Apresentação

O motor que faltava. 718 Cayman GT4 e 718 Spyder com seis cilindros boxer NA

Esperados há muito, a Porsche finalmente levanta o pano sobre os 718 Cayman GT4 e 718 Spyder — boxer com seis cilindros atmosférico? Check!

Seis cilindros boxer, naturalmente aspirado, caixa manual de seis velocidades. Não é preciso dizer mais nada para ficar rendido aos novos Porsche 718 Cayman GT4 e 718 Spyder.

O novo par de desportivos de Estugarda nunca foram tão potentes e tão rápidos, e nunca partilharam tanto entre eles — mecânica e chassis —, como agora.

O motor não é o mesmo do 911 GT3

O destaque, claro está, reside no motor e — surpresa —, apesar de ser um seis cilindros boxer naturalmente aspirado com 4.0 l de capacidade, não é o motor do 911 GT3, como os rumores indicavam. Trata-se de uma unidade 100% nova, derivada da mesma família de motores do 911 Carrera, e não da família dos motores usados nos 911 GT e Cup.

RELACIONADO: Porsche 718 Boxster e 718 Cayman. Espécimes em vias de extinção
Porsche 718 Spyder, 2019

No entanto, os números não desiludem. Os novos 718 Cayman GT4 e 718 Spyder debitam 420 cv às 7600 rpm e 420 Nm entre as 5000 rpm e as 6800 rpm, incrementos de 35 cv e 45 cv, respetivamente, relativamente aos antecessores Cayman GT4 e Boxster Spyder.

O novo 4.0 seis cilindros boxer tem limitador apenas às 8000 rpm, e apesar de se destacar pela sonoridade, linearidade da entrega e resposta instantânea, não esqueceu a eficiência, ou as normas de emissões — um filtro de partículas encontra-se presente, e em carga parcial, pode “desligar” uma das bancadas de cilindros.

Com injeção direta é também o primeiro motor capaz de efetuar altas rotações com recurso a injetores piezo, o cárter é do tipo seco, e tem um sistema de admissão variável.

Acoplado ao boxer está uma caixa manual de seis velocidades manual, capaz de lançar os 1420 kg (DIN) de ambos os 718 até aos 100 km/h em apenas 4,4s, até aos 160 km/h em 9,0s e até aos 200 km/h em 13,8s. Só diferem em velocidade máxima, com o 718 Cayman GT4 a atingir os 304 km/h e o 718 Spyder os 301 km/h.

VÊ TAMBÉM: A110 é soft? O Alpine A110S dá-te mais cavalos e um chassis mais focado

Mais downforce sem afetar o drag

A aerodinâmica revista do 718 Cayman GT4 permitiu aumentar significativamente a sua eficiência ao conseguir aumentar o valor de downforce em 50%, sem no entanto prejudicar o drag — o arrasto aerodinâmico.

A contribuir para esta superior eficiência aerodinâmica, há um novo difusor traseiro — sozinho é responsável por cerca de 30% do valor total de downforce —, e uma nova asa traseira que gera mais 20% de downforce relativamente ao antecessor — 12 kg adicionais a 200 km/h —; na frente, a contribuir para o equilíbrio aerodinâmico, vemos um novo e maior spoiler e também a presença de “air curtains” ou cortinas de ar, que otimizam o fluxo de ar que passa pelas rodas dianteiras.

O 718 Spyder distingue-se pela ausência da asa traseira do coupé, mas apresenta uma asa retrátil que se eleva a partir dos 120 km/h — no entanto, é o primeiro Spyder capaz de gerar downforce sobre o eixo traseiro.

Pronto para circuitos

Pela primeira vez o 718 Spyder beneficia do mesmo chassis do 718 Cayman GT4 — e que chassis…

O recurso a rótulas em ambos os eixos oferece uma ligação mais rígida e direta entre chassis e carroçaria, aumentando a precisão dinâmica. Equipados de série com PASM (Porsche Active Suspension Management), a distância ao solo é reduzida em 30 mm, e vêm com PTV (Porsche Torque Vectoring), ou vetorização do binário, contando com um diferencial autoblocante mecânico.

Porsche 718 Spyder, 2019

Para parar o par de desportivos, estes vêm munidos de discos perfurados e ventilados de 380 mm de diâmetro, com pinças em alumínio do tipo monobloco com seis êmbolos à frente e quatro êmbolos atrás.

Para os que procuram mais performance do sistema de travagem podem optar por discos em carbono-cerâmica (PCCB), ainda de dimensões maiores — 410 mm à frente e 390 mm atrás —, mas mais leves em cerca de 50% relativamente aos de aço.

Ambos também estão equipados com pneus de alta performance com especificação Porsche — 245/35 ZR 20 em 8,5 J x 20 à frente e 295/30 ZR 20 em 11 J x 20 atrás —, e no final, tudo isto, seja a maior potência, a aerodinâmica mais eficaz, ou o capaz chassis, resultam num tempo mais rápido em mais de 10″ no “inferno verde” para o 718 Cayman GT4 relativamente ao antecessor.

VÊ TAMBÉM: Porsche 718 Cayman GT4 Clubsport. Só para circuitos… e com seis cilindros

Para mais acutilância em circuito, o 718 Cayman GT4 disponibiliza como opção o Clubsport Package que adiciona uma roll cage (pintada em preto e aparafusada à carroçaria por trás dos bancos dianteiros), um cinto de seis apoios para o condutor — com duas versões dos cintos dos ombros, uma delas compatível com o sistema HANS —, um extintor, pré-instalação para o Lap Trigger (mede tempos por volta).

Quando chegam?

Já chegaram, ou melhor, já estão disponíveis para encomenda. Os preços para o Porsche 718 Cayman GT4 começam nos 135 730 euros e para o 718 Spyder iniciam-se nos 132 778 euros.

 

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos