Desporto Motorizado

André Silva venceu Taça Ibérica de Drift que decorreu em Pinhel

Decorreu este fim de semana a Taça Ibérica de Drift em Pinhel e a vitória ficou em casa com André Silva a sair vencedor.

Decorreu ontem, 27 de agosto, a Taça Ibérica de Drift, em Pinhel, distrito da Guarda que reuniu, perante um largo público, cerca de 18 pilotos nacionais e espanhóis. A prova realizou-se na zona industrial da cidade falcão e cimentou Pinhel como a capital do Drift, com esta a ser organizada entre o Clube Escape Livre e a Câmara Municipal de Pinhel.

No final de muita borracha queimada, a vitória seria de André Silva aos comandos de um Nissan Skyline. O piloto bracarense da AutoCRC teve uma exibição espectacular, reunindo o maior números de votos/gostos, totalizando 743. O pódio ficaria completo com Armindo Martins, de Vila Nova de Famalicão, aos comandos de um Nissan 350Z, com 528 votos; seguido de perto por Pedro Couto, de Vila do Conde, aos comandos de BMW M3, com 519 votos.

 

André Silva com Nissan Skyline, Vencedor da Taça Ibérica de Drift 2017, em Pinhel © Clube Escape Livre

Destacam-se igualmente as participações de Firmino Peixoto em Toyota, Rui Pinto em Nissan, João Gonçalves em Mazda, Marcos Vieira em BMW e Pedro Sousa também em BMW, e também Martin Nos, o melhor piloto espanhol presente. Nos duelos, com demonstrações de dois pilotos em simultâneo, evidenciaram-se Diogo Cardoso, Bruno Costa, Ermelindo Neto, Filipe Silva e Fábio Cardoso.

Este resultado é a aposta do município em eventos diferenciados e marcantes para a região e que só podíamos levar a cabo com um clube de referência como é o Escape Livre.

Rui Ventura, Presidente da Câmara de Pinhel

Houve também espaço na Taça Ibérica de Drift para a homenagem a Daniel Saraiva, embaixador do DRIFT de Pinhel, falecido dias antes da demonstração, onde também iria participar. A organização criou o troféu homenagem Daniel Saraiva, tendo sido entregue a Pedro Sousa, uma das jovens promessas do DRIFT.

O espectáculo deste domingo não podia ter sido melhor com o dobro dos pilotos do ano passado, com a vinda de pilotos espanhóis e com o reforço da segurança. Tudo junto é sem dúvida a melhor homenagem que podíamos prestar ao Daniel.

Luis Celínio, Presidente do Clube Escape Livre

Mais artigos em Notícias