2018 promete

Tenho um Honda Civic Type-R FK8 parado à porta de casa

Este artigo (ainda!) não é sobre o Honda Civic Type-R FK8 — mas lá para o fim falo do carro. Escrevi este artigo porque quero que saibam o que estamos a preparar aqui na Razão Automóvel.

“Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar nem um dia na tua vida”. Quem disse esta enormidade foi Confúcio, um proeminente filósofo da China Antiga.

Confesso que não sabia quem ele era, mas fui pesquisar. Se o «artista» ainda fosse vivo, ia ter com ele para termos uma conversinha… Gosto de “desenterrar” filósofos e escritores, lembras-te? — recorda aqui.

Pois bem. Faço o que gosto, é verdade. Mas aqui na Razão Automóvel estamos a passar do redline com tudo o que estamos a preparar para 2018. Goste-se ou não do que se faz, é trabalho e por vezes também cansa (muito). Canal de Youtube, derradeira evolução do nosso portal (mais funcionalidades e melhor navegação) e conteúdos ainda melhores — entre outras novidades que revelaremos lá mais para a frente.

O preço a pagar por isto? Noites sem dormir e um Honda Civic Type-R FK8 parado à porta de casa. É tortura, acreditem…

A flecha nipónica a caminho do Alentejo após uma semana de intenso trabalho.

O esforço tem sido recompensado, basta visitar a nossa homepage. Artigos de qualidade, alguns deles únicos, sem clickbait e com muita substância. Frontais. E tudo o que são artigos com apoio das marcas têm essa menção. BTW… já conheces o Espaço Hyundai

O ano de 2017 foi mesmo muito bom para nós e parte desse sucesso deve-se às tuas visitas diárias — obrigado, do fundo do cárter!

Sobre 2017…

Em breve trecho, este ano foi mesmo o culminar de uma aventura que começou há 5 anos, éramos nós apenas um grupo de amigos com boas intenções.

Hoje somos mais que isso: somos um dos portais de automóveis mais visitados do país, somos membros permanentes do Carro do Ano em Portugal e do World Car of The Year — ao lado das melhores publicações nacionais e internacionais. A nossa paixão pelos automóveis agigantou um país que sempre nos disseram ser “demasiado pequeno”. Não é!

Gostas do autocolante?

Felizmente, nem tudo tem sido contrariedades. Temos contado com o apoio de todas as marcas em Portugal, que de forma totalmente transparente confiam em nós a análise dos seus produtos — nem podia ser de outra forma.

Temos contado também, ao longo destes anos, com os sábios conselhos dos jornalistas de outros meios (alguns deles nossos concorrentes), que admiram o nosso trabalho da mesma forma que nós crescemos a admirar o trabalho de muitos deles. E temos contado sobretudo contigo!

Queremos que saibas que estamos a fazer de tudo — de tudo! —, para continuar a fazer a Razão Automóvel crescer. Mesmo que para isso, o carro que durante meses sonhámos conduzir, tenha de ficar parado à porta de casa ou do escritório mais tempo do que gostávamos.

Calma… o Honda Civic Type-R FK8 andou muito

Vou dedicar-me à escrita do ensaio do Honda Civic Type-R FK8 da mesma maneira que me dediquei à escrita do premium Volvo XC40, do honesto Dacia Duster, do excitante Hyundai i30 N ou do familiar (que piada…) SEAT Leon ST Cupra. Há mais exemplos aqui. Mas ainda não é hoje que vou publicar o ensaio do Type-R…

Porque os dias têm sido de trabalho intenso, levantei-me às três da manhã e fui conduzir o Civic Type-R para uma das melhores e mais belas estradas do país: a Serra da Arrábida.

Já tenho título e tudo: “Uma madrugada na Serra da Arrábida com o novo Honda Civic Type-R”.

No dia seguinte, ainda a acusar o cansaço da semana, fui até São Martinho do Porto a convite de um dos nossos leitores. Objetivo? Um encontro entre a primeira e a última geração do Honda Civic Type-R. EK9 frente-a-frente com o FK8. Foi simplesmente épico!

Tem sido um desafio tentar transpor toda a paixão que tentamos transmitir pela escrita para o formato vídeo. E um trabalho em progresso…

Nesse dia as ações da Galp devem ter subido em flecha, tal não foi a quantidade de vezes que tivemos de abastecer os nossos Type-R com litros de vontade de andar.

Valeu a pena. Foi um daqueles dias que fazem os «dias difíceis» valer a pena.

Unidos pelos automóveis.

Após a sessão de filmagens para o Youtube, ainda houve tempo para descontrairmos e falar sobre automóveis. Sem pressa. Até porque para o ano queremos mais momentos assim. Quiçá contigo e com o teu carro…

Obrigado por continuares a fazer parte desta viagem. Boas curvas!

Ainda houve tempo para outro encontro… brevemente!

Mais artigos em Crónicas

Os mais vistos

Pub