Chega em outubro

Audi Q3 Sportback. Ao volante do novo rival do BMW X2

Desvendado há pouco mais de um mês, a nova versão "coupé" do SUV compacto Audi Q3 deu-se agora a conhecer, in loco, por estradas de montanha alemãs.

Em Eimeldingen, Alemanha

Numa altura em que as marcas premium fazem marcação homem-a-homem — a metáfora futebolística fica sempre bem…—, principalmente no segmento SUV e crossover, a Audi responde à rival BMW e ao seu bonitinho X2, com uma nova variante, mais estilizada, do Q3, o Audi Q3 Sportback.

Não viste a apresentação que o nosso João Tomé aqui fez sobre o que é um Q3 Sportback? Resumindo e basicamente, trata-se de um Q3 vestido para matar deslumbrar.

Sem alterações naquela que é a já conhecida base técnica do SUV compacto de Ingolstadt, mas ainda assim com algumas diferenças nas dimensões exteriores — a nova variante não só é 16 mm mais comprida (4,50 m), como também é 29 mm mais baixa (1,56 m) —, o Q3 Sportback destaca-se, principalmente, pelo perfil tipo coupé. Com a linha do tejadilho a prolongar-se pelos redesenhados e mais inclinados pilares traseiros, integrando um spoiler no topo do óculo traseiro.

VÊ TAMBÉM: Nem o Audi Q3 escapou aos SUV “coupé”. Eis o novo Q3 Sportback

A ajudar à imagem robusta e desportiva, ombros mais marcados e pronunciados que no Q3, complementados por uma traseira com farolins sem alterações, a não ser a possibilidade de contarem com piscas dinâmicos.

Um dos muitos pormenores do Audi Q3 Sportback que, a par da grelha octogonal Singleframe de aspeto tridimensional à frente, do marcante difusor traseiro, e das várias proteções de carroçaria características dos SUV, acabam contribuindo para uma imagem exterior, sem dúvida, musculada, marcante e até arrebatadora — dito de outra forma, cuida-te, X2…

Interior familiar

Já quanto ao interior, o melhor mesmo é não contares com muitas alterações face ao Q3; a não ser o acesso ao mesmo, mais baixo através das portas traseiras, (má) consequência do perfil que quer ser coupé — coisas de menino bonito…

Audi Q3 Sportback 2019

Uma vez assimilada esta nuance, o mais certo é tudo te parecer demasiado familiar. Desde a excelente qualidade de construção e de materiais, ambas acentuadas num tablier esculpido e de linhas ergonómicas; ao ambiente tecnológico para o qual, tanto o Audi Virtual Cockpit de 10,25” (que, na versão plus, acrescenta como novidade três layouts pré-definidos), como o atraente e funcional ecrã tátil de 10,1” do MMI, fortemente contribuem.

Também encontramos uma ótima posição de condução, com todos os comandos no sítio certo, consola central a contribuir para um cockpit envolvente, e com o condutor agraciado com um banco e volante desportivos.

Já para os restantes ocupantes, um banco traseiro que, apesar de continuar a poder ser ajustado 60:40 em profundidade (13 cm) e na inclinação das costas, continua a revelar-se mais adequado para apenas dois adultos, que para três. Não só porque o túnel de transmissão é muito intrusivo, mas também porque a largura para um potencial passageiro ao meio, não é muita.

Surpresa, e das boas, são as cotas em altura nos lugares traseiros, consequência de um tejadilho “escavado” que ajuda a atenuar o perfil mergulhante rumo à bagageira. Mas também a bagageira, a qual, anunciando à partida uma capacidade de 530 l — com piso amovível a poder ser colocado a duas alturas — pode chegar aos 1400 l, com as costas dos bancos traseiros totalmente rebatidas na horizontal.

Subscreve o nosso canal de Youtube.

“O meu nome é Alexa…”

Ainda sobre o sistema de info-entretenimento e conectividade, novidade maior é a promessa de inclusão, lá mais para a frente no tempo, de uma versão mais avançada do conhecido assistente virtual interativo da Amazon, Alexa. Tal como outras soluções já conhecidas (Mercedes Me, por exemplo), é baseada em sistemas de Inteligência Artificial, promete não só disponibilizar mais de 80 000 funcionalidades, como atender a (praticamente) todos os desejos proferidos pelos ocupantes do Q3 Sportback! Ou, pelo menos, gostaríamos que assim fosse…

Audi Q3 Sportback 2019

Garantidos desde o início da comercialização estão todos os serviços online já conhecidos das várias gamas do construtor de Ingolstadt. Como é o caso da navegação 3D com base no Google Maps, ou uma ligação permanente à Internet, a qual permite, por exemplo, fazer do Audi Q3 Sportback um valioso e eficaz hotspot.

Também em destaque, os modos e as ajudas à condução, traduzidos não só no Drive Select, ao qual não falta sequer um modo off-road (são seis modos, ao todo), ou até mesmo na igualmente importante ajuda em descidas íngremes; como também em tecnologias como a manutenção na faixa de rodagem, o alerta de ângulo morto e a travagem autónoma de emergência à frente. Esta última, presente no pacote de sistemas de segurança Audi pre sense.

Entre os opcionais, sobressai o Adaptive Cruise Assist, assim como um sistema de leitura de sinais de trânsito que, no futuro, deverá conseguir atuar em conjunto com o cruise control, ajustando permanentemente a velocidade aos limites legais — no futuro, garantiram-nos…

Anunciado com os níveis de equipamento já conhecidos — Base, Advance e S line —, resta agora aguardar pela definição da composição de cada uma destas versões, para saber o que fará verdadeiramente parte do equipamentos de série.

Os mesmo motores, mas com um toque elétrico

Falando de motores, a confirmação dos mesmos motores já existentes no Q3, ou seja, dois quatro cilindros a gasolina, 1.5 TFSI de 150 cv e 2.0 TFSI de 230 cv, e outros dois a gasóleo, 2.0 TDI de 150 cv e 190 cv. Sendo que todos eles podem receber não somente uma caixa manual de seis velocidades, como também a já bem conhecida (e eficaz) caixa automática S tronic (de dupla embraiagem) de sete velocidades.

Audi Q3 Sportback 2019

Para o mercado nacional, estarão disponíveis o 1.5 TFSI de 150 cv (vulgo, 35 TFSI), com caixa manual e automática, e tração apenas dianteira, além dos dois 2.0 TDI: o 35 TDI de 150 cv com caixa S tronic, e que também pode ter tração integral quattro, e o 40 TDI de 190 cv, de série com S tronic e sistema quattro.

Verdadeiras novidades, só mesmo no decurso da comercialização… e elétricas. Mais precisamente, com base no 35 TFSI, que também estará disponível com um sistema semi-híbrido de 48 V.

Audi Q3 Sportback 2019

Este é composto por um Belt Alternater Starter (motor-gerador acionado por correia), e aproveita a energia desperdiçada na desaceleração e na travagem, garante mais 12 cv e 50 Nm em certas ocasiões — acelerações iniciais ou mais pronunciadas, até 10 segundos. Conseguindo, segundo garante a Audi, poupanças de combustível até 0,4 l/100 km.

VÊ TAMBÉM: O Audi SQ2 já chegou a Portugal. Fica a saber quanto vai custar

Desportivo também ao volante

Neste primeiro contacto com o novo Q3 Sportback, realizado em solo alemão, oportunidade para conduzir duas das motorizações disponíveis, o 35 TFSI 150 cv S tronic, e o 40 TDI 190 cv quattro S tronic.

Sendo que, no final dos testes, avaliados os prós e os contras — poucos… —, a nossa preferência acabou recaindo no 35 TFSI, a gasolina, sem dúvida, uma boa opção para este SUV! Ainda que por culpa também do excelente papel desempenhado pela transmissão automática S tronic com patilhas no volante.

Audi Q3 Sportback 2019

O Audi Q3 Sportback 35 TFSI é impulsionado por um quatro cilindros que, não sendo poço de força ou vivacidade, não deixa de garantir boas respostas, graças também aos 250 Nm de binário que anuncia.

Ficou-nos na memória o bom desempenho dinâmico ajudado por uma suspensão pneumática auto-ajustável, a garantir pisar firme e informativo, sem rolamentos acentuados da carroçaria. Mas também por uma direção progressiva e precisa na forma como insere o Q3, ajudada por rodas de generosas dimensões (jantes de 20” bem calçadas), que, embora mais sonoras no contacto com o asfalto, são sinónimo de maior tração.

Audi Q3 Sportback 2019

O Audi Q3 Sportback 40 TDI, com o conhecido 2.0 TDI de 190 cv, caixa S tronic e sistema quattro, caracteriza-se pela maior sonoridade e algumas vibrações. Isto num conjunto que, ajudado por um maior binário (400 Nm) e pela tração integral, consegue respostas com maior ímpeto, sem quaisquer perdas de tração.

Ainda assim e na nossa singela opinião, o TDI deixa, em muitos momentos, a sensação de ser um “corpo estranho”, neste corpo de contornos coupé, mas que também quer ser SUV.

A NÃO PERDER: Do Audi TT nasceram 11 concepts. Conhece-os a todos

Custa um bocadinho mais

Embora com lançamento em Portugal previsto já para a segunda metade do próximo mês de outubro, o Audi Q3 Sportback continua sem preços definidos. Os quais, revelaram-nos os responsáveis da marca para o nosso país, estão ainda a ser negociados com a casa-mãe.

No entanto, esta incerteza não impediu os mesmos responsáveis de deixarem a garantia de que esta nova variante não será muito mais cara que o Q3 original: mais 2500 a 3000 euros, garantem.

A confirmar-se fará com que o Audi Q3 Sportback possa vir a estar disponível, com motor a gasolina, por valores a partir dos 44 000/45 000 euros, ao passo que o Diesel deverá começar por volta dos 52 000 euros.

Tal como já aconteceu com outros modelos, a Audi assinalará o lançamento do novo Sportback nos mercados europeus, com a disponibilização de uma versão Edition One. Que, limitada a um número ainda não definido de unidades por mercado, e definida por um equipamento fortemente enriquecido, imagem mais apurada, e disponível com todas as motorizações, poderá custar cerca de 8000 euros mais que um S line, com motor correspondente — isto, claro está, se a estratégia for a mesma da do Q3.

Audi Q3 Sportback 2019

Primeiras impressões

9 / 10
Apostando numa estética exterior e interior claramente a apontar ao coração, o novo Audi Q3 Sportback apresenta-se com o objetivo de disputar clientes com propostas premium como o BMW X2, oferecendo qualidade, luxo e desempenho a condizer. Resta saber se, com um PVP, no caso do Diesel, a ultrapassar os 50 mil euros, a emoção conseguirá falar suficientemente alto, de forma a fazer esquecer a carteira.

  • Estética

  • Comportamento

  • Ambiente de luxo a bordo

  • Acesso aos lugares traseiros

  • Diesel algo rude

  • Preço

Data de comercialização: Outubro 2019


Sabes responder a esta?
Qual a potência da Audi RS6 Avant (C8)?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Tenham medo, muito medo. Esta é a nova Audi RS6 Avant

Mais artigos em Testes, Primeiro Contacto

Os mais vistos