Desde 32 860 euros

Testámos o Audi A3 Sportback 30 TFSI S line. Os 110 cv são suficientes?

Será que o motor menos potente do Audi A3 Sportback "chega para as encomendas"? Para o descobrir pusemo-lo à prova, aqui no nível de equipamento S line.

A motorização 30 TFSI ou, para sermos mais precisos, o 1.0 l de três cilindros, turbo e 110 cv que equipa o Audi A3 Sportback vê recair sobre si uma pesada responsabilidade.

Afinal de contas, é o motor que representa a “porta de entrada” na gama do compacto alemão, tendo por isso que corresponder aos desejos de frugalidade de quem procura as versões mais acessíveis do modelo, ao mesmo tempo que não pode desiludir no campo da performance, sob pena de “beliscar” o posicionamento premium do A3 Sportback.

Mas será que o pequeno tricilíndrico é capaz de “pregar dois pregos com uma só martelada”? Será que para cumprir num campo descura o outro? Ou pior, na tentativa de fazer tudo bem acabará por não ser brilhante em nenhum dos campos? Só há uma forma de descobrir. Tempo de colocar à prova o Audi A3 Sportback 30 TFSI no nível de equipamento S line.

VÊ TAMBÉM: Testámos o Mercedes-Benz Classe A mais barato que podes comprar. Vale a pena?
Audi A3 30TFSI © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

Qualidade acima de tudo

Uma vez a bordo do Audi A3 Sportback é fácil perceber porque razão o compacto alemão tem sido uma das referências do segmento no campo da qualidade e robustez.

Estamos envolvidos por materiais agradáveis ao toque e à vista, não há ruídos parasita e todos os comandos e botões oferecem um toque robusto e parecem dizer-nos “ei, não te preocupes que daqui por 20 anos ainda hei de funcionar“.

Ao mesmo tempo, a ergonomia encontra-se em bom plano. Ao resistir à “tentação” de abandonar os comandos físicos da climatização como fizeram os seus “primos” Volkswagen Golf e SEAT Leon, o Audi A3 Sportback tornou-se bem mais “amigo” do utilizador.

Já no campo do espaço, apesar de não ser referencial no segmento (as cotas nem sequer cresceram face ao antecessor), temos espaço mais que suficiente para transportar com conforto quatro adultos e a bagageira com 380 litros não obriga a deixar malas para trás.

A NÃO PERDER: Mazda3 2.0 150 cv testado. Sem turbo, mas dos mais interessantes do segmento

Só 110 cv? Não parecem

Tenho de admitir que quando fui levantar este Audi A3 Sportback não estava ciente, ao certo, de todas as suas especificações mecânicas, pelo que as primeiras dezenas de quilómetros foram uma agradável surpresa.

Desde logo, saltou-me à vista a agradável desenvoltura do motor, a forma como subia com vontade de rotação e ainda o bom “casamento” que este tem com a precisa e agradável caixa manual de seis relações.

Audi A3 30TFSI
Apesar de não ser o maior fã do estilo anguloso adotado no habitáculo do A3 Sportback, devo reconhecer que as saídas de ventilação para o condutor estão bem posicionadas do ponto de vista prático. © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

Ora, foi com alguma surpresa que, ao confirmar os dados da unidade ensaiada, verifiquei que tinha “apenas” 110 cv. A sério, estes devem ter sido os 110 cv que mais me surpreenderam em algum tempo.

É claro que o 1.0 TFSI não faz do A3 Sportback o “rei da autobahn” (nem sequer dos semáforos), mas permite-nos impor um ritmo bem mais elevado do que muitos podiam pensar, principalmente quando selecionamos o modo “Dynamic”, que “aguça” a ação do acelerador.

Audi A3 Sportback 30 TFSI
Os 110 cv podem parecer escassos mas no dia a dia dão boa conta de si. © Thom V. Esveld / Razão Automóvel
VÊ TAMBÉM: Será o Hyundai Kauai Electric (64 kWh) o melhor Kauai de todos?

Eficaz, sempre

Já no capítulo dinâmico, nem o eixo traseiro mais simples deste “30” face ao usado pelos “35” (uma barra de torção ao invés de um eixo traseiro independente com esquema multibraços) deixa ficar mal este A3 Sportback.

Com uma direção precisa e direta, o Audi 3 Sportback dá boa conta de si, apresentando um comportamento previsível e estável que troca um carácter mais divertido por uma agradável e teutónica eficácia. Já em autoestrada destaca-se a estabilidade e insonorização.

Por fim, no campo dos consumos, o pequeno tricilíndrico não deixa os seus “créditos por mãos alheias”. Após largas centenas de quilómetros percorridos em autoestrada e cidade, e sem preocupações em obter os melhores registos, consegui uma média de 5,8 l/100 km.

Audi A3 Sportback 30 TFSI © Thom V. Esveld / Razão Automóvel
VÊ TAMBÉM: Mercedes-Benz A 250 e (218 cv). O primeiro Classe A híbrido plug-in compensa?

S line vale a pena?

Tendo em conta que falamos da versão com o motor menos potente da gama, alguns podem questionar-se se faz sentido optar pela versão S line.

A verdade é que esta confere um visual menos discreto ao algo sóbrio A3 Sportback e, se lhe acrescentarmos o opcional Pacote Interior S line (1635 euros), recebemos, entre outros, uns bancos desportivos que, além de bonitos, oferecem um bom apoio lateral e não deixam de ser muito confortáveis.

Audi A3 30TFSI © Thom V. Esveld / Razão Automóvel
VÊ TAMBÉM: 1.5 Turbo, 182 cv e caixa manual. Honda HR-V Sport faz jus ao nome?

É o carro certo para mim?

O Audi A3 Sportback é um automóvel com muitas qualidades e se o pequeno mil de 110 cv desta versão 30 TFSI pode causar alguns receios sobre se será suficiente para preencher a maioria das necessidades, estes são infundados.

É claro que não rivaliza com o mais potente 35 TFSI (1.5 turbo de 150 cv) em termos de performance, mas o compromisso que alcança entre prestações e consumos é bastante interessante e a verdade é que, numa condução normal, dificilmente vamos achar que nos “falta motor”.

Audi A3 30TFSI © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

Além do mais, a diferença de valor entre as duas motorizações pode ser aproveitada para adicionar mais uns (dos muitos) opcionais ao 30 TFSI. Igualmente, optando por este motor poupas não só no custo de aquisição do A3 Sportback, que está longe de ser o mais acessível — preço base começa nos 32 mil euros, mas com os opcionais da nossa unidade, chega aos 40 mil euros —, como no valor do IUC.

Preço

unidade ensaiada

40.690

Versão base: €32.860

IUC: €103

Classificação Euro NCAP:

  • Motor
    • Arquitectura: Três cilindros em linha
    • Capacidade: 999 cm3
    • Posição: Dianteira transversal
    • Carregamento: 2 a.c.c.; 4 válv./cil. (12 válv.)
    • Distribuição: Inj. Direta, Turbo e Intercooler
    • Potência: 110 cv às 5500 rpm
    • Binário: 200 Nm entre as 2000-3000 rpm
  • Transmissão
    • Tracção: Dianteira
    • Caixa de velocidades: Manual de 6 velocidades
  • Capacidade e dimensões
    • Comprimento / Largura / Altura: 4343 mm / 1816 mm / 1449 mm
    • Distância entre os eixos: 2636 mm
    • Bagageira: 380 litros
    • Jantes / Pneus: 225/45 R17
    • Peso: 1295 kg
  • Consumo e Performances
    • Consumo médio: 5,5 l /100 km
    • Emissões de CO2: 126 g/km
    • Vel. máxima: 204 km/h
    • Aceleração: 10,6s
  • Garantias
    • Mecânica: 4 anos ou 80 000 kms
  • Equipamento
    • Retrovisores exteriores elétricos e aquecidos
    • Retrovisor interior antiencandeamento
    • Ar condicionado automático bi-zona
    • Imobilizador eletrónico
    • Trancamento elétrico das portas e vidros traseiros a partir da porta do condutor
    • Painel de instrumentos digital a cores com computador de bordo (ecrã de alta resolução com 10,25'' )
    • MMI Radio Plus com ecrã tátil de alta resolução a cores com 10,1" com seis altifalantes à frente e atrás com 100 watt de potência
    • Seis altifalantes à frente e atrás com 100 watt de potência
    • Audi pre sense front para alerta de colisão iminente com função de travagem automática com deteção de veículos, peões e ciclistas
    • Sensores de estacionamento traseiros
    • Travão de estacionamento eletromecânico
    • Cruise Control com função de limitador programável de velocidade
    • Aviso de saída involuntária de faixa (Lane Departure Warning) com função de intervenção corretiva na direção
    • Audi drive select
    • Suspensão dinâmica desportiva
    • Direção assistida eletromecânica
    • Sistema Start-Stop com regeneração de energia na travagem
Extras
Pintura metalizada — 850 €; Faróis de LED com indicadores de mudança de direção traseiros dinâmicos — 1085 €; Vidros traseiros escurecidos — 430 €; Pacote de iluminação — 295 €; Audi hold assist — 100 €; Pacote Plus (inclui: Faróis de LED com luzes traseiras de LED com indicadores de mudança de direção dinâmicos; Pacote de iluminação; Pacote de arrumação; Assistente de máximos; Sistema de som Bang & Olufsen) — 2190 €; Pacote interior S line (inclui: Bancos dianteiros desportivos; Estofos em combinação tecido Pulse/couro sintético com logo S; Inserções decorativas em Alumínio escuro Spectrum; Friso nas soleiras das portas em alumínio com sigla S iluminada; Apoio de braço em couro; Forro do tejadilho em tecido preto; Pedais revestidos em aço inoxidável) — 1635 €; Pneu sobresselente de dimensão reduzida 18" — 155 €; Retrovisor interior com antiencandeamento automático sem moldura — 195 €; Pacote negro Audi Exclusive — 365 €; Retrovisores exteriores eléctricos, aquecidos e rebatíveis, com antiencandeamento automático — 405 €; Assistente de máximos — 125 €.
Avaliação
8 / 10
O Audi A3 Sportback 30 TFSI S line é a prova de que longe vão os tempos em que os motores de entrada de gama pouco mais serviam que para "inglês ver". Económico e solícito, este não obriga a grandes concessões ao volante do compacto alemão que, ao mesmo tempo, continua a cativar graças a qualidades como a robustez, sobriedade, ergonomia ou a boa relação conforto/comportamento.
  • Disponibilidade do motor
  • Qualidade de construção
  • Equilíbrio conforto/comportamento
  • Estabilidade em autoestrada
  • Bancos dianteiros (opcionais)
  • Preço
  • Espaço interior igual ao do antecessor
Sabe responder a esta?
Qual é a potência do Audi SQ2?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Renovados Audi Q2 e SQ2 já estão em Portugal. Todos os preços

Mais artigos em Testes, Ensaio