de estreias — desde um empate na liderança, à própria marca vencedora.

Se alguma vez te tinhas perguntado acerca do que acontecia quando dois modelos obtinham o mesmo número de pontos na eleição do Carro Internacional do Ano (europeu), a edição de 2019 veio dar-te a resposta.

No final da contagem dos votos, tanto o Jaguar I-PACE como o Alpine A110 ficaram com 250 pontos, obrigando a aplicar os critérios de desempate. Uma situação inédita, assim como surpreendente, considerando que se trata da disputa taco-a-taco entre um veículo elétrico (de apetência desportiva) e um puro desportivo (nada comum neste tipo de eventos).

Esses critérios são simples e ditam que, em caso de empate, vence o modelo que foi mais vezes a primeira escolha dos jurados. Graças a este critério, o Jaguar I-PACE conquistou o troféu, pois liderou as escolhas dos jornalistas por 18 vezes contra as apenas 16 do Alpine A110.

VÊ TAMBÉM: O adeus do Mercedes-Benz SLC faz-se com a Final Edition

Para além do empate no final da votação (inédito COTY) a outra novidade foi o facto de a Jaguar ter conquistado este troféu pela primeira vez. Apesar de ser estreante na conquista do Carro Internacional do Ano, este não é o primeiro prémio internacional da Jaguar, que em 2017 conquistou o World Car of The Year (no qual a Razão Automóvel é júri) com o F-Pace.

Subscreve o nosso canal de Youtube.

Uma votação muito renhida

Como que a provar o quão renhida foi a votação deste ano, basta observar as pontuações do segundo e terceiros classificados eleitos pelo júri composto por 60 jurados de 23 países (entre os quais o português Francisco Mota, que colabora com a Razão Automóvel).

Assim, o terceiro classificado, o Kia Ceed, ficou a apenas três pontos do vencedor, conquistando 247 pontos. Já no quarto lugar, com 235 pontos, ficou o novo Ford Focus, comprovando o quão renhida foi a eleição deste ano do Carro Internacional do Ano 2019.

Porquê que as pessoas ainda se surpreendem por os carros elétricos ganharem estes prémios? Este é o futuro, é melhor que todos aceitem isso.

Ian Callum, chefe de design da Jaguar

Esta foi a terceira vez que um modelo elétrico conquistou o troféu, com a vitória do Jaguar I-PACE a juntar-se à do Nissan Leaf em 2012 e do Chevrolet Volt/Opel Ampera em 2012. Com esta vitória o modelo britânico sucede ao Volvo XC40, o vencedor da edição do ano passado.

Sabes responder a esta?
Em que ano é que o Nissan Primera (P10) foi eleito Carro do Ano em Portugal?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Conhece todos os vencedores do Carro do Ano em Portugal desde 1985

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos