100% elétrico

Porsche Taycan. O primeiro capítulo de uma nova era

A celebrar 70 anos de história, a Porsche dá um dos passos mais importantes da sua história lançando o seu primeiro modelo de produção 100% elétrico. O seu nome? Porsche Taycan.

Porsche Taycan. É bom que te habitues à designação do primeiro modelo de produção em série 100% elétrico da Porsche. Até porque ouvi-lo muitas vezes nos próximos anos…

A marca alemã anuncia-o como “o futuro da mobilidade”. Até agora conhecido pelo nome Mission E, doravante será chamado de Porsche Taycan. É o primeiro modelo de uma linhagem que continuará a crescer nos próximos anos.

Porquê Porsche Taycan?

Na Porsche quase todas as designações têm um significado. A título de exemplo, o nome Boxster descreve a combinação do motor boxer e do design roadster; Cayman é uma referência à agilidade que se espera de um coupé; e Panamera é uma alusão direta à lendária Carrera Panamericana.

Sabias que o Porsche 356 deve a sua designação ao facto de ser o projeto nº356 de Ferdinand Porsche.

Dito isto, qual é a origem da designação Porsche Taycan? Segundo a marca, Taycan pode ser traduzido como “cavalo jovem e alegre”, em referência ao cavalo que surge no coração do Escudo Porsche desde 1952.

Porsche verdadeiramente Porsche

Estamos a tentar escapar à referência história de que na génese da Porsche está um carro 100% elétrico. Pese embora seja verdade, não é um facto que por si só valha automaticamente ao Porsche Taycan uma entrada direta no coração dos amantes da marca.

Estes 70 anos de história da Porsche têm sido marcados pelo sucesso dos motores de combustão.

Sendo assim, pode um veículo 100% elétrico respeitar o ADN da marca?

A Porsche acredita que sim e apresenta números importantes. A mover o Porsche Taycan vamos encontrar dois motores síncronos (PSM) com uma potência superior a 440 kW (600 cv), capazes de acelerar este desportivo elétrico até aos 100 km/h em menos de 3,5 segundos e até aos 200 km/h em menos de 12 segundos. Portanto, no que às prestações do motor diz respeito podemos estar descansados.

Aposta na eletrificação
A Porsche vai investir mais de 6 mil milhões de euros na eletrificação da sua gama até 2022. Só a produção do Taycan vai criar cerca de 1.200 postos de trabalho em Zuffenhausen.

Números que apesar de tudo, colocam o Porsche Taycan num patamar de performance abaixo do Tesla Model S P100D. Há no entanto uma nuance. Sem fazer qualquer referência à Tesla ou a outro concorrente, a marca de Estugarda afirma que o Taycan será capaz de fazer arranques sucessivos sem perdas de potência, derivadas do sobreaquecimento do sistema elétrico. Algo que tem sido um problema recorrente noutros rivais elétricos e que a Porsche conseguiu contrariar.

Quanto à autonomia do Porsche Taycan, a marca anuncia mais de 500 km (ciclo NEDC). Chega ao mercado em 2019 e será o primeiro de muitos veículos elétricos ou eletrificados que a marca planeia lançar até 2025.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos