100% original

Z vs Supra. Nissan lança “farpazinha” em direção à Toyota

Porque é que a Nissan demorou tanto a mostrar o Z Proto, o sucessor do 370Z? Fica a saber a justificação que até deu espaço para uma "farpazinha" em direção ao Toyota GR Supra.

Lamentavelmente a versão de produção do Nissan Z Proto não chegará ao “velho continente”. Após um momento de rejubilo por haver mais um desportivo de raíz, o qual todos nós ansiávamos conduzir, eis que nos tiram, logo a seguir, o tapete debaixo dos pés — culpem as complicadas contas às emissões na Europa.

Mesmo assim, “kudos” para a Nissan por avançar com este projeto, o de um verdadeiro e desportivo coupé, quando aquilo que mais vemos na restante indústria é o anúncio de mais crossover e SUV “pseudo-coupé”, como se fossem dignos substitutos.

Porém, a pergunta permanece. Porque é que a Nissan demorou tanto tempo para substituir o 370Z, que está a caminho do seu 12º aniversário? — por norma o ciclo de vida de um automóvel anda pelos 6-7 anos.

TENS DE VER: Uma semana INTEIRA ao volante do Nissan 370Z Nismo
Nissan Z PROTO

De acordo com Hiroshi Tamura, especialista para os modelos Z, GT-R e Nismo da Nissan, foi uma questão, sobretudo, de esperar pelo momento certo e de, também, as contas baterem certo. Nas palavras do próprio: “se os clientes disserem ou estão a dizer “não, obrigado”, então temos de parar. (Também foi sobre) como podemos criar uma história…  ou um produto… usando o modelo de negócio certo”.

Claro que o “momento certo” foi decidido há uns anos, em 2017, após a apresentação por parte de Tamura de uma proposta para a sucessão do 370Z aos executivos da Nissan, que aprovaram o desenvolvimento. Quem imaginaria que em 2020 o mundo iria ficar virado do avesso devido a uma pandemia que parece não ter fim á vista?

Bem… Recuando no tempo, o 370Z também não poderia ter sido lançado em pior altura, no final de 2008, em plena hecatombe financeira global, o que para um produto de nicho como é o 370Z nunca são boas notícias. Mas o modelo perseverou durante a recuperação económica global e chegamos ao ponto de, agora, até ter um sucessor.

Para mais, continua a ser 100% Nissan:

O nosso Z é um Z; um Z é independente.

Hiroshi Tamura, especialista para os modelos Z, GT-R e Nismo da Nissan

Tamura reforça o argumento: “são 50 anos de um carro histórico, logo tem de refletir a nossa herança”. Como nota, foi em 1969 que foi lançado o primeiro da linhagem Z, o 240Z ou o Fairlady.

Parece-nos que as palavras de Hiroshi Tamura têm alguém ou um certo modelo em mente e todos já provavelmente adivinhámos qual é.

O Toyota GR Supra será um dos principais rivais do futuro Nissan Z Proto (ainda não foi anunciado a designação final oficial). Supra é, também, um nome com história na Toyota, pelo que não admira a controvérsia gerada à volta do desportivo “japonês”, por partilhar praticamente tudo com o BMW Z4, o roadster germânico. Desde a plataforma à motorização de seis cilindros em linha turbocomprimida.

Toyota GR Supra BMW Z4 M40i (1)
Toyota GR Supra e BMW Z4 M40i

Ainda não sabemos as especificações finais do Nissan Z Proto, mas é quase certo que recorrerá (ainda) à plataforma do 370Z — FM em linguagem Nissan, cujas origens remontam ao início do século, tendo também servido o 350Z —, mas trocará o V6 atmosférico de 3,7 l por um mais moderno V6 twin-turbo com 3,0 l, com uma potência estimada a rondar os 400 cv, herdado das versões mais potentes dos Infiniti Q50 e Q60.

Fica o recado dado, mas também fica por saber qual dos dois dará um melhor desportivo, independentemente da proveniência dos seus componentes.

Fonte: Cars Guide.

Sabe responder a esta?
Qual a autonomia máxima do novo Fiat 500 elétrico?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Novo Fiat 500 em vídeo. O melhor 100% elétrico do segmento?

Mais artigos em Notícias