BMW 420d Gran Coupé (190 cv) testado. Será que é mesmo preciso mais?

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Desde 53 299 euros

BMW 420d Gran Coupé (190 cv) testado. Será que é mesmo preciso mais?

É o modelo que completa a «família» Série 4 e chega carregado de bons argumentos. Eis o novo BMW Série 4 Gran Coupé, na versão 420d.

Depois das versões Coupé e Cabrio, era uma questão de tempo até a variante Gran Coupé do BMW Série 4 passar pela garagem da Razão Automóvel, aqui na versão 420d.

Ao contrário do Série 3 à venda, a nova geração do Série 4 Gran Coupé (a segunda) não oferece qualquer versão híbrida plug-in. Pelo que um dos pilares da gama continua a ser a motorização Diesel em teste, a 420d, que ainda tem especial importância para o mercado empresarial.

O BMW 420d Gran Coupé promete ser civilizado e sóbrio, mas quis descobrir se continua a ser suficiente para todas as necessidades. Querem fazer apostas? Aceitamos prognósticos na caixa de comentários…

A NÃO PERDER: Conduzimos o novo BMW Série 2 Coupé (G42). A traseira mais polémica da BMW?
BMW 420d Gran Coupé
O enorme duplo rim do BMW Série 4 demorou a convencer-me, mas isso são definitivamente “águas passadas”. © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Mesma fórmula… «pacote» diferente

Em termos visuais, a fórmula continua a ser exatamente a mesma da primeira geração. Temos uma berlina de cinco portas com ares de coupé, uma linha de tejadilho baixa e uma bagageira muito prática (470 litros), tudo isto envolto num pacote muito elegante.

Mas apesar desta continuidade, o Série 4 Gran Coupé cresceu em todos os sentidos e aproximou-se mais do seu «irmão», o Série 3 (um tradicional sedã de quatro portas), com o qual partilha a base e a linha de produção, em Munique (Alemanha).

BMW 420d Gran Coupé © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

No comprimento, cresceu 14,3 cm, para um total de 4,783 m. Na largura, o aumento foi menos significativo: apenas 2,7 cm (1,852 m). Por fim, em altura «cresceu» 5,3 cm (1,442 m).

As emissões de carbono deste teste serão compensadas pela BP
Saiba como pode compensar as emissões de carbono do seu automóvel Diesel, gasolina ou GPL.

 

Ao volante do 420d

Apesar de ter várias motorizações Diesel e gasolina, o 420d — 2,0 l e 190 cv — é a única opção Diesel disponível de momento em Portugal no novo BMW Série 4 Gran Coupé.

Em comum com as restantes motorizações, conta com um sistema mild-hybrid que garante, de forma momentânea, um boost de potência de 11 cv (8 kW), além de ajudar a um funcionamento mais rápido e discreto do sistema Start & Stop.

BMW 420d Gran Coupé
O bloco 2.0 litros de quatro cilindros deste 420d Gran Coupé é o exemplo perfeito de que o Diesel continua a ser uma boa opção para muita gente. © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Esta é a motorização com mais expressão no mercado português e não é difícil perceber o motivo: temos um desempenho muito sólido, consumos moderados e… uma grande autonomia. E tudo isto sem comprometer a dinâmica que este chassis nos consegue proporcionar.

Durante os dias que passei com ele, fiz uma média de 6,3 l/100 km, número que até podia ter sido mais baixo se tivesse somado mais quilómetros em autoestrada, onde este motor consegue ser efetivamente muito eficaz.

BMW 420d Gran Coupé © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Mas independentemente dos consumos conseguidos, há uma coisa que esta motorização faz questão de esclarecer: os Diesel modernos são quase irrepreensíveis e continuam a fazer sentido. Tudo depende da utilização de cada um.

LEIAM TAMBÉM: BMW 420d G22 (2021). Série 4 Diesel, sim ou não?

É um motor muito civilizado, de ruído contido, eficaz e sempre muito disponível. Ainda assim é possível sentir algumas vibrações nos regimes mais baixos, mas o refinamento de todo o conjunto é, de resto, notável.

Descubra o seu próximo carro

E a dinâmica?

Apesar de ter «engordado» 185 kg face à versão equivalente da geração anterior, este 420d Gran Coupé mantém a distribuição de massas ideal de 50-50 e conta com vias dilatadas nos dois eixos, o que lhe garante uma excelente estabilidade.

BMW 420d Gran Coupé
Volante M está montado numa posição muito vertical e contribui para um estilo de condução desportivo. © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Isto traduz-se numa aderência lateral elevada, que nos deixa «abusar» nas curvas, e num comportamento sempre bastante previsível. Suficientemente ágil e com uma direção rápida, este 420d Gran Coupé apoia-se num chassis que nós não nos cansamos de elogiar.

E isso sente-se sempre que adotamos uma condução mais desportiva, muito reforçada pela posição de condução muito baixa, pelo volante em posição quase vertical e pelos bancos com um encaixe muito satisfatório.

BMW 420d Gran Coupé
Exemplar testado contava com o pack desportivo M pro. © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

E tudo isto sem nunca comprometer em demasia o conforto a bordo. A unidade que conduzi estava equipada com as jantes opcionais M de 19” e com a suspensão desportiva M, e sejamos sinceros: não há milagres.

A NÃO PERDER: A grelha é gigante, a potência também. Tudo sobre o BMW Concept XM

É firme e isso sente-se nas estradas em pior estado. Mas nunca revela qualquer fragilidade ou barulhos mais secos e nunca o podemos acusar de ser desconfortável.

É o carro certo para si?

A lista de equipamento de série está longe de convencer — uma «tradição» entre os premium alemães — e os opcionais são caros, o que faz disparar o preço final deste Série 4 Gran Coupé. Mas a verdade é que a BMW conseguiu melhorar uma proposta que já tinha deixado muito boas referências na geração anterior.

Ideal para quem quer a versatilidade de uma berlina e a elegância de um coupé sem ter de abdicar da experiência dinâmica ao volante, este modelo da casa de Munique continua a ser um pacote muito apetecível.

BMW 420d Gran Coupé © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

E para quem gosta de somar quilómetros, sobretudo em autoestrada, o motor Diesel deste 420d é sem dúvida a motorização que faz mais sentido.

LEIAM TAMBÉM: BMW M5 CS (635 cv). O mais potente de sempre e o último puramente a combustão

Com o depósito cheio conseguimos alcançar (e até ultrapassar…) os 1000 km de autonomia, um número com o qual o «irmão» elétrico deste modelo, o i4, apenas pode sonhar.

BMW 420d Gran Coupé © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

A somar a isso temos consumos relativamente baixos, boas prestações (7,3s dos 0 aos 100 km/h e 235 km/h de velocidade máxima) e uma experiência de condução envolvente e que contraria os adeptos da teoria «de café» que dá pelo nome de “os Diesel são aborrecidos”.

Preço

unidade ensaiada

68.156

Versão base: €53.299

IUC: €224

Classificação Euro NCAP:

  • Motor
    • Arquitectura: 4 cilindros em linha
    • Capacidade: 1995 cm3
    • Posição: Dianteira longitudinal
    • Carregamento: Injeção direta Common Rail + Admissão Variável + Turbo de Geometria Variável + Intercooler
    • Distribuição: 2 a.c.c., 4 válvulas por cilindro
    • Potência: 190 cv (às 4000 rpm)
    • Binário: 400 Nm (entre as 1750 e as 2500 rpm)
  • Transmissão
    • Tracção: Traseira
    • Caixa de velocidades: Automática de 8 velocidades
  • Capacidade e dimensões
    • Comprimento / Largura / Altura: 4783 mm / 1852 mm / 1442 mm
    • Distância entre os eixos: 2856 mm
    • Bagageira: 470 litros (1290 litros)
    • Jantes / Pneus: Frente: 245/40 R19 Atrás:255/40 R19
    • Peso: 1780 kg
  • Consumo e Performances
    • Consumo médio: 4,8 l/100 km
    • Emissões de CO2: 126 g/km
    • Vel. máxima: 235 km/h
    • Aceleração: 7,3s
  • Garantias
    • Mecânica: 5 anos ou 100 mil quilómetros
  • Equipamento
    • Direção desportiva variável
    • Direção desportiva variável
    • Assistente de estacionamento
    • Volante desportivo em pele
    • Ar condicionado automático
    • Monitorização da pressão dos pneus
    • Proteção ativa
    • Espelho retrovisor interior com função automática antiencandeamento
    • Cruise Control com função de travagem
    • BMW Live Cockpit Plus
Extras
BMW Individual Vermelho Aventurine metalizada — 1666 €; Sensatec perfurado Preto — 126 €; Alarme antirroubo — 170 €; Pack desportivo M Pro — 2601 €; Assistente de Estacionamento PLUS — 422 €; Versão Desportiva M — 2926 €; Vidros com proteção solar — 361 €; Assistente de condução — 767 €; Conectividade aparelhos móveis, Bluetooth e USB com carregamento wireless — 414 €; BMW Live Cockpit Professional — 1341 €.
Avaliação
8 / 10
Mais versátil e funcional do que o «irmão» coupé, mas sempre sem abdicar de uma condução animada e envolvente, mesmo nesta versão 420d com motor Diesel de 2.0 litros, que nos dá consumos racionais e uma autonomia gigante. Para quem quer um «papa quilómetros» com ânimo suficiente para fazer uma estrada mais divertida e não quer abdicar de uma imagem elegante, o Série 4 Gran Coupé continua a responder: "presente".
  • Consumos
  • Conforto
  • Dinâmica
  • Equipamento de série algo "curto"
  • Preço dos opcionais
Sabe responder a esta?
Qual era a potência do BMW 333i (E30)?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

BMW 333i (E30). O «primo do M3» que pouca gente conhece

Mais artigos em Testes, Ensaio