Vendido

McLaren F1 “LM Specification”. Só existem dois, e este já tem dono

Existem os clássicos raros e os ultra-raros, como este McLaren F1 elevado à especificação LM, com apenas dois em existência. Este acaba de ganhar novo dono.

Produzido pela divisão de modelos especiais da marca britânica, a McLaren Special Operations, este McLaren F1 muito especial começou como um F1 “standard”, mas viu as suas especificações serem elevadas ao mesmo nível dos cinco McLaren F1 LM originais. Além deste, só outro F1 recebeu tratamento idêntico.

Entre os aspetos partilhados com os restantes F1 LM, o pacote aerodinâmico — semelhante ao das unidades participantes e vitoriosas nas 24 Horas de Le Mans —, destinado a garantir “maior downforce”, além do motor apurado para níveis idênticos aos do F1 GTR de competição, de 1995 — o fabuloso 6.1 V12 de origem BMW, com potência aumentada para os 693 cv às 7800 rpm e um binário de 705 Nm às 4500 rpm, com apenas 1062 kg de peso total — o que dá um rácio peso/potência de apenas 1,53 kg/cv.

Já no interior do habitáculo, uma maior aproximação à versão de estrada, com praticamente todos os equipamentos e luxo conhecidos desta última, não esquecendo sequer um sistema de navegação por satélite.

Quanto à unidade que acaba de trocar de mãos, importa referir que não é a primeira vez que muda de dono, pois, já há três anos, em Monterey, fez com que pagassem por ela 13,7 milhões de dólares — qualquer coisa como 11,7 milhões de euros. Valor que, na altura, o tornou no modelo britânico a atingir o valor mais alto num leilão, recorde que já foi derrubado por um outro McLaren F1, vendido o ano passado por 13,3 milhões de euros; pelo Jaguar D-Type, que atingiu os 18,8 milhões de euros; assim como pelo Aston Martin DBR1, leiloado por 19,2 milhões de euros e atualmente detentor desse recorde.

RELACIONADO: Novo McLaren 600 LT. Maior, mais leve, mais potente

Não foste a tempo de comprar este McLaren F1 LM? A RM Sothebys continua com muitas outras raridades, para venda direta a privados. Como é o caso, por exemplo, de um Mercedes-Benz 680 S Torpedo Sport de 1928, com um preço base de licitação de 7 milhões de dólares (perto de seis milhões de euros); um Mercedes-Benz 300 SL de 1960, proposto por 1,3 milhões de dólares (pouco mais de 1,1 milhões de euros); e de um Aston Martin DB AR 1 Zagato de 2003, por 338 mil euros. Isto, entre muitas outras opções, naturalmente…

VÊ TAMBÉM: TOP 15. Os melhores motores alemães de todos os tempos

Sabes responder a esta?
Qual é a potência máxima que o sistema elétrico do CUPRA e-Racer consegue oferecer?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

CUPRA e-Racer inicia testes em circuito
Em cheio!!
Vai para a próxima pergunta

ou lê o artigo sobre este tema:

CUPRA e-Racer inicia testes em circuito

Mais artigos em Clássicos

Os mais vistos