Salão de Genebra 2020

Menos Volvo, mais Polestar. Precept antecipa o futuro da marca

O Polestar Precept antecipa o futuro da marca sueca ao nível do estilo, tecnologia, e também dos materiais usados na produção dos seus modelos.

Depois de há um ano termos conhecido em Genebra o Polestar 2, este ano no certame helvético vamos ficar a conhecer o Polestar Precept, um protótipo com o qual a marca sueca antecipa o seu futuro aos mais diversos níveis.

Com um visual minimalista e aerodinâmico, o Polestar Precept apresenta-se como um “coupé de quatro portas”, contrariando a tendência de “SUVização” do mercado. A distância entre eixos de 3,1 m permite ao futuro rival do Porsche Taycan e do Tesla Model S albergar um pack de baterias de grandes dimensões, mas cuja capacidade é desconhecida.

Ao contrário do que acontece com os Polestar 1 e 2, cujo visual não esconde a derivação direta dos modelos da Volvo, o Precept é um passo claro para separar visualmente as duas marcas escandinavas, antecipando o que poderemos esperar dos futuros modelos da Polestar.

VÊ TAMBÉM: Há matéria-prima suficiente para fazer baterias para tantos elétricos?
Polestar Precept

O estilo do Polestar Precept

Destaque, sobretudo, para a dianteira, onde a grelha desapareceu e deu lugar a uma área transparente designada “Smartzone”, onde se encontram os sensores e as câmaras dos sistemas de ajuda à condução. Os faróis, por outro lado, reinterpretam a conhecida assinatura luminosa “martelo de Thor”.

Na traseira, a faixa horizontal de LED que vimos também no Polestar 2 é aqui retomada, ainda numa evolução ainda mais minimalista.

Ainda no exterior do Polestar Precept destacam-se o desaparecimento dos espelhos retrovisores (substituídos por câmaras), a colocação do LIDAR no tejadilho (que melhora a sua capacidade de ação) e o tejadilho panorâmico que se estende até à traseira, cumprindo as funções de óculo traseiro.

VÊ TAMBÉM: Volvo atualiza S90 e V90. Consegues detetar as diferenças?
Polestar Precept

O interior do Polestar Precept

No interior, o estilo minimalista mantém-se, com o tablier a albergar dois ecrãs, um com 12,5” que cumpre as funções de painel de instrumentos e outro com 15” em posição ao alto e central e que conta com o novo sistema de infotainment com base Android desenvolvido em colaboração com a Google.

Polestar Precept

Tal como acontece no exterior, também no interior há uma série de sensores. Uns monitorizam o olhar do condutor, ajustando o conteúdo presente nos ecrãs, já outros, de proximidade, procuram melhorar a usabilidade do ecrã central.

VÊ TAMBÉM: Esqueçam os SUV. Testámos as Audi A4 Allroad e Volvo V60 Cross Country

Materiais sustentáveis são o futuro

Para além de antecipar a nova linguagem de design da Polestar e diversas tecnologias que vão estar disponíveis nos modelos da marca escandinava, o Precept dá a conhecer uma série de materiais sustentáveis a partir dos quais os modelos da Polestar poderão a recorrer no futuro.

Por exemplo, os bancos são desenvolvidos com recurso à tecnologia de tricotar 3D e com base em garrafas de plástico (PET) recicladas, as alcatifas são feitas a partir de redes de pesca recicladas e os apoios de braços e de cabeça são produzidos em cortiça reciclada.

VÊ TAMBÉM: Chris Harris já anda de lado com o Porsche Taycan Turbo S
Polestar Precept
Para além de contar com um visual minimalista, o interior do Polestar Precept recorre a materiais reciclados.

O recurso a estes materiais sustentáveis permitiu, segundo a Polestar, reduzir o peso do Precept em 50% e o desperdício de plástico em 80%.

Sabes responder a esta?
Em que salão foi apresentado o Volvo 480?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lembras-te do Volvo 440? Comemora 30 anos de existência!

Mais artigos em Notícias