Vídeo

Mercedes-AMG E 53 4Matic+ Coupe em vídeo. Um verdadeiro AMG?

Neste vídeo o Diogo testa o Mercedes-AMG E 53 4Matic+ Coupe, que traz um seis em linha e um sistema mild-hybrid. Será um verdadeiro AMG?

Para nós, AMG é sinónimo de V8… gloriosos, sonantes, ribombantes e possantes V8. No entanto, o Mercedes-AMG E 53 4Matic+ Coupe que hoje vos trazemos vem com um seis cilindros em linha — não pode ser um verdadeiro AMG, pois não?

Sinais dos tempos… Hoje em dia a AMG não se reserva aos oito cilindros, tendo em catálogo um quatro cilindros, o de produção mais potente do mundo, aos nobres V12 que podemos encontrar nos exclusivos Pagani. Estes novos AMG 53 — apenas os 63 vêm com os mais desejados V8 —, funcionam como um degrau de acesso ao universo AMG, algo mais contidos na sua ferocidade, é certo, mas ainda assim polvilhados com a magia da casa de Affalterbach.

Não é de todo uma novidade este patamar de acesso ao universo AMG. Os 53 vieram tomar o lugar dos anteriores 43, e com eles veio um novo bloco de seis cilindros em linha com 3.0 l de capacidade, ao qual está acoplado um turbo e um compressor de acionamento elétrico.

VÊ TAMBÉM: Mercedes-AMG GLC 63 S (510 cv) em vídeo. Super-SUV com um Super V8!
Mercedes-AMG E 53 4Matic+ Coupe
Para que não haja dúvidas… é mesmo um seis em linha.

AMG assistido por eletrões

Este último item só é possível graças à presença do EQ Boost, um sistema elétrico paralelo de 48 V, um motor-gerador elétrico de 22 cv e 250 Nm, e um conjunto de baterias, que tornam este Mercedes-AMG E 53 4Matic+ Coupe num semi-híbrido ou mild-hybrid.

Já não é a primeira vez que nos referimos aos mild-hybrid na Razão Automóvel, pelo que já devem saber que não se trata nem de um híbrido como um Toyota Prius ou um híbrido plug-in como um Mitsubishi Outlander PHEV — ou seja, não existe possibilidade alguma de deslocação puramente elétrica.

O objetivo do sistema semi-híbrido é essencialmente o de assistir e dar alguma “folga” ao motor de combustão interna, contribuindo para uma redução nos consumos e emissões. Cabe a ele alimentar alguns sistemas auxiliares, serve de motor de arranque, assiste o motor de combustão em momentos como o de aceleração e ainda recupera energia cinética durante a travagem, convertendo-a em energia elétrica para carregar as baterias.

Mercedes-AMG E 53 4Matic+ Coupe

AMG para ser AMG…

… tem de andar depressa — seja para a frente ou de lado — e providenciar a mais musculada das bandas sonoras. Será que o E 53 4Matic+ Coupe — o mais potente Classe E Coupe que podem comprar; não há E 63 Coupe — cumpre? Sem dúvida.

A banda sonora não é tão poderosa como a de um V8, mas como o Diogo nos revela, alterando para o modo Sport ou Sport+, o seis cilindros em linha tem uma excelente voz. As prestações também não desiludem apesar das quase duas toneladas de carro. Os 435 cv e 520 Nm permitem despachar os 100 km/h em apenas 4,4s, e a velocidade máxima está limitada aos 250 km/h.

Com tal massa, será que curva? Um afirmativo sim, apesar de não ser possível disfarçar as quase duas toneladas. O Mercedes-AMG E 53 4Matic+ Coupe é surpreendentemente ágil e fácil de inserir em curva, e apesar de não permitir as exuberâncias dos 63, como deixar o asfalto marcado em longas derivas de traseira, denota excelente compustura e capacidade de fazer qualquer trajeto muito, mas muito depressa.

VÊ TAMBÉM: Conheçam a história do primeiro AMG de competição

É um verdadeiro AMG?

No final, a pergunta que serve de título tem como resposta um convicto sim. Um AMG um pouco mais suave, é certo, mais a ver com o universo GT do que uma interpretação germânica de um muscle car. A sonoridade está lá, assim como a “presença de palco”, a qualidade, até a desportividade.

O Mercedes-AMG E 53 4Matic+ Coupe tem um preço a começar nos 98 mil euros, mas o que foi testado pelo Diogo adicionava 20 mil euros em extras, ficando-se pelos 118 mil euros. Além do coupé, o E 53 existe também na carroçaria descapotável, o que permite ainda um melhor acesso à banda sonora providenciada pelo novo bloco de seis cilindros em linha.

Para saber mais sobre o Mercedes-AMG E 53 4Matic+ Coupe, passo palavra ao Diogo em mais um vídeo do nosso canal de YouTube.

Sabes responder a esta?
Qual o número máximo de lugares oferecido pelo novo Mercedes-Benz GLB?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

SUV pró-família. Os 4 pontos chave do novo Mercedes-Benz GLB

Mais artigos em Testes

Os mais vistos