Vídeos

Novo BMW M3 Competition (G80). Este ou um Giulia Quadrifoglio?

Duas portas adicionais fazem do BMW M3 Competition uma proposta mais prática que o coupé M4. E põe-no em confronto direto com a referência Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio.

O novo BMW M3 Competition (G80) é em tudo igual ao M4 Competition (G82) que testámos há pouco tempo. O mesmo bloco S58 de 510 cv, a mesma transmissão às rodas traseiras (a tração às quatro rodas virá mais tarde), a mesma performance épica, o mesmo comportamento incisivo — é também uma máquina verdadeiramente impressionante…

Porém, as duas portas adicionais fazem do M3 uma proposta mais prática, que dão acesso a uma segunda fila de bancos mais espaçosa, que transformam este M3 (como todos os Série 3), num convincente familiar… que apenas é muito, mas muito rápido.

O “tio” Guilherme demonstra-o da melhor forma possível, colocando duas cadeirinhas de bebé atrás, com duas passageiras de ocasião para este teste muito especial…  A não perder.

VEJA TAMBÉM: Novo BMW M4 (G82) no banco de potência. Será que tem cavalos escondidos?
BMW M3 Competition

Acessível? Longe disso

Não seria de esperar outra coisa que não um preço elevado para o novo BMW M3 Competition, mas temos de admitir que os 120 mil euros para “início de conversa” custa um pouco a aceitar (o M3 “regular” com caixa manual começa nos 116 mil euros), mais ainda quando a unidade testada por nós ultrapassa os 150 mil euros, à conta de todos os opcionais que traz.

São todos necessários? Claro que não… São vários os relativos a aparência, e outros até deveriam ser de série, como os mais de 500 euros pedidos por “Conectividade aparelhos móveis, Bluetooth e USB com carregamento wireless“. Mas mesmo num exercício de contenção, rapidamente se atinge cinco algarismos em opcionais.

BMW M3 Competition
TEM DE VER: Novo Mercedes-AMG C 63, o híbrido plug-in, já foi apanhado em testes

“O” rival

Afasta-se em preço do seu mais sério rival, o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio, que é muitos milhares de euros mais acessível — mesmo carregando-o com opcionais, fica a praticamente 20 mil euros de distância. Talvez seja um exercício inútil esta comparação, tendo em consideração os valores que estamos a discutir.

E, dificilmente, neste patamar, não deixaríamos que algo tão “mesquinho” como 10-20 mil euros fosse o argumento decisivo para optar entre um BMW M3 Competition ou um Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio.

Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

O Giulia Quadrifoglio já caminha para veterano, mas tem sido a referência no que toca a berlinas desportivas nos últimos anos, num mix de elevadas prestações, virtuosismo dinâmico e uma experiência de condução intuitiva e genuinamente cativante.

A sua forte ligação genética a Maranello tem que ter “culpa no cartório”. O V6 biturbo é de origem Ferrari e o chassis referencial foi desenvolvido por Philippe Krief, o mesmo engenheiro que nos deu o… Ferrari 458 Speciale. O Giulia Quadrifoglio deve ser o que mais próximo existe de uma berlina desportiva Ferrari.

Será que ainda pode ensinar alguma coisa ao novo BMW M3 Competition? Talvez possamos descobrir numa próxima ocasião em que possamos juntar os dois. Até lá, deixo-vos novamente com o Guilherme, quando o conduziu pela primeira vez:

Preço

unidade ensaiada

150.253

Versão base: €120.000

IUC: €723

Classificação Euro NCAP:

  • Motor
    • Arquitectura: 6 cilindros em linha
    • Capacidade: 2993 cm3
    • Posição: Dianteira Longitudinal
    • Carregamento: Injeção directa, 2 Turbos, Intercooler
    • Distribuição: 2 a.c.c.; 4 válv./cil. (24 válv.)
    • Potência: 510 cv às 6250 rpm
    • Binário: 650 Nm entre 2750-5500 rpm
  • Transmissão
    • Tracção: Traseira
    • Caixa de velocidades: Automática (conversor de binário) de 8 vel.
  • Capacidade e dimensões
    • Comprimento / Largura / Altura: 4794 mm / 1903 mm / 1433 mm
    • Distância entre os eixos: 2857 mm
    • Bagageira: 480 l
    • Jantes / Pneus: FR:275/35 R19; TR: 285/30 R20
    • Peso: 1805 kg (EU)
    • Relação peso/potência: 3,54 kg/cv
  • Consumo e Performances
    • Consumo médio: 10,1 l/100 km
    • Emissões de CO2: 232 g/km
    • Vel. máxima: 250 km/h (290 km/h com M Driver's Package)
    • Aceleração: 3,9s
  • Garantias
    • Mecânica: 5 Anos/100 000 km
Extras
Verde metalizado Isle of Man: 950 €; Pele integral 'Merino' Laranja Kyalami/Preto: 2450 €; Jantes em liga leve 825M: 2390 €; Kit reparação de pneus: 50 €; Fecho automático porta da bagageira: 530 €; Sistema de acesso Comfort: 630 €; Chave BMW com display: 370 €; Vidros com proteção acústica: 210 €; Vidros com proteção solar: 445 €; Pinças de travão BMW M, vermelho alto brilho: 370 €; Faróis BMW Individual Shadow Line: 325 €; Pack de fumadores: 65 €; Bancos desportivos M em carbono: 3930 €; Cintos de segurança M: 315 €; Frisos em fibra de carbono: 1300 €; Acabamento Galvanizado dos comandos: 110 €; Assistente das luzes de máximos: 200 €; Proteção ativa: 365 €; Assistente de condução: 940 €; BMW Laserlight: 1580 €; Assistente de Estacionamento PLUS: 1090 €; BMW Head-Up Display: 1190 €; Sistema de som Surround Harman/Kardon: 540 €; Conectividade aparelhos móveis, Bluetooth e USB com carregamento wireless: 510 €; Controlo por gestos BMW: 320 €; Pack M Carbon exterior: 4870 €; M Driver's Package: 2550 €.
Avaliação
8 / 10
Espaço para assumir as funções familiares e performance para brilhar num trackday. Esta podia ser a frase que resume o novo BMW M3 Competition, mas é muito mais do que isso. É um verdadeiro tratado de tecnologia ao serviço de uma causa: a nossa alegria. Um sorriso que só fica comprometido pelo preço.
  • Performance do motor S58;
  • Capacidade dinâmica;
  • Qualidade de construção.
  • Preço;
  • Custo dos opcionais.

Mais artigos em Testes, Ensaio