ETCR

O Alfa Romeo Giulia eletrificou-se e vai correr no E TCR

A Romeo Ferraris pegou no Alfa Romeo Giulia e decidiu eletrificá-lo para correr no E TCR. Fica a par de todos os seus detalhes.

A lista de modelos que vão correr no E TCR acabou de crescer. Depois de te termos dado a conhecer o Hyundai Veloster N ETCR e o CUPRA e-Racer, hoje apresentamos-te o Alfa Romeo Giulia que vai correr no primeiro campeonato de turismos destinado a carros elétricos.

O seu desenvolvimento está a cargo da Romeo Ferraris, uma empresa sediada em Monza que nos últimos anos se tornou célebre por desenvolver o Alfa Romeo Giulietta TCR, modelo com o qual chegou até a vencer provas no WTCR e no TCR International.

Ora, ao ser desenvolvido pela Romeo Ferraris e não pela Alfa Romeo, o Giulia que vai correr no E TCR será o primeiro modelo de uma equipa privada na categoria, pois tanto o Veloster N ETCR como o e-Racer pertencem a equipas de fábrica.

VÊ TAMBÉM: O Alfa Romeo 8C morreu, mas ressuscitará como um Maserati

 

Ver esta publicação no Instagram

 

⚡Romeo Ferraris is delighted to announce the launch of the Alfa Romeo Giulia ETCR project⚡ #RomeoFerraris #AlfaRomeo #Giulia #ETCR #FastFriday

Uma publicação partilhada por Romeo Ferraris S.r.l. 🚗💨🔩💥 (@romeo_ferraris) a

O Alfa Romeo Giulia ETCR

O surgimento do Giulia ETCR marca o regresso do nome Giulia às grelhas de partida. Tudo isto mais de cinquenta anos depois da estreia do Giulia Ti Super em competição, em 1962.

Ao nível técnico, e tendo em conta os regulamentos do E TCR, o Alfa Romeo Giulia ETCR deverá contar com tração traseira, com um motor elétrico com 407 cv de potência contínua e 680 cv de potência máxima e uma bateria de 65 kWh de capacidade (a mecânica é partilhada entre os vários concorrentes, sendo fornecida pela WSC Technology).

VÊ TAMBÉM: Testámos o Alfa Romeo Giulia Diesel com 190 cv. Chega para os alemães?

Existem poucas marcas com a tradição da Alfa Romeo no automobilismo. Estamos orgulhosos pela Romeo Ferraris ter abraçado este projeto ambicioso(…) Eles já provaram a sua competência e profissionalismo com o Giulietta TCR e estou confiante que estão à altura do desafio.

Marcello Lotti, presidente do grupo WSC (o repsonsável pela criação do E TCR)

Acerca deste projeto, Michela Cerruti, gestora de operações da Romeo Ferraris afirmou “Depois de termos conquistado, com o Alfa Romeo Giullieta TCR, os melhores resultados possíveis para uma equipa independente, decidimos integrar o E TCR. Acreditamos que os elétricos são a escolha óbvia para o futuro, não só para a mobilidade, mas também para as competições”.

Sabes responder a esta?
Qual era a cilindrada do Alfa Romeo 156 GTA?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lembras-te deste? Alfa Romeo 156 GTA. Sinfonia italiana

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos