Notícias Quantos milhões estão nesta imagem? Bugatti entrega o último Chiron Super Sport 300+

Desde 3,5 milhões de euros

Quantos milhões estão nesta imagem? Bugatti entrega o último Chiron Super Sport 300+

Limitado a 30 unidades, o Bugatti Chiron Super Sport 300+ é uma homenagem ao Chiron que ultrapassou a barreira das 300 mph (483 km/h).

Bugatti Chiron Super Sport 300

A produção do Bugatti Chiron Super Sport 300+ chegou ao fim e a última unidade do hipercarro de Molsheim já foi entregue ao seu proprietário, cerca de 10 meses depois das primeiras unidades terem sido começado a ser entregues.

Esta série especial do Chiron, limitada a somente 30 unidades, nasceu como uma homenagem ao recorde obtido por um protótipo de pré-produção do modelo, quando se tornou no primeiro automóvel de estrada a ultrapassar a barreira das 300 mph — atingiu exatamente as 304,773 mph ou 490,484 km/h.

Apesar de cada unidade vir com um preço base de 3,5 milhões de euros não foi difícil encontrar compradores para os 30 exemplares produzidos, como se comprova com a entrega do último Chiron Super Sport 300+.

A NÃO PERDER: Conduzimos o Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse. O dia em que alcançámos 345 km/h
Bugatti Chiron Super Sport 300+

Números superlativos

À semelhança do protótipo que ultrapassou as 300 mph, também o Chiron Super Sport 300+ recorre à mais recente evolução do 8.0 W16 tetraturbo, que entrega 1600 cv de potência.

As semelhanças com o protótipo de pré-produção que alcançou o recorde continuam na carroçaria alongada, para um melhor rendimento aerodinâmico, e até no esquema de cores com riscas laranjas (jet orange) que homenageia o Veyron Super Sport WR de 2010, que chegou a ser o automóvel mais rápido do planeta.

Bugatti Chiron Super Sport 300+ 2
Como seria de esperar, o Chiron Super Sport 300+ já marcou presença no Goodwood Festival of Speed.

Contudo, há algumas diferenças entre as 30 unidades de produção e o protótipo. Para começar, estas «perderam» a roll cage e receberam um lugar destinado ao passageiro. Além disso, apresentam-se também com uma maior distância ao solo.

Por fim, e esta é, talvez, a maior diferença em relação ao protótipo, os 30 Bugatti Chiron Super Sport 300+ estão limitadas eletronicamente aos 442 km/h, não chegando por isso aos 490 km/h do recordista.

O mais rápido do mundo?

Apesar de ter sido o primeiro automóvel de produção a ultrapassar a barreira das 300 mph (483 km/h), o Chiron Super Sport 300+ não é considerado o carro mais rápido do mundo.

Isto porque o feito foi conseguido apenas numa direção e para ser considerado um recorde oficial, tem de o fazer nos dois sentidos, com a média das duas passagens a ser considerada o valor oficial. Por isso, o título de automóvel mais rápido do mundo ainda é o SSC Tuatara, com uma velocidade de 455,3 km/h.

Sabe esta reposta?
Em que ano foi revelado o Bugatti EB110?
Oops, não acertou!

Pode encontrar a resposta aqui:

Bugatti EB110. O último Bugatti antes da era Volkswagen