Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Venda

Este Jaguar C-X75 do filme 007 Spectre procura novo dono. Temos negócio?

O Jaguar C-X75 nunca foi produzido, mas nós apaixonámo-nos por ele no cinema, em 007 Spectre. Agora há um exemplar à venda.

Prometido como o novo superdesportivo da Jaguar, o C-X75 nunca chegou a ser produzido. Mas isso não significa que não seja possível ter um na garagem de casa. Basta pagar.

Vimo-lo pela primeira vez em 2010 como um protótipo, apresentando-se com uma invulgar configuração: quatro motores elétricos (um por roda) e duas intrigantes microturbinas a gás a servirem de gerador (para não carregar o carro de baterias). Gerou um forte impacto e a Jaguar decidiu avançar com o desenvolvimento do superdesportivo com o intuito de produzir um número limitado de exemplares.

Para isso, juntou-se à Williams Advanced Engineering, só que para ser viável, os quatro motores elétricos e as microturbinas tiveram de ficar para trás, mas manteve uma inovadora mecânica híbrida. Dois motores elétricos (um por eixo) eram combinados com um pequeno motor sobrealimentado de quatro cilindros e 1.6 l, que podiam entregar até 860 cv de potência máxima combinada e 1000 Nm de binário máximo combinado.

A NÃO PERDER: Jaguar F-Type (300 cv). Os QUATRO CILINDROS acompanham o estilo?
Jaguar C-X75 @ Simon Drabble Cars

Graças a estes números, a Jaguar declarava que seria capaz de acelerar dos 0 aos 160 km/h em menos de 6s e de atingir os 354 km/h de velocidade máxima, além de conseguir percorrer até 60 km em modo totalmente elétrico.

Por outras palavras, o Jaguar C-X75 podia ter sido uma espécie de «irmão» para a «santíssima trindade»: McLaren P1, Porsche 918 Spyder e Ferrari LaFerrari. Infelizmente, o projeto seria cancelado em 2012, já com alguns protótipos de testes construídos.

No entanto, não foi a última vez que ouvimos falar do C-X75: acabaria por brilhar no cinema, ao lado do agente secreto mais famoso do mundo, James Bond. Sim, isso mesmo. Quem não se lembra da perseguição entre Mr. Hinx, o assassino da Spectre, e James Bond, ao volante de um Aston Martin DB10, em épicas derivas no Vaticano?

Este exemplar agora à venda do C-X75 foi um dos sete protótipos usados nas filmagens do filme “007 Spectre”, e curiosamente, conta com o número de chassis 007, um pequeno detalhe que só o torna ainda mais especial e valioso.

Jaguar C-X75 @ Simon Drabble Cars

Por fora, pode parecer um exemplar em tudo semelhante ao C-X75 que a Jaguar nos mostrou. Mas a verdade é que esta unidade em concreto, em vez de equipar o complexo sistema híbrido de que falámos acima, é animada por um mais «simples» e assertivo motor V8 sobrealimentado, montado em posição central traseira.

LEIAM TAMBÉM: 30 anos depois, conseguirá um Jaguar XJ220 dar 320 km/h?

E agora, encontra-se para venda no concessionário Simon Drabble Cars no Reino Unido, que pede 864 000 libras por ele, qualquer coisa como 1,18 milhões de euros. Pode parecer uma fortuna, mas é esse o preço a pagar por um carro tão especial quanto este, que de certa forma já faz parte da história da Jaguar, da Williams e da saga do agente secreto 007, James Bond.

Jaguar C-X75 @ Simon Drabble Cars

Sabe responder a esta?
Em que ano foi apresentado ao mundo o Audi R8?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Aqui só entram motores V10. Fiquem a conhecê-los

Mais artigos em Notícias