Arranque a Frio

Um carro elétrico usa tantos metais raros como 60 Toyota Yaris Hybrid

Depois de ter revelado o novo Yaris Hybrid, a Toyota parece apostada em defender com "unhas e dentes" os seus híbridos. A prová-lo está esta declaração.

Apesar de estar a preparar uma ofensiva elétrica e de ter revelado no Salão de Tóquio uma série de pequenos modelos elétricos, a Toyota ainda não parece totalmente convencida de que o futuro passe pelos modelos 100% elétricos.

A prová-lo parecem estar as declarações de Stefan Ramaekers, instrutor técnico sénior na marca nipónica, que afirmou que um carro elétrico “normal” (pressupomos que seja algo como um Nissan Leaf ou Volkswagen ID.3) usa tantos metais raros como 60 exemplares do novo Toyota Yaris Hybrid.

Para além disso, metais como o neodímio (usado nos ímanes dos motores dos carros elétricos) são extraídos com recurso a processos extremamente poluentes em minas na China. Face a tudo isto, a Toyota continua a acreditar que, de momento, os híbridos convencionais são “a forma mais atrativa e acessível de eletrificação automóvel”.

VÊ TAMBÉM: Há matéria-prima suficiente para fazer baterias para tantos elétricos?

Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 8h30 da manhã. Enquanto bebes o teu café ou ganhas coragem para começar o dia, fica a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Sabes responder a esta?
Qual é a potência do Toyota Camry?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

O Toyota Camry já chegou a Portugal. Estes são os preços

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos