Restomod

Volvo P1800 Cyan. Reimaginar o coupé sueco com menos de 1000 kg e mais de 400 cv

Os responsáveis da Cyan Racing pegaram no mais marcante coupé da Volvo, reimaginaram-no e nasceu uma máquina impressionante: o Volvo P1800 Cyan.

A Cyan Racing (ex-Polestar Racing), a divisão de competição do grupo Geely, revelou este impressionante Volvo P1800 Cyan, um compreensivo exercício de restomodding sobre o mais marcante coupé da marca sueca.

Porquê o P1800? Bem, para lá das óbvias ligações entre a Cyan Racing e a Volvo — em 2017 ganharam o título mundial no WTCC com um S60, e em 2019 com o Lynk & Co 03, marca do mesmo grupo —, o Volvo P1800 surgiu em 1960, antes do Porsche 911, Jaguar E-Type e Ferrari 250 GTO. Todos eles modelos marcantes que, de uma forma ou outra, tiveram algum tipo de continuação.

Serviu de mote e inspiração para Christian Dahl, CEO e fundador da Cyan Racing, e a sua equipa “criar o que poderia ter sido se nós, como equipa de competição estivéssemos lá durante os anos 60, a correr com o P1800, e pudéssemos conceber uma versão de estrada do nosso carro de competição”.

TENS DE VER: História. Os coupés da Volvo que antecederam o Polestar 1
Volvo P1800 Cyan e S60 TC1
Volvo P1800 Cyan e Volvo S60 TC1.

Menos de 1000 kg

Bem… Os resultados, à primeira vista, são fantásticos.

O Volvo P1800 Cyan começou como um P1800 de 1964. Primeiro desmontaram-no e reviram toda a sua estrutura. Esta foi redesenhada em pontos chave, e reforçada com aços de alta resistência e fibra de carbono. Há  ainda uma roll-cage em titânio.

É uma das principais razões para a sua massa de apenas 990 kg, mais leve, inclusive, que o P1800 original em cerca de 150 kg!

VÊ TAMBÉM: Ao volante do Polestar 1. Mais de 600 cv e o híbrido plug-in com maior autonomia de sempre

Octanas, nada de eletrões

O quatro cilindros do P1800 original também foi deixado para trás. Por baixo do longo capô do P1800 Cyan encontramos outro quatro cilindros, de 2,0 l, turbocomprimido, baseado no mesmo motor do Volvo S60 TC1, que conquistou o título mundial de turismos.

Estamos em 2020, como é que não é elétrico? 

"Obviamente poderíamos ter feito um Volvo P1800 elétrico preenchido com as últimas tecnologias, conforto e luxo. Mas não é isso que nós queríamos. A meio desta mudança de paradigma decidimos abrandar o tempo e congelar uma parte dele na nossa própria cápsula de tempo. Tirar o melhor dos dourados anos 60 e combiná-los com as nossas capacidades de hoje, mantendo uma experiência de condução pura, mas refinada."

Christian Dahl, CEO e fundador da Cyan Racing

O motor da família VEA — estreado em 2011 no C30 de competição —  foi afinado para uma entrega de potência e binário linear, mais em linha com as caraterísticas de um motor naturalmente aspirado. Os números não são menos “gordos” por isso: 420 cv, 455 Nm de binário máximo, e o limitador surge só às 7700 rpm.

Volvo P1800 CyanTudo isto é transmitido às rodas traseiras via uma caixa manual de cinco velocidades Holinger, para manter o “caráter mecânico do Volvo P1800 original”.

VÊ TAMBÉM: O recorde do Nürburgring que a Polestar escondeu (até agora)

ABS e ESP? Não tem

O chassis, naturalmente, pouco ou nada tem a ver com o elegante coupé original — até para poder lidar eficazmente com o expressivo ganho de potência. Por exemplo, o eixo traseiro rígido do P1800 deu lugar a uma suspensão traseira independente no P1800 Cyan, o qual passa a integrar um diferencial autoblocante.

Volvo P1800 Cyan

Aliás, o P1800 Cyan tem um esquema de duplos triângulos sobrepostos nos quatro cantos, composto por componentes mais leves, como alumínio. É também totalmente ajustável, como os amortecedores ajustáveis em duas vias o demonstram.

Apesar da sofisticação do chassis, não encontramos nenhumas “ajudas modernas” à condução. Não tem controlo de tração ou estabilidade (ESP), como nem sequer tem ABS ou servofreio. O que tem são umas generosas rodas e travões para garantir uma perfeita ligação à estrada.

Volvo P1800 Cyan

As jantes forjadas têm 18″ de diâmetro e a envolvê-las temos Pirelli P Zero com as medidas 235/40 à frente e 265/35 atrás. Os discos de travão são em aço e também grandes em dimensão: 362 mm x 32 mm com pinças de quatro pistões à frente e 330 mm x 25,4 mm atrás.

Não é um “one-off”

Ao contrário de muitos projetos similares, o Volvo P1800 Cyan não será um modelo único (one-off). A Cyan Racing anunciou que irá produzir uma pequena série do Volvo P1800 Cyan, extremamente limitada — no entanto, não indicou quantas unidades serão — com um preço a começar nos 500 mil dólares, ou pouco mais de 422 mil euros.

Mais artigos em Notícias