Restauro

Após 20 anos de abandono, Toyota Supra de competição vai ser restaurado

Uma visão familiar para quem tenha jogado Gran Turismo na Playstation. O Toyota Supra de competição da TOM'S vai ser restaurado, estando a decorrer uma campanha de crowdfunding para o efeito.

A decoração icónica da Castrol deste Toyota Supra de competição não engana, sendo um dos carros da TOM’S, ou melhor, da Toyota Team Castrol TOM’S Racing Supra, que correu no JGTC (o campeonato japonês de turismo) no final do século passado.

Ostenta o número 36, pelo que se trata do mesmo carro que participou na edição de 1998 do campeonato, com os pilotos Masanori Sekiya e Norbert Fontana aos seus comandos.

Esta antiga máquina de corridas foi encontrada abandonada num armazém na região de Chugoku, no Japão, encontrando-se num estado deprimente. Suspeita-se que tenha sido colocado de parte pouco tempo depois de terminado campeonato, ou seja, deve estar parado há, pelo menos, 20 anos.

VÊ TAMBÉM: Toyota GR Supra com quatro cilindros testado. É mais barato, mas vale a pena? (vídeo)

Apesar de por fora até parecer estar num estado razoável, este Toyota Supra de competição foi encontrado sem o seu motor 3SGTE — estavam à espera do 2JZ-GTE? Os Supra do JGTC corriam com um motor de quatro cilindros e não seis.

É preciso um novo motor, mas tudo o resto, tanto por fora como por dentro, precisa de um restauro. E é precisamente isso que vai acontecer.

415 mil euros de restauro

Curiosamente será a própria TOM’S que desenvolveu o carro em primeiro lugar, quem irá restaurar esta “velha glória” dos circuitos. E para o fazer iniciou uma campanha de crowdfunding. Recorrendo a uma plataforma japonesa similar à Kickstarter, a TOM’S espera conseguir reunir os ¥50 000 000 (50 milhões de ienes, aproximadamente 415 mil euros) necessários para o fazer.

Toyota Supra TOM'S

A plataforma chama-se Makuake e o valor foi dividido em patamares a atingir, cada um a permitir áreas mais extensas de intervenção.

Assim, se chegar aos 10 milhões de ienes (aprox. 83 mil euros) todo o exterior e interior serão recuperados. Se chegar aos 30 milhões de ienes (aprox. 249 mil euros), o Toyota Supra de competição ficará em condições de poder ser conduzido; se conseguirem os 50 milhões de ienes, o Supra será restaurado à sua especificação original, pronto a ser conduzido em circuito.

Toyota Supra TOM'S

Os doadores podem doar entre 41 euros e aproximadamente 83 mil euros e têm todo o tipo de benefícios: desde ver o seu nome gravado na ECU (centralina) até poderem “alugá-lo” um dia inteiro, com direito a conduzi-lo em circuito. Claro que para o poderem fazer terão de ser os maiores doadores e só há sete vagas disponíveis para esse derradeiro prémio.

VÊ TAMBÉM: Toyota GR Supra “americano” de 387 cv foi ao banco de potência. Cavalos escondidos?

A TOM’S espera concluir o restauro do seu Toyota Supra de competição até à primavera de 2021, caso não haja conflitos na sua agenda — a TOM’S continua a participar em diversos campeonatos — que, como aconteceu com tantos outros, viram os seus planos serem alterados por consequência da pandemia.

Sabes responder a esta?
Qual foi o primeiro carro japonês a conquistar o campeonato mundial de ralis?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

O Toyota que acabou com o domínio europeu no Mundial de Ralis

Mais artigos em Notícias