Antecipação

Porsche Taycan chega este ano. Tudo o que sabemos

O inédito Porsche Taycan será 100% elétrico e 100% Porsche, garante a marca de Estugarda. Apresentação e lançamento ainda este ano.

O novo Porsche Taycan entrou na sua fase final de desenvolvimento, que o tem levado a vários pontos do planeta para testar a durabilidade e comportamento de todos os componentes — quando as primeiras unidades começarem a ser entregues no final do ano, o Taycan, proposta 100% elétrica inédita no fabricante, tem de ser também 100% Porsche.

Os testes de desenvolvimento levaram o Taycan até a poucos quilómetros do círculo polar Ártico, na Suécia para testes de resistência ao frio; até ao Dubai, nos Emirados Árabes Unidos para testes de resistência ao calor; e à África do Sul, para testes de performance.

O programa de testes do Porsche Taycan já passou por 30 países e envolveu uma equipa de 1000 pessoas, entre pilotos de testes, técnicos e engenheiros.

RELACIONADO: Porsche Taycan gera tanta expetativa que 20 000 por ano podem não chegar
Porsche Taycan teste desenvolvimento

São milhões de quilómetros acumulados como refere Stefan Weckbach, vice-presidente da gama:

Após efetuarmos simulações de computador e testes de banco antecipadamente, atingimos agora a fase final deste exigente programa de testes. Antes do Taycan ser lançado no mercado no final do ano, teremos feito aproximadamente seis milhões de quilómetros pelo globo. Estamos já muito contentes com o estado atual dos veículos. O Taycan vai ser um verdadeiro Porsche.

O que já sabemos?

Antecipado pelo Mission E, o Taycan assumirá também o formato de uma berlina desportiva de quatro portas — ou um “coupé” de quatro portas, como preferirem  — será apresentado publicamente no Salão de Frankfurt em setembro próximo, e deverá chegar ao mercado em pelo menos três versões, correspondendo a três patamares de potência.

Porsche Taycan teste desenvolvimento
Saídas de escape num elétrico? Calma, faz apenas parte do disfarce…

A variante mais potente apresentará mais de 600 cv, a intermédia deverá ficar 100 cv abaixo, com a versão de acesso a apresentar mais de 400 cv. Com um motor elétrico por eixo, todas as versões terão tração integral.

Apesar de não haver dados oficiais sobre o peso, prevê-se que o mesmo fique um pouco abaixo das 2,3 t do Tesla Model S, mas não será impedimento para prestações elevadas. A Porsche não revelou ainda dados definitivos, mas garante que todos os Taycan atingirão os 250 km/h, com a versão mais potente conseguirá um tempo “bem abaixo” dos 3,5s nos 0 aos 100 km/h.

De acordo com as contas da Porsche, este mais potente Taycan será capaz de efetuar uma volta ao Nürburgring, o “pátio das traseiras” da Porsche, em menos de oito minutos.

Autonomia e carregamento

Relativamente à autonomia, a marca alemã, infelizmente, ainda só disponibilizou valores de acordo com o ciclo NEDC, apesar do WLTP já estar em vigor. Foram anunciados 500 km de autonomia máxima, o que deverá corresponder a mais de 400 km no ciclo WLTP.

Onde o novo Porsche Taycan se destacará será ao nível do carregamento das baterias, avançando com números bastante ambiciosos. A arquitetura de 800 V permitirá adicionar 100 km de autonomia (NEDC) por cada 4min de carga, e um tempo inferior a 20min para carregar a bateria com 10% de carga até aos 80%, mas…

Porsche Taycan teste desenvolvimento

Tal só será possível nos super-carregadores de 350 kW que, infelizmente, ainda existem muitos poucos na Europa. A rede Ionity, que disponibilizará este tipo de carregadores, está ainda no processo de instalar 400 postos de carregamento pelo continente europeu até 2020 — de momento existem à volta de 70 construídos —, mas Portugal não faz parte dessa primeira leva.

RELACIONADO: Porsche em perseguição à Tesla? Mais dois elétricos a caminho

E mais?

Além da berlina de quatro portas, em 2020 surgirá a versão de produção do concept do Mission E Sport Turismo… e quanto a preços? Para os EUA está previsto que se situe algures entre o Cayenne e o Panamera, cenário expetável que se repita na Europa e claro, Portugal.

No entanto, como em Portugal os elétricos não pagam ISV (e IUC), pode acontecer que o Taycan até possa surjir com preço final inferior a ambos.

Sabes responder a esta?
Quantos cilindros tem o motor boxer do Porsche 911 GT2 RS Clubsport?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Porsche 911 GT2 RS Clubsport, uma despedida em grande

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos