Indústria

SEAT. Ofensiva elétrica traz 6 novos elétricos e híbridos plug-in até 2021

A eletrificação da SEAT já está em curso e para além de novos modelos a marca vai desenvolver com a Volkswagen uma nova plataforma para carros elétricos.

Depois de nos últimos meses ter revelado o el-Born e o Minimó, confirma-se agora que os dois protótipos revelados são apenas uma porção do plano de eletrificação da SEAT.

A prová-lo está o anúncio feito hoje pela SEAT de que até 2021 entre esta e a CUPRA serão lançados seis novos modelos, entre elétricos e híbridos plug-in. Os modelos desta ofensiva serão a versão elétrica do Mii e o el-Born (os primeiros modelos 100% elétricos da marca), seguindo-se a estes as versões híbridas plug-in do Tarraco e da nova geração do Leon.

Já do lado da CUPRA, veremos uma versão híbrida plug-in do Formentor (que viu a sua produção confirmada para a fábrica de Martorell) e do CUPRA Leon.

VÊ TAMBÉM: Schaeffler 4ePerformance. A fundo num A3 elétrico com 1200 cv
SEAT eletrificaçao

Nova plataforma a caminho

Para além dos seis novos modelos, a SEAT vai desenvolver, pela primeira vez, uma nova plataforma em colaboração com a Volkswagen. Esta deverá ser uma versão mais pequena da plataforma do Grupo Volkswagen destinada a modelos elétricos, a MEB, e tem chegada prevista para 2023.

SEAT Minimó

Segundo a SEAT, a nova plataforma deverá ter cerca de 4 m de comprimento, vai ser usada por várias marcas e tem como principal objetivo permitir desenvolver veículos elétricos acessíveis com um preço de entrada abaixo dos 20 mil euros.

O projeto da plataforma para veículos elétricos pequenos é um grande passo para alcançar uma mobilidade elétrica mais acessível. A SEAT tornará realidade o primeiro automóvel elétrico especialmente concebido para viagens urbanas.

Herbert Diess, CEO do Grupo Volkswagen

2018 foi um ano de recordes

Para além de ter apresentado a sua estratégia de eletrificação (na qual está inserida a estratégia de micromobilidade da qual a SEAT eXS é exemplo), a SEAT revelou ainda os resultados relativos a 2018, confirmando o bom momento de forma que a marca espanhola atravessa.

A SEAT tem agora um papel mais claro no Grupo Volkswagen e, graças aos resultados obtidos, conquistámos a nova plataforma de veículos elétricos.

Luca de Meo, CEO da SEAT

Com um lucro recorde, já depois de impostos, de quase 300 milhões de euros (mais precisamente 294 milhões de euros, mais 4,6% face a 2017) e um volume de negócios perto dos 10 000 milhões, o maior da sua história, a SEAT bateu ainda o seu recorde de vendas, entregando 517 600 unidades em 2018 (mais 10,5% que em 2017).

Subscreve o nosso canal de Youtube.

Sabes responder a esta?
Qual o nome do primeiro modelo da CUPRA sem correspondência na SEAT?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

CUPRA Formentor em vídeo. O primeiro 100% CUPRA

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos