Antevisão

Oficial. Polestar Precept vai ser produzido

Após uma calorosa receção, o Polestar Precept verá o seu estatuto de concept alterar-se, dentro de alguns anos, para modelo de produção.

Deveríamos ter visto o Polestar Precept em Genebra, em março, mas por culpa da pandemia só o vimos através de um ecrã.

Foi agora revelado, fisicamente, no Salão de Pequim (que deveria ter acontecido em abril), onde foi também anunciado que o concept será, futuramente, um modelo de produção.

Uma decisão tomada após o consenso geral muito positivo que o Precept reuniu à volta do seu design, aliás, uma das razões para a sua conceção, revelando a direção de design dos futuros Polestar.

VÊ TAMBÉM: Koenigsegg e Polestar juntas… para fazer o quê?
Polestar Precept
Thomas Ingenlath, diretor executivo da Polestar, no Saão de Pequim, com o Precept.

“Impressionante. Espetacular. Gostaríamos de vê-lo na estrada! – esta foi a opinião da imprensa sobre o Precept tendo o público reforçado a mesma. Os clientes querem ver mudanças na indústria automóvel e não apenas sonhos. Agora, o Precept vai tornar-se num manifesto ainda maior. Temos o forte compromisso de reduzir o impacto ambiental dos nossos automóveis e do nosso modelo de negócio. O objetivo deverá ser a neutralidade climática.“

Thomas Ingenlath, diretor executivo da Polestar

Polestar Precept

O Polestar Precept assume os contornos de uma berlina de quatro portas elétrica de dimensões generosas, um potencial rival para o Porsche Taycan ou Tesla Model S. De notar também a crescente e necessária “distância social” em relação à Volvo em termos estilísticos (marca que está na origem da Polestar como marca automóvel), ao contrário dos dois primeiros esforços da marca. O Polestar 1 e 2 derivam diretamente de protótipos revelados originalmente como Volvo.

O minimalismo estético não se fica apenas por fora, também no interior respira-se um ambiente tecnologicamente “zen”, onde se destacam os dois ecrãs — painel de instrumentos (12,5″) e infoentretenimento (15″ vertical, base Android).

Os argumentos “verdes” não se resumem à sua cadeia cinemática 100% elétrica (especificações não anunciadas); o Polestar Precept recorre em abundância a materiais reciclados. Desde as costuras dos bancos em PET reciclado (plástico usados em garrafas de água/refrigerantes), ou a cortiça nos encostos de cabeça e apoios laterais, além do uso de redes de pesca recicladas para a alcatifa.

De notar ainda o uso de materiais compósitos em alguns componentes que permitem cortar o seu peso em 50% e reduzir o desperdício de plásticos em 80%.

Polestar Precept
VÊ TAMBÉM: Volvo P1800 Cyan. Reimaginar o coupé sueco com menos de 1000 kg e mais de 400 cv

Quando chega?

Ao contrário de outros protótipos que conhecemos, desenvolvidos em simultâneo ou até após o design do modelo de produção já estar “congelado” — apesar de vermos sempre o concept primeiro — o Polestar Precept foi concebido puramente como protótipo.

Ou seja, pouco ou nada foi tido em conta para a linha de produção, o que justifica os, pelo menos, três anos que teremos de esperar pelo modelo de produção.

Polestar Precept

Antes da versão de produção do Precept, a sua influência estética deverá ser sentida no próximo modelo da Polestar, o… 3, que assumirá contornos de SUV, com revelação marcada para 2021.

 

Mais artigos em Notícias